A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

28/07/2014 13:07

Prefeitura transfere R$ 9 milhões para pagar empréstimo da Santa Casa

Kleber Clajus
Prefeitura realizará repasses mensais de R$ 750 mil até 2020 para apoiar hospital (Foto: Kleber Clajus)Prefeitura realizará repasses mensais de R$ 750 mil até 2020 para apoiar hospital (Foto: Kleber Clajus)

A Prefeitura de Campo Grande deve transferir até dezembro R$ 9 milhões para pagamento de empréstimo feito pela Santa Casa, a fim de sanar dívidas do hospital. Os repasses, que deveriam ser realizados desde janeiro e serão regularizados em agosto, somam parcelas mensias de R$ 750 mil e se estendem até 2020.

“Tivemos acordados que sejam pagas as parcelas retroativas e não temos dúvida que teremos tudo equilibrado até dezembro. Fizemos reserva no orçamento”, pontuou o prefeito Gilmar Olarte (PP), durante assinatura de termo de cooperação técnica com a ABCG (Associação Beneficente de Campo Grande), mantenedora da Santa Casa.

O repasse é somado a outro de mesmo valor proveniente do Governo do Estado para quitação de empréstimo de R$ 80 milhões, contraído pelo hospital em dezembro de 2013, com a Caixa Econômica Federal. Ao todo serão 84 parcelas.

Para o presidente da ABCG, Wilson Teslenco, com a ajuda financeira as dívidas serão reduzidas de R$ 126 milhões para R$ 42 milhões, contando que a unidade também consiga “perdão tributário” de outros R$ 31 milhões ao aderir ao Programa Prosus, voltado a recuperação financeira de entidades de saúde sem fins lucrativos.

“A prefeitura, assim como o Estado, reconheceu responsabilidade institucional e o recurso está permitindo que a Santa Casa honre as dívidas contraídas antes de 2013, quando não se aumentou em um centavo seu valor e nem em 2014”, frisou Wilson.

Dentro dos valores a pagar, o hospital teria R$ 37 milhões referentes a ações judiciais ainda em tramitação e R$ 5 milhões com fornecedores, já convocados para renegociar. Contudo, outros R$ 31 milhões aguardam aprovação da unidade no Prosus para receberem o “perdão tributário”, nos próximos 15 dias, caso contrário podem ampliar o valor a ser pago.

Participaram da assinatura de cooperação o secretário de Saúde, Jamal Salem, o presidente da Câmara Municipal de Campo Grande, Mario Cesar (PMDB), e representantes do conselho da ABCG.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions