A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

31/07/2015 15:10

Prefeitura gasta 38,4% mais com pessoal e tem superávit no semestre

Edivaldo Bitencourt
Prefeitura da Capital continua com as contas no azul (Foto: Vanessa Tamires)Prefeitura da Capital continua com as contas no azul (Foto: Vanessa Tamires)

Apesar de não ter concedido o reajuste anual para os 25,4 mil servidores e até ter anunciado demissões, a Prefeitura de Campo Grande elevou em 38,4% o gasto com pessoal no primeiro semestre deste ano. Conforme o balanço, publicado nesta sexta-feira (31), o município fechou as contas com superávit de R$ 159,9 milhões.

De acordo com o balanço assinado pelo secretário municipal de Planejamento, Finanças e Controle, André Scaff, a receita total teve aumento de 6,82% no período de janeiro a junho deste no em relação ao mesmo período de 2014, de R$ 1,290 bilhão para R$ 1,378 bilhão.

O maior crescimento, de 11,8%, foi na arrecadação como ISS (Imposto Sobre Serviços), que oscilou de R$ 117,5 milhões para R$ 131,4 milhões. Apesar do reajuste de 12% neste ano, o valor arrecadado com o IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) cresceu apenas 4,98%, de R$ 184,4 milhões para R$ 193,6 milhões.

Os repasses se mantiveram estáveis, apesar da inflação de aproximadamente 9% neste ano. O repasse do FPM (Fundo de Participação dos Municípios) cresceu 7,4%, de R$ 55,3 milhões para R$ 59,4 milhões.

A situação é pior em relação ao ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), que só oscilou 0,12%, de R$ 148,807 milhões para R$ 148,987 milhões. Esta quantia reflete perda de participação da Capital no rateio do tributo estadual, que caiu nos últimos dois anos.

No entanto, o crescimento da despesa foi maior que a receita. Os gastos somaram R$ 1,167 bilhão neste ano, alta de 23,4% em relação ao ano passado, quando foram R$ 945,7 milhões.

O maior crescimento foi com pessoal e encargos, de 38,4%, de R$ 522,4 milhões para R$ 723,4 milhões. O aumento ocorreu apesar dos servidores não terem tido reajuste neste ano. Os professores estão em greve por causa do reajuste de 13,01%. Médicos e enfermeiros também fizeram greve, mas não conseguiram a correção nos salários.

Os salários de julho serão pagos de forma escalonada, conforme anúncio feito pela prefeitura no início deste mês.
Os investimentos tiveram crescimento de 38,9% no semestre, de R$ 51 milhões para R$ 70,8 milhões.

Apesar do crescimento da despesa ter sido maior que a receita, as contas tiveram superávit até o momento, de R$ 159,9 milhões. Em relação ao primeiro semestre de 2014, quando chegaram a R$ 318 milhões, houve redução de 49%.

Conforme o balanço publicado hoje no Diário Oficial de Campo Grande, a Prefeitura conta com R$ 478,1 milhões em caixa, uma pequena redução em relação a abril, quando tinha R$ 515,3 milhões.



Bom, então essa história de dizer que não tem dinheiro para renovar o contrato com a Santa Casa é conversa fiada. Enquanto isso a população sofre !
 
Barbarossa em 31/07/2015 17:31:56
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions