A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Junho de 2018

13/03/2018 12:07

Prefeitura tenta R$ 100 milhões para recapear vias e construir ciclovias

O projeto prevê 34 km de recapeamento de corredores, pavimentação de 10,8 km de linhas de ônibus e 30 km de ciclovias

Mayara Bueno
Do alto, avenida Costa e Silva com a Gury Marques.
(Foto: Prefeitura de Campo Grande).Do alto, avenida Costa e Silva com a Gury Marques. (Foto: Prefeitura de Campo Grande).

A prefeitura de Campo Grande vai tentar financiamento de R$ 100 milhões pelo programa Avançar Brasil, do Ministério das Cidades. A intenção é aplicar este dinheiro no recapeamento de 34 km (quilômetros) dos corredores de transporte coletivo Norte e Sul, pavimentação de 10,8 km de linhas de ônibus, além de implantação de 30 km de ciclovias.

De acordo com dados divulgados pela prefeitura nesta terça-feira (dia 13), a previsão é que até junho, o Ministério das Cidades divulgue a lista de cidades habilitadas para a linha de crédito. Atualmente, o município está concluindo a elaboração dos projetos para cadastrar carta-consulta.

O projeto prevê juros de 6% ao ano, podendo ser acrescida de juros de até 2% e taxa de risco de crédito de até 1%, além de contrapartida de 5% do valor de investimento, 48 meses e carência de 20 anos para pagamento. A linha faz parte do programa Pró-Transporte.

Ainda segundo o Executivo municipal, o novo financiamento - se validado - vai complementar recursos do PAC Mobilidade Urbana, com R$ 110 milhões já disponíveis desde 2012.

Este montante começou a ser executado em 2017 com o recapeamento do corredor de ônibus Sudoeste, que contempla a rua Guia Lopes, e as avenidas Brilhante, Marechal Deodoro e Bandeirantes.

Recapeamento dos corredores Sul e Norte - No corredor Sul, a previsão é que seja recapeado o trecho que contempla a avenida Manoel da Costa Lima e rua Rui Barbosa. No Norte, as avenidas Cônsul Assaf Trad, Coronel Antonino, e as ruas 25 de Dezembro, Alegrete e avenida Mato Grosso.

Neste último caso, a prefeitura informa que as verbas para este trecho já estão disponíveis, porém fazem parte do orçamento da União. Portanto, estão sujeitas ao contingenciamento, o que pode comprometer o cronograma das obras.

Ainda de acordo com o Executivo, há a previsão de ligação entre os terminais Guaicurus e Morenão, com o recapeamento de 4,6 km, partindo da avenida Gury Marques. Na Rui Barbosa, 4,04 km. No corredor Norte, há verba para recapear a rua Bahia, em uma extensão de 1,8 km.

O trecho de 10,52 km da avenida Cônsul Assaf Trad é o maior de pavimentação, somando as duas pistas. Neste caso, o projeto é recapear desta avenida, a partir da rotatória com o macroanel, até a Coronel Antonino.

Drenagem e linhas de ônibus - O projeto inclui rede de drenagem para resolver alagamentos na saída para Cuiabá e região do bairro São Francisco, nas ruas Alegrete e 25 de Dezembro.

Conforme o Executivo municipal, existe projeto para asfaltar cinco linhas de ônibus no Jardim Inápolis, que compreende 3,8 km; no Polo Empresarial Oeste, com 0,70 km; Residencial Teruel, 0,62 km; Granja São Luiz e Bandeira, 2,92 km e Conjunto Leon Denizart Conte, 2,8 km.

 

Endereços objeto do projeto divulgado pela prefeitura. (Arte: Cristiano Lemos).Endereços objeto do projeto divulgado pela prefeitura. (Arte: Cristiano Lemos).


Vale ressaltar, que na avenida Duque de Caxias, entre a vila serradinho e o aeroporto internacional, também se faz necessária a implantação de ciclovia devido ao grande fluxo de usuários deste meio de transporte, que normalmente fazem o percurso de ida para os bairros ali localizados, pela contramão.
 
Aldo Renato Pereira em 13/03/2018 14:04:06
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions