A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

28/12/2015 13:13

Prefeitura tenta retirar famílias de área invadida no Jardim Centenário

Michel Faustino
Guardas municipais durante ação em área invadida, nesta manhã. (Foto: Marcos Ermínio)Guardas municipais durante ação em área invadida, nesta manhã. (Foto: Marcos Ermínio)
Invasores foram surpreendidos na manhã de hoje com equipes da prefeitura e Guarda Municipal. (Foto: Marcos Ermínio)Invasores foram surpreendidos na manhã de hoje com equipes da prefeitura e Guarda Municipal. (Foto: Marcos Ermínio)

Equipes da Prefeitura de Campo Grande iniciaram na manhã desta segunda-feira (28) tentativa de retirar famílias que invadiram uma área pública localizada entre as ruas Antônio de Castilho e Regeneração, no Jardim Centenário, em Campo Grande. A informação é de que 35 famílias entraram no local na quinta-feira (24), véspera de Natal, e demarcaram a área, onde ao menos duas construções de alvenaria foram feitas.

Segundo Rildo Além Lopes, 50 anos, um dos invasores, as famílias vieram dos bairros Dom Antônio Barbosa, Parque do Lageado e Los Angeles e estão na área porque não têm para onde ir.

Ele diz que ontem (27) funcionários da Prefeitura estiveram no local para conversar com as famílias e garantiram que eles não seriam retirados, pelo menos em um primeiro momento. Na manhã de hoje, o grupo foi surpreendido por tratores e caminhões da prefeitura que chegaram no local acompanhados da Guarda Municipal.

“Eles chegaram aqui dizendo que iam derrubar tudo e que era para a gente sair, mas não é bem assim. A gente não tem para onde ir e não vai sair. Essa área estava abandonada, juntando lixo, dengue e ninguém estava nem ai (sic). Só foi a gente vir pra cá que eles apareceram. Não vamos sair”, disse.

O mestre de obras Laurindo Gonçalves Moreira, 60 anos, mora em frente à área invadida e se diz favorável a ocupação.
“Tem que deixar esse povo quieto ai. Essa área tem mais de 20 anos que está puro mato, abandonada. Eles chegaram, limparam tudo, coisa que a prefeitura não faz. Eu acho que tem que deixar eles ai”, comentou.

Até o fim desta manhã de hoje as famílias ainda não haviam sido retiradas do local. A Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desensolvimento Urbano), por meio de sua assessoria, informou que os invasores já haviam sido notificados, no sábado e domingo, e recebido o aviso para saírem do terreno.

Segundo a mesma fonte, não há, por enquanto, ordem judicial de desocupação. O objetivo inicial seria fazer a remoção pacífica das famílias.

Duas edificações de alvenaria foram construídas no local. (Foto: Marcos Ermínio)Duas edificações de alvenaria foram construídas no local. (Foto: Marcos Ermínio)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions