A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

22/02/2014 11:12

Prefeitura faz asfalto, mas antiga rodoviária segue abandonada

Aline dos Santos e Mariana Lopes
Obra em plataforma é feita na manhã deste sábado. (Foto: Cleber Gellio)Obra em plataforma é feita na manhã deste sábado. (Foto: Cleber Gellio)

Obra da Prefeitura passa asfalto nas plataformas da antiga rodoviária de Campo Grande, mas o poder público segue sem dar destinação aos 9% que detém do Condomínio Terminal do Oeste. Na manhã deste sábado, operários trabalham no trecho lado da rua Coronel Ponce, entre a Barão do Rio Branco e Dom Aquino.

“Há cinco anos que retiraram todos os paralelepípedos e agora estão passando asfalto. Na semana passada, foi feito na plataforma central”, afirma o síndico do condomínio comercial, Antônio de Oliveira Souza.

Segundo ele, a Prefeitura é dona de quatro mil metros quadrados. “Há projetos para que ocupem, mas ainda não há nada concreto. Por enquanto, estão apenas cuidando do patrimônio público”, afirma.

Há 18 anos trabalhando no local, a comerciante Rosane Nely de Lima, 46 anos, afirma que foram abertas novas lojas no condomínio. “Precisa realmente é que a Prefeitura ocupe os espaços vazios, ocupe o que é dela. Estamos há quatro anos na luta para movimentar esse espaço”, relata.

Conforme Rosane, três órgãos da administração municipal demonstraram interesse no prédio: a Sedesc (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Turismo e Agronegócio), a Funsat (Fundação Social do Trabalho) e a Emha (Agência Municipal de Habitação). “Elas pagam aluguel. Também há interesse de alguns conselhos regionais que também pagam aluguel”, conta.

Desativada em 31 de janeiro de 2010, a antiga rodoviária de Campo Grande já teve vários projetos para revitalizar o local e fomentar o comércio. O espaço chegou a ser requisitado pela UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) e depois receberia a Uningá (Unidade de Ensino Superior Ingá).

Outro projeto que não saiu do papel foi a Casa da Cidadania, projeto do TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul). As propostas ainda incluíram a instalação de uma incubadora dekassegui e um restaurante popular.



Sugestão: Essa antiga rodoviária fica localizada em um ponto estratégico de nossa morena... seria bom a demolição desse prédio e construção de um novo terminal rodoviário para ônibus urbano, intermunicipal e interestadual, com um shopping, com a guarda municipal, e até outras coisas, devido sua localização... pois uma reforma seria um gasto maior já que o edifício e muito antigo com instalações precárias, com certeza daria movimento para aquela região.
 
César Catunda em 22/02/2014 21:15:11
Seria um prédio ótimo para a Emha, pois aquele predio onde ela esta é muito apertado...
 
inez lara em 22/02/2014 21:11:26
so me falta falar que a culpa do abandono do terminal tambem é do bernal ! porém eu tenho uma ideia para o espaço ser de grande ao comercio da aerea central de campo grande , eu penso que onibus que cheguem do interior do estado ou seguem para os mesmos , deveriam passar por la para embarque e desembarques , seria util ao comercio de campo grande . falei .
 
antonio silva em 22/02/2014 17:33:50
Opções de uso tem de monte.O que falta é boa vontade.
 
gislene Cardoso em 22/02/2014 16:59:03
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions