A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

11/08/2014 17:44

Prefeito libera internet, mas população quer mais médicos em postos

Eduardo Penedo
População não quer internet gratuita e sim médicos nos postos de saúde.(foto: Marcelo Calazans)População não quer internet gratuita e sim médicos nos postos de saúde.(foto: Marcelo Calazans)

A expansão da internet gratuita não agradou aos usuários dos postos de saúde, que preferiam atendimento médico mais rápido. O prefeito Gilmar Olarte (PP) inaugurou, na tarde de hoje, a disponibilização Internet Morena nas UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) dos bairros Coronel Antonino e Universitário, na Capital. 

O sistema será implantado também na UPA Vila Almeida e nos seis Centros Regionais de Saúde 24 horas (CRS).  O lançamento da ampliação do programa aconteceu na tarde desta segunda-feira(11), na UPA do bairro Coronel Antonino, na saída para Cuiabá.

Segundo Olarte, a expansão vai atender melhor a população que pode navegar gratuitamente nos pontos onde o programa atende e, além disso, a população por meio dos totens podem acessar o site da prefeitura e verificar a transparência do governo. “Com os toténs a população de campo grande pode saber mais sobre o nosso governo. Eles vão ter acesso ao portal Transparência e podem verificar no que o nosso governo gasta. Isso já é uma lei federal e todos poderão ter acesso com mais facilidade”, explica o progressista.

Já para a camareira Lucy Pinto, 36 anos, ter acesso a internet não vai ajudá-la a curar o filho. Ela teve de sair do Bairro Nova Bahia porque não tinha medico para procurar um pediatra no UPA do Coronel Antonino. “Para mim não vai fazer diferença ter internet ou não, o que eu quero é que tenha médicos para atender meu filho. Eu fui com meu filho às 9 horas na UPA do Nova Bahia e não tinha médico, vim correndo aqui para a Upa do Coronel Antonio, sei que aqui tem medico e meu filho vai ser atendido. Internet eu não quero. Eu quero é que meu filho seja atendido”, justifica a camareira.

A assistente de suporte Eliane Pardomo, 26 anos, também não ficou muito satisfeita com a ampliação da Internet Morena. Ela também quer mais médicos nos postos de saúde. ”Eu saí do Bairro Santo Amaro, da Upa da Vila Almeida, para ser atendidada aqui na Upa do Coronel Antonio. Eu posso gastar 50 centavos com internet, não preciso de internet de graça e sim de médicos. Saí do outro lado da cidade para ser atendida aqui”, argumenta.

A consultora de moda Darlene Ajala , 24 anos, também reclama da falta de médicos. “A internet não funciona direito nos terminais de ônibus, nos ônibus dificilmente pega. Acho que a internet aqui é para que a população fique entretida enquanto espera longas horas para ser atendida”, explica a consultora de modas.

Gilmar Olarte inicia expansão do programa de internet gratuita/ Marcelo Calazans Gilmar Olarte inicia expansão do programa de internet gratuita/ Marcelo Calazans
Expansão de Internet Morena não agrada população/Marcelo Calazans Expansão de Internet Morena não agrada população/Marcelo Calazans

Internet Morena – O Programa Municipal de Democratização do Acesso à Internet, a Internet Morena, é desenvolvido pelo Instituto Municipal de Tecnologia da Informação (IMTI).

Para acessar o sinal wi-fi, o usuário deve acessar o site oficial da Prefeitura no seguinte link: www.capital.ms.gov.br/internetmorena e preencher o cadastro. Depois de informar seus dados, o usuário recebe uma senha de acesso com login pessoal.

Passos para o acesso à Internet Morena:

Passo 1 - O cidadão deverá localizar a rede wifi em seu dispositivo móvel (celular, tablet, netbook, laptop e etc..). [arquivo: tela-login.png]

Passo 2 - Acessar o browser, será apresentado uma tela para que o mesmo insira seu login (cpf) e senha.

Passo 3 - Caso o usuário não tenha feito o cadastro em outro ponto já conhecido (terminais, Feira central ou Praça Ary Coelho) este, deverá efetuar um breve cadastro. [arquivo: tela-cadatro.png]

Passo 4 - Agora o usuário estará apto a acessar as redes sociais e navegar na internet.

Brinquedos feitos por detentos são doados para crianças em escola
Parceria feita entre a a Semed (Secretaria Municipal de Educação) e a Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) garantiu ne...
Falta de pagamento faz prefeitura suspender hemogramas na rede pública
A falta de pagamento para um fornecedor de insumos fez com que a prefeitura de Campo Grande suspendesse a partir desta quarta-feira (13) a realização...


Ahh legal! Agora os pacientes vão poder fazer check-ins nos postos e selfies enquanto esperam o atendimento...
 
Eder Oliveira de Mattos em 12/08/2014 08:42:19
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions