A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

19/12/2013 20:07

Preso, pedreiro que mantinha família em cárcere vai responder por 3 crimes

Vinícius Squinelo
Casa en que família morava tinha situação degradante (foto: divulgação)Casa en que família morava tinha situação degradante (foto: divulgação)

Ângelo da Guarda Borges, 58 anos, que manteve por 22 anos a esposa e os quatro filhos em cárcere privado vai responder por três crimes. O pedreiro, que está preso na 4ª Delegacia de Polícia de Campo Grande, pode ser condenado a, no mínimo, oito anos de prisão.

Segundo a delegada Rosely Molina, da Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher), Ângelo deve ser indiciado por sequestro e cárcere privado, lesão corporal dolosa e ameaça.

Só o crime de sequestro e cárcere privado tem pena prevista de 2 a 8 anos de prisão. “Os outros têm penas menores”, esclareceu a delegada.

Responsável pelo caso, Rosely Molina afirmou que pretende encerrar o inquérito em dez dias, quando será encaminhado para o poder judiciário.

Ângelo manteve por 22 anos a esposa, Cira da Silva, 44, e quatro filhos, de 15, 13, 11 e 5 anos, em situação de cárcere privado. Segundo relatos, ele espancava a família todos os dias, e dava apenas arroz para as crianças comerem.



8 anos? é muito pouco para este
 
ildicene maria da silva em 20/12/2013 07:38:40
Ironicamente chamado "Ângelo (do Latin, Anjo) da Guarda" levava o significado da nomenclatura ao pé da letra ao "guardar" a chaves a liberdade e o direito de ir e vir da família.
 
Antonio Mazeica em 19/12/2013 20:30:33
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions