ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, SEGUNDA  26    CAMPO GRANDE 26º

Capital

Preso, pedreiro que mantinha família em cárcere vai responder por 3 crimes

Vinícius Squinelo | 19/12/2013 20:07
Casa en que família morava tinha situação degradante (foto: divulgação)
Casa en que família morava tinha situação degradante (foto: divulgação)

Ângelo da Guarda Borges, 58 anos, que manteve por 22 anos a esposa e os quatro filhos em cárcere privado vai responder por três crimes. O pedreiro, que está preso na 4ª Delegacia de Polícia de Campo Grande, pode ser condenado a, no mínimo, oito anos de prisão.

Segundo a delegada Rosely Molina, da Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher), Ângelo deve ser indiciado por sequestro e cárcere privado, lesão corporal dolosa e ameaça.

Só o crime de sequestro e cárcere privado tem pena prevista de 2 a 8 anos de prisão. “Os outros têm penas menores”, esclareceu a delegada.

Responsável pelo caso, Rosely Molina afirmou que pretende encerrar o inquérito em dez dias, quando será encaminhado para o poder judiciário.

Ângelo manteve por 22 anos a esposa, Cira da Silva, 44, e quatro filhos, de 15, 13, 11 e 5 anos, em situação de cárcere privado. Segundo relatos, ele espancava a família todos os dias, e dava apenas arroz para as crianças comerem.

Nos siga no Google Notícias