A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

06/08/2016 16:50

Preço alto espanta, e apenas uma pessoa encarou vacina R$ 350 contra dengue

Anny Malagolini
Vacina pode ser encontrada em laboratórios da Capital (Foto: Fernando Antunes)Vacina pode ser encontrada em laboratórios da Capital (Foto: Fernando Antunes)

Apesar do alarde pela chegada da vacina de imunização da dengue, a Dengvaxia, apenas uma pessoa da Capital encarou o preço de R$ 350, pela primeira dose da vacinação contra a doença. A vacina chegou nesta semana em laboratórios da cidade, mas para a imunização funcionar, são necessárias três doses. O valor pode passar dos R$ 1 mil.

A promessa da vacina parece não ter superado as expectativas, como no laboratório Imunitá, onde eram esperados pelo menos 30 pessoas por dia para serem vacinadas. Apesar da curiosidade sobre a fórmula, ela parece não ter emplacado, e para o médico pediatra Alberto Jorge Costa, a negativa da população é o baixo risco de infecções neste período, já que a cidade não está mais em situação de epidemia da doença – De janeiro até o início de agosto, foram registrados mais de 57 mil casos suspeitos de dengue em Mato Grosso do Sul -. “As pessoas só correm atrás na hora do incêndio, e ignoram a importância da imunização”, destacou.

Sobre o preço, o médico informou que o lucro é pequeno, o valor se refere ao a aplicação e armazenamento da medicação. Em razão da polêmica, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) pede que clientes denunciem estabelecimentos que cobram preços abusivos pela vacina da dengue. O preço máximo da vacina da Sanofi Pasteur, única que pode ser comercializada no país até o momento, é R$138,53. Mas com ressalvas, pois as clínicas podem cobrar pela aplicação e armazenamento do produto, aumentando o preço final cobrado ao consumidor.

Sendo assim, a Anvisa sugeriu ao consumidor que peça a discriminação do serviço da vacina em nota fiscal do preço cobrado pela vacina e pelos serviços prestados no local. Para a agência reguladora, esta é uma forma de evitar preços abusivos. Caso seja necessário denunciar, a nota fiscal deve ser usada como prova do abuso.

Recomendação - De acordo com o Ministério da Saúde, a vacina não protege contra os vírus Chikungunya e Zika. A Dengvaxia® é uma vacina utilizada para ajudar a proteger contra a dengue causada pelos sorotipos 1, 2, 3 e 4 do vírus da dengue. A vacina é aplicada em adultos, adolescentes e crianças dos nove aos 45 anos de idade que moram em áreas endêmicas (áreas em que a dengue esteja sempre presente).

E ainda, a eficácia da vacina consiste na aplicação de três injeções, a serem administradas em intervalos de seis meses. A vacina começa a fazer efeito a partir da primeira dose. No entanto, a eficácia só foi demonstrada após a aplicação das três doses.

Universidade do MS recebe certificação de excelência em gestão
Será recebida pela UCDB (Universidade Católica Dom Bosco) em solenidade que acontece na próxima segunda-feira (18) o certificado de excelência em ges...
Águas Guariroba continua com campanha de renegociação de dívidas
Vai até o dia 29 deste mês a campanha "Fique em Dia", realizada pela Águas Guariroba para renegociar as dívidas que os consumidores têm com a empresa...
Prefeitura e TJ prorrogam renegociação de dívidas ajuizadas até 3ª
O programa de refinanciamento de dívidas da Prefeitura de Campo Grande foi prorrogado até o dia 19 de dezembro, a próxima terça-feira, no Centro de C...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions