A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

14/09/2011 09:30

Prefeitura começa obras de revitalização da avenida Afonso Pena

Viviane Oliveira e Francisco Júnior

A restauração será no trecho entre a Rua Joaquim Dornelas próximo ao Circulo Militar e avenida do Poeta, no Parque dos Poderes.

As obras começaram ontem no trecho da 13 de Maio, no centro de Campo Grande. (Foto: Simão Nogueira)As obras começaram ontem no trecho da 13 de Maio, no centro de Campo Grande. (Foto: Simão Nogueira)

A prefeitura começou nesta terça-feira (13) as obras de recapeamento da avenida Afonso Pena. As calçadas que hoje servem de estacionamento já começaram a ser removidas no cruzamento da 13 de Maio até a avenida Calógeras.

Alguns taxistas que ficam neste trecho reclamaram que foram pegos de surpresa com as obras. Carlos Roberto Araújo, 37 anos, disse que os trabalhadores da prefeitura vieram de repente e começaram a passar a patrola em tudo. “A gente não foi avisado, tivemos que mudar de ponto de uma hora para outra”, lamenta o taxista.

Cristina Almeida trabalha em uma loja em frente ao canteiro que está sendo feita a obra. Ela teme que com a saída do estacionamento do local o movimento na área central diminua. “Será mais fácil as pessoas procurarem o shopping do que vir no centro. Lá você paga um único valor e pode passar o dia inteiro”, reclama a vendedora.

A restauração asfáltica será realizada no trecho entre a Rua Joaquim Dornelas próximo ao Circulo Militar e avenida do Poeta, no Parque dos Poderes.

Obras - Agesul (Agência de Empreendimentos de Mato Grosso do Sul) assinou no dia 8 de setembro contrato com a Equipe Engenharia, prevendo as obras de recuperação da avenida.

O valor da obra é de 6,9 milhões e o prazo de conclusão é de 90 dias, a partir da assinatura da ordem de serviços. O governo do Estado vai realizar o recapeamento de toda sua extensão com 7,8 quilômetros cada pista.

A obra de recuperação asfáltica, conforme prevê o contrato, será no trecho da Afonso entre a Avenida Moacir do Carmo, mais conhecida como avenida do Poeta e a rua Joaquim Dorneles.

Os serviços na Afonso Pena fazem parte de um projeto em comum entre a Prefeitura e o Governo do Estado.

Recapeamento de ponta a ponta - Conforme o secretário de Obras Públicas, Wilson Cabral, é a primeira vez que a avenida Afonso Pena ganha o serviço de recapeamento de ponta a ponta. “Nunca a avenida ganhou o recapeamento total. Antes era feito apenas em trechos, principalmente após as chuvas com serviços de tapa-buracos”, informou.

A restauração asfáltica da Afonso Pena será realizada no trecho entre a Rua Joaquim Dornelas próximo ao Circulo Militar e avenida Moacir do Carmo (atual avenida do Poeta), no Parque dos Poderes. Conforme o cronograma da Secretaria de Obras, os serviços de recapeamento serão feitos a cada 300 metros de um lado da pista e ao término da restauração passando para o outro lado da pista. De acordo com Wilson Cabral, a previsão de entrega das obras é de seis meses.

Afonso Pena - A Afonso Pena foi projetada em formato de rua na década de 1910. Em 18 de janeiro de 1916, por iniciativa do vereador Francisco Vidal, a avenida Marechal Hermes passa a se chamar Afonso Pena, uma homenagem ao presidente que aprovou o traçado da ferrovia de Campo Grande.

A avenida começa com o prolongamento da Avenida Duque de Caxias, no acesso à região oeste de Campo Grande, próximo as áreas militares do Exército e da Base Aérea, e termina junto ao Parque Estadual do Prosa, na entrada do Parque dos Poderes, onde está a sede administrativa do governo estadual.

Considerada a coluna vertebral que sustenta o corpo da cidade, a Afonso Pena é cortada por diversas ruas que acessam diferentes regiões do perímetro central e pontos para onde a Capital expandiu. Quem passa pela avenida larga de árvores centenárias e de ipês conhece também marcos da história como o obelisco na rua José Antônio e o relógio na esquina com a Avenida Calógeras.

Pontos turísticos também fazem parte desta importante via da Cidade Morena como a Casa do Artesão erguida na década de 20 e a Morada dos Baís, antiga Pensão Pimentel que foi o primeiro sobrado de alvenaria da Capital, construída a partir de 1914. Na avenida também está localizada a Prefeitura Municipal de Campo Grande e a Escola Estadual Joaquim Murtinho inaugurada em 1926.

(*) Com informações de Bianca Caruso/Secom/MS

Ipês floridos na Avenida Afonso Pena. (Foto: Edemir Rodrigues)Ipês floridos na Avenida Afonso Pena. (Foto: Edemir Rodrigues)


Melhor seria que ao invés de jardim, transformassem a área atualmente utilizada para estacionamento (canteiro central) em uma terceira pista. Nossa cidade esta crescendo muito rápido e a Av Afonso Pena já não suporta o alto fluxo de veículos que recebe.
 
Fernando Silva em 14/09/2011 06:52:33
Parabens, pois ja estava passando da hora de melhorar o transito na Av. Afonso Pena.
Porem seria bom que fosse reduzida a velocidade na av.
 
Rosangela Estevo em 14/09/2011 03:19:28
Estamos sem saber o que vai acontecer com a Afonso Pena. Eles retiram o estacionamento sem pensar no comercio central. O centro ja é uma pobreza de estacionamento, e agora ficara pior.
 
rosangela alves em 14/09/2011 03:18:00
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions