A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

02/09/2013 15:23

Prefeitura vai oficializar mão única em rua de duas faixas com curva estreita

Bruno Chaves
Prefeitura vai oficializar mão única em rua de duas faixas com curva estreita

Depois de vários acidentes, apelos, protestos, reivindicações e matéria no Campo Grande News no sábado, a Rua Felipe Camarão, no Parque Dallas, em Campo Grande, conhecida por sua curva estreita, deverá ser transformada em mão única. O secretário municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação (Seintrha), Semy Ferraz, confirmou hoje (2) que em 45 dias o tráfego na via deverá ser modificado.

“Ali tem que ser mão única. Vamos ter que pavimentar um trecho da rua lateral para servir de alternativa do ir e vir. Não podemos limitar o tráfego sem ter uma alternativa, por isso vamos pavimentar uma via alternativa para evitar aquele tipo de conflito”, revelou o secretário.

Semy contou que passa pela rua todos os dias, já que mora na região, e que percebe a necessidade de mudanças. Há cerca de um mês, ele se reuniu com a diretora presidente da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), Kátia Castilho, para discutirem o que poderia ser feito em relação à curva.

Ficou decidido que a rua será de mão única. No entanto ainda não se sabe qual será o sentido da rua que liga as avenidas Três Barras e Interlagos. Para a pavimentação da via paralela, que fará o sentido contrário a Rua Felipe Camarão, serão gastos de R$ 40 mil a R$ 50 mil, já que devem ser pavimentados cerca de 150 metros de asfalto. A obra deve ser concluída até o fim de outubro deste ano.

A curva é o problema, já que só tem espaço para um caminhão (Foto: Marcos Ermínio)A curva é o problema, já que só tem espaço para um caminhão (Foto: Marcos Ermínio)
Seta que indica que motoristas devem virar a direita não é levada em consideração (Foto: Marcos Ermínio)Seta que indica que motoristas devem virar a direita não é levada em consideração (Foto: Marcos Ermínio)

Segundo os moradores da região, a rua é estreita e tem um grande fluxo de carros. A curva fechada e estreita, próximo ao entroncamento com a Rua Araújo Lima é palco frequente para acidentes, principalmente os que envolvem motociclistas. Só em 2012, foram 50 acidentes no local, conforme dossiê com dados do Detran (Departamento Estadual de Trânsito).

No dia 24 de junho, moradores do Parque Dallas se reuniram em protesto para pedirem providências sobre a sinalização do cruzamento da Rua Felipe Camarão com a avenida Três Barras. Na oportunidade, eles também reclamaram da curva estreita. Os moradores afirmaram que a curva possui seis metros de largura. Pouco mais de um mês após o protesto, a Agetran instalou um semáforo no entroncamento da Felipe Camarão com as Três Barras.

Na semana passada, o Campo Grande News esteve novamente no local alvo de reclamações. De acordo com a aposentada e estudante de Direito Sônia Cristina Lima Pires, 51 anos, que mora ao lado da curva estreita, as placas de trânsito foram derrubadas e roubadas. Para os motoristas, a única informação é a sinalização horizontal.

Quem trafega na Rua Felipe Camarão, sentido Avenida Três Barras/Avenida Interlagos, não percebe ou ignora uma seta pintada no asfalto que obriga o motorista a fazer conversão a direita, ou seja, sem a placa de “Sentido Proibido” todos os motoristas seguem adiante na curva, que, teoricamente, não é mão dupla.

Cruzamento perigoso vai ganhar semáforo na avenida Três Barras
A Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) vai instalar um semáforo no cruzamento da Avenida Três Barras com a Rua Felipe Camarão, na reg...
Promotoria e prefeitura firmam acordo para recuperar área de preservação
Foi celebrado entre o MPE (Ministério Público Estadual) e a prefeitura de Campo Grande acordo para recomposição da vegetação nativa da área de preser...


Detalhe: o mapa que está no site da mapoteca não é o mesmo que está na Mapoteca da Prefeitura. O do site nada mais é que o Google Maps, ou seja, uma imagem de satélite, enquanto o que está lá no setor da Mapoteca (mapa físico) é o mapa da Lei de Uso do Solo, que nada mais é que os loteamentos e logradouros da forma como foram aprovados pela Prefeitura.
 
Paulo Medeiros em 03/09/2013 10:50:32
Filipe, o sobrado não invadiu a via pública. Tenho o arquivo em CAD da Lei Orgânica da Cidade que mostra a cidade inteira (a mesma exposta lá na mapoteca), por ela dá pra ver que a rua ali afunila mesmo e fica com 9 metros (9,02m para ser mais exato) de largura, contando a calçada, pelo Google Earth dá para estimar que está correto. Se cada calçada tiver o mínimo de 1,50m, então a rua fica com 6,00m apenas, quando estamos acostumados com ruas de 7,00m (3,50m cada faixa). Até cabem dois carros, mas como é em curva deveria ser mais larga (em rodovias chamamos de "superlargura" esse acréscimo na largura para os veículos fazerem-a com segurança), pois dependendo da velocidade, do entreeixos e do raio de giração do veículo, ele não consegue contorná-la utilizando só 3,00m de largura.
 
Paulo Medeiros em 03/09/2013 10:45:56
Consultei a Mapoteca de Campo Grande (www.capital.ms.gov.br/semadur/mapoteca) e consta lá claramente as dimensões dos lotes do Parque Dallas. É fato que o sobrado invadiu a área da via pública. E agora Prefeitura??? Toda essa gambiarra porque o cidadão está grilando terreno??? Piada.... Campo Grande News investiguem isso, vão gastar nosso dinheiro para acobertar essa malandragem!
 
Filipe Alberto em 03/09/2013 10:04:18
Olhei a planta de zoneamento da cidade (Lei 74, 76 e 107) e o sobrado parece estar dentro do seu lote mesmo, não parece ter havido invasão da via pública. Puxei a medida na planta e a rua ali tem míseros 9 metros (incluindo calçadas). Puxei a medida no Google Earth e realmente os 9 metros estão sendo respeitados. O erro aí foi na aprovação do projeto do loteamento mesmo.
 
Paulo Medeiros em 03/09/2013 08:44:01
moro nesta rua e convivo todo dia com o grande fluxo de veículos, embora nossa solicitação do sinaleiro foi atendida, é comum nos horários de picos, ver como os veículos e motos passam correndo chegando as vezes á 100 km em uma via que é de 40 km.
uma solução seria, ser mão unica apos o cruzamento com a rua nicomedes.
 
cleber caetano hipolito em 02/09/2013 23:02:45
Já vi um comentário infeliz do amigo Marcos Wild, essa obra mal planejada como todas as demais foram feitas na administração passada, não dá pra entender, não é possível que as pessoas não aprenderam a culpar a administração que fez o projeto, o novo prefeito não tem culpa de metade das cacas que vemos em Campo Grande, o coitado tá mais perdido que tudo!
 
Junior Ferreira em 02/09/2013 21:35:13
O muro da casa invadiu a rua e não houve autuação por parte da Semadur nem da Agetran
 
andré luiz em 02/09/2013 19:24:28
O problema é de fácil solução, basta vontade da administração pública municipal. A região é estratégica para o desafogo do trânsito na Avenida Três Barras. O asfalto deve atingir todo o bairro, assim haverão várias alternativas de rotas para os motoristas terem acesso à Avenida Rita Vieira.

Importante destacar, também, que o local é cercado por nascentes de córregos, sendo fundamental importância obras de infraestrutura. A Rua Araújo Lima, citada na reportagem, é cortada por uma área de preservação permanente que daria um lindo parque para lazer da população.

Se o secretário de obras conhece a região, deveria apresentar um projeto condizente com as necessidades da população local e da natureza de nosso município.



 
Bruno Maia em 02/09/2013 18:07:41
Odair, parece ter razão... olhando no Google Earth é claro que o muro da casa na esquina invade a rua. Algum fiscal da prefeitura derevia ir la procurar a escritura daquele casa e aferir as medidas topograficas do terreno. Se ta no lugar errado, manda retirar o muro e construir no lugar certo. Não dá para deixar sem consequências este tipo de vantagem indevida, ainda mais quando atrapalha o resto da população.
 
Marcos da Silva em 02/09/2013 17:57:45
Erro claro de quem autorizou o loteamento desta forma, sem averiguar o tamanho da via. Aí é o Parque Dallas divisão com o Jardim Mansur e Vilas Boas, juntando a planta dos bairros não foi atentado pela Prefeitura o estreitamento deste via, quem sofre agora são os moradores e quem trafega nestes bairros. A prefeitura tem que se responsabilizar e corrigir o erro esta RUA NÃO PODE FICAR ASSIM.
 
Simone Mello em 02/09/2013 17:47:06
URGENTE!!!Moro perto, passo todo dia no local e rezo para que não aconteça um acidente grave comigo e minha família ou com qualquer pessoa...Como a pela prefeitura aceitou essa curva? ou mesmo a marcação topográfica dos terrenos?O IPTU é pago p/ fazer isso??!!!
 
Jane Ruiz em 02/09/2013 17:21:40
Porque que não manda tirar esse poste da beira da rua??? ee que decepção votar nesse prefeito....
 
Marcos Wild em 02/09/2013 17:09:47
serão gastos de R$ 40 mil a R$ 50 mil???? Para pavimentar 150 metros??? vai enganar outros .
 
Maria Tereza Vieira Marcon em 02/09/2013 16:56:49
Alguem ja perguntou porque o Terreno que fica na curva, é em diagonal, qualquer leigo pode ver que o terreno não segue a linha da rua, logo, provavelmente por erro de "localização" o muro esta em diagonal..... como qdo foi feito o muro no local era uma rua de terra batida ninguem deu atenção, mas com a chegada do asfalto o problema esta bem evidente, oq é preciso ali não é mudar a mão de rodagem é sim enquadrar o terreno que esta sobre a rua...um topografo pode constatar isso....;; REMOVAM O MURO E NÃO O SENTIDO DA RUA.......... ps isso não é problema do Bernal ou do Nelsinho . isso é erro do fiscal da PMCG que autorizou a construção . . .
 
ODAIR JOSE DIEDRICH em 02/09/2013 16:42:49
asfalto o bairro todo, não só uma rua
 
Marines Soares em 02/09/2013 16:26:06
Eu não votei no homem, mas está rua já existia antes dele tomar posse, tenha paciência, temos que torcer prá dar certo, ele foi eleito pela maioria.
 
Juracy Ribeiro em 02/09/2013 16:19:22
45 dias ???? Dá pra morrer muita gente nesse período heim !!
 
marcos smoliak em 02/09/2013 15:54:37
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions