A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

20/11/2012 10:38

Prefeitura abre licitação para alterar sistema de avaliação do IPTU

Paula Vitorino

A Prefeitura de Campo Grande abriu licitação para contratação de empresa especializada em remodelar a avaliação da planta urbana, que serve de base para a definição do reajuste anual do IPTU.

De acordo com o titular da Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano), Marcos Cristaldo, o objetivo é melhorar a metodologia de avaliação dos valores dos terrenos da Capital.

A empresa será responsável por fazer a primeira análise que integra a planilha de reajuste, que é a dos terrenos. Há pelo menos 8 anos a responsável por enviar os relatórios mensalmente é a CVI (Câmara de Valores Imobiliários), mas o contrato termina este ano.

O secretário explica que a cidade está dividida em 3 mil setores de cálculo, o que deve ser alterado com o novo contrato.

“Queremos que a avaliação seja mais apurada, diminuindo o tamanho dos perímetros de cada setor”, explica.

Uma das possibilidades é que o levantamento seja feita quadra a quadra da planta da Capital.

Com isso, uma das maiores reclamações do campo-grandense, o preço do IPTU, pode se tornar mais justo e próximo da realidade. “Queremos que sejam valores de mercado mais coerentes e próximos da realidade, apurando a avaliação”, afirma.

O secretário, no entanto, afirma que a metodologia hoje empregada também é capaz de traduzir em valores reais o índice do imposto.

“Mas é uma técnica e que precisa ir melhorando”, justifica.

Há cerca de um mês da troca de mandato da Prefeitura, a empresa vencedora da licitação só deve iniciar os trabalhos no próximo ano, já que o reajuste para o IPTU 2013 já foi encaminhado. O projeto da Prefeitura é de 5,31% de reajuste e aguarda votação da Câmara.

As empresas interessadas em participar da licitação tem até o dia 30 de novembro para apresentar as propostas. A Semadur não informou o prazo e valor previsto de contrato. A licitação é do tipo concorrência pelo menor preço.



O valor da licitação é da ordem de R$ 60.000,00 para realização de planta de valores para 3000 setores em cerca de 45 dias. Não há meios para se realizar detalhados levantamentos de Engenharia de Avaliações, pesquisas de mercado, homogeneizações estatísticas por aproximadamente R$ 20,00 por setor e em período tão exíguo.
Creio que é um equívoco da SEMADUR em promover essa "revisão" (que seguramente não será tecnicamente adequada) em uma área tão sensível e relevante para toda a população, notadamente no apagar das luzes do governo.
Igual precipitação da Secretaria é a licitação para inspeção veicular ambiental, cujo Edital (destarte ter sido aberto para discussão pública) direciona, de forma efetiva, para uma ou duas empresas.
Nelsinho e Bernal, atenção!
 
HELDER PEREIRA DE FIGUEIREDO em 22/11/2012 08:19:48
No último minuto do segundo tempo...
 
Marília Costa Chinchilla em 21/11/2012 07:46:34
paulo cruz ... o seu Bernal pode até destituir o Cristaldo (que é concursado) do cargo, mas quero ver ele resolver a questão do IPTU!
 
Carlos Nunes em 21/11/2012 06:13:38
E A PROMESSA DO CONGELAMENTO DO IPTU FEITO EM CAMPANHA E AGORA COM É QUE FICA.
 
WASHINGTON LUIZ DA ROCHA MARTINS em 20/11/2012 23:39:20
Mais uma licitação em fim de mandato? Já não basta a torneira do governo estadual que ficará jorrando por mais dois anos?
 
Abrãao Raeh em 20/11/2012 20:50:40
Entenda vc contribuinte: Se o Secretário Marcos Cristaldo afirma que os atuais procedimentos de cálculos dos impostos traduz valores reais dos índices dos impostos, qual outra fórmula mágica para otimizar esses valores? Com toda a certeza, será mais uma maneira de aumentar o IPTU.

O que é necessário executar, é uma política acessível que possibilite uma negociação dos impostos atrasados. Hoje, só um percentual de inadimplentes conseguem se comprometer com as pesadas parcelas da negociação.

Tenho unico imóvel recebido de herança, o qual tem muito imposto atrasado. Já compareci 05 vezes na Central de Atendimento para tentar colocar em dia, mas os valores oferecidos estão além das minhas posses. Bernal reveja essa negociação e oportunize a regularização de uma grande parcela da população.
 
wilson weissinger em 20/11/2012 16:08:24
Concordo com os comentários acima, pois não vejo benefício nenhum no meu bairro, e todo ano o IPTU sobe, não tenho asfalto, não tenho esgosto, o bairros em volta todos tem esgoto, o meu bairro Los Angeles, é abandonado e nem esgosto tem, e como que esses políticos querem avaliar IPTu pelas melhorias se as mesmas não acontecem, população vamos cobrar o que nos é de direito...
 
iran gomes em 20/11/2012 13:37:53
Nós eleitores, temos que ter vergonha e começar a cobrar desses políticos, justiça nesse imposto injusto. Ora você compra seu imóvel, paga, paga taxa de iluminação pública, esgoto, asfalto, em que o IPTU beneficia seu Imóvel? Nesse caso porquê haver aumento? O IPTU foi criado para cobrir todas essas taxas; valorizar o imóvel. Nós pagamos tudo e o dinheiro vai para outros fins. A Rodoviarinha-CG, chegaram a dizer que foi construida com o IPTU, eu sei que foi 1 Empresário que construiu e ainda paga para a Prefeitura, 2% do que arrecada, por 20 anos. O povo precisa ler mais e pesquisar mais.
 
luiz alves em 20/11/2012 11:49:42
REALMENTE ESSES POLITICOS E SECRETARIOZINHOS PENSAM QUE A POPULAÇÃO É BURRA ESTÃO FAZENDO ISSO PARA AUMENTAR AINDA MAIS O IPTU, POIS O CALCULO DO MESMO É FEITO SOBRE A AVALIAÇÃO DO IMÓVEL CRISTALDO PORFAVOR NÃO MENOSPREZE A INTELIGENCIA DA POPULAÇÃO, ALIÁS VC DEVE SER UM DOS PRIMEIROS A RODAR COM O BERNAL
 
paulo cruz em 20/11/2012 11:38:28
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions