A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

03/09/2014 15:29

Prefeitura reestrutura secretaria para evitar novos atrasos em obras

Kleber Clajus
Em audiência pública, Kátia Castilho anunciou que tempo de medição de obras será alterado e haverá mais rigor sobre materiais utilizados em obras (Foto: Kleber Clajus)Em audiência pública, Kátia Castilho anunciou que tempo de medição de obras será alterado e haverá mais rigor sobre materiais utilizados em obras (Foto: Kleber Clajus)

A Prefeitura de Campo Grande reestrutura a Seintrha (Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação) para evitar novos atrasos e perdas financeiras em obras. Em audiência pública, hoje (3), a titular interina da pasta, Kátia Castilho, informou que oficialmente 21 obras estão paralisadas por problemas contratuais.

“O que é importante não é o número, mas esforço que estamos fazendo para resolver todos os problemas para que as obras terminem. Cada obra vai ser resolvida e estamos reestruturando para que não haja problema nas próximas e que terminem no prazo”, ressaltou Kátia Castilho.

Nova estrutura de cargos foi publicada em 5 de agosto, no Diogrande (Diário Oficial do Município). Além disso, a secretaria pontuou hoje que devem ser implementadas mudanças na metodologia de medição, a fim de que se evite atraso médio de 4 a 5 meses para sua realização. Essa etapa é necessária para que as empresas possam receber pelo serviço executado.

O vereador Edson Shimabukuro (PTB) ressaltou ainda necessidade de maior rigor na contratação das empresas, ao que Kátia Castilho se comprometeu a rever especificações de materiais presentes nas licitações para filtrar melhor as empreiteiras.

Audiência de cobranças – A interina da Seintrha foi cobrada por lideranças comunitárias pela conclusão de obras como UPA (Unidade de Pronto Atendimento), Ceinfs (Centros de Educação Infantil) e pavimentação asfáltica.

Paulo César Lima, presidente do Conselho Regional do Segredo, questionou o fato do balanço oficial apontar apenas duas obras paradas em sua região. Em contrapartida, listou que aguardam conclusão o Ceinf (Centro de Educação Infantil) do Nascente do Segredo, além do asfalto para a Morada do Segredo e Jardim Seminário.

“Os problemas existem e vieram da administração passada”, justificou Kátia Castilho, ao ressaltar que pretende dar “resposta real” as demandas.

De acordo com o coordenador de obras da Seintrha, Sérgio Tavares, investimentos do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) Pavimentação aguardam o andamento de intervenções da Águas Guariroba. A concessionária antecipou investimentos em R$ 100 milhões e já havia informado a Câmara Municipal que segue cronograma da Prefeitura Municipal.

Em relação a UPA das Moreninhas, o coordenador de obras disse que o processo foi desmembrado para atender a construção do imóvel e outro a área externa, a ser licitada até dezembro. O local sofre com o vandalismo, enquanto a obra não é entregue.

Sobre o caso, Chiquinho Telles (PSD) ressaltou que a população não pode ser culpada da falta de zelo e segurança por parte da administração municipal. Ele ainda pontuou que a pichação também é resultado da demora de três anos na conclusão das obras.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions