A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 21 de Setembro de 2018

24/07/2018 10:23

Prefeitura cria 863 cargos de médico pare reforçar rede pública na Capital

Ainda não há data prevista para o início do processo seletivo, mas espera-se que edital saia ainda este ano

Ricardo Campos Jr.
CRS Tiradentes: novos médicos suprirão déficit de efetivos na rede municipal de saúde (Foto: André Bittar/arquivo)CRS Tiradentes: novos médicos suprirão déficit de efetivos na rede municipal de saúde (Foto: André Bittar/arquivo)

A Prefeitura de Campo Grande criou 863 novos cargos efetivos de médicos na rede de saúde da cidade, que devem ser preenchidos por meio de concurso público. A lei que oficializa a ampliação do quadro foi publicada na edição desta terça-feira (24) do Diário Oficial.

O município tem hoje 1,1 mil profissionais dessa área trabalhando nos postos e UPAs (Unidades de Pronto Atendimento), dos quais apenas 440 são concursados. Os outros 660 são contratados em caráter temporário.

A expectativa é que o processo seletivo seja aberto ainda em 2018. Os aprovados estarão sujeitos à carga horária de 24 semanais, que poderá ser cumprida em escalas de serviço ou turnos de revezamento.

Essa jornada passará a valer também para os cargos de 12 e 20 horas semanais que estiverem ou ficarem vagos daqui em diante. A mudança não afetará os servidores que estejam trabalhando nessa rotina e tampouco os cargos criados para 40 horas semanais.

A lei altera também a tabela dos vencimentos dos médicos. O salário inicial para um profissional já no regime de 24 horas será de R$ 6.393,22.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions