ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, QUINTA  22    CAMPO GRANDE 31º

Capital

Presidente da Câmara propõe área para transferência de moradores de favela

Carlos Augusto Borges, o Carlão, visitou moradores um dia depois do incêndio

Por Gabriel Neris e Antonio Bispo | 17/11/2023 09:57
Criança em meio a área de favela incendiada (Foto: Marcos Maluf)
Criança em meio a área de favela incendiada (Foto: Marcos Maluf)

O presidente da Câmara Municipal, vereador Carlos Augusto Borges (PSB), o Carlão, passou rapidamente, na manhã desta sexta-feira, pela favela do Mandela, em Campo Grande, onde a maioria dos barracos acabou destruída por incêndio na quinta-feira. O parlamentar afirmou que propôs à prefeita Adriane Lopes (PP) a remoção dos moradores para uma área próxima à comunidade, localizada na região norte da cidade.

Segundo Carlão, a prefeita gostou da proposta, mas terá que avaliar junto ao departamento jurídico do Executivo.

“Dei a ideia, e a prefeita acatou, de remover esse povo para ali próximo. Tem que ver a questão ambiental, a legalidade da área, se pode fazer esse parcelamento lá. O importante é que a prefeita está com a mesma ideia, de fazer o loteamento ali próximo e de autorizar eles a entrarem no lote definitivamente. Ela precisa ter o parecer da Procuradoria do município para ver se é uma APA (Área de Proteção Ambiental) ou uma APP (Área de Proteção Permanente)”, disse.

Vereador Carlão, de camisa azul, conversa com moradores de favela (Foto: Divulgação)
Vereador Carlão, de camisa azul, conversa com moradores de favela (Foto: Divulgação)

Carlão afirmou que a prefeita pode tomar uma decisão ainda nesta tarde. Adriane Lopes também visitou os moradores nesta manhã e classificou o incêndio na favela como “a maior tragédia” já registrada em comunidades de Campo Grande.

A comunidade conta com 187 famílias e pelo menos 60% dos barracos foram queimados. Conforme a prefeita, as famílias estavam com a regularização fundiária em processo de finalização, mas a documentação foi consumida pelo fogo. “Vamos seguir avançando nesse processo de regularização”, disse Adriane.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News.

Nos siga no Google Notícias