A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 25 de Abril de 2019

12/04/2019 16:42

Preso por matar 3 da mesma família ameaçava filho de uma das vítimas

Flagrado no mês passado com duas armas, o suspeito recebeu nova voz de prisão essa semana dentro do presídio

Geisy Garnes e Clayton Neves
Armas apreendidas com Maurício em março (Foto: Divulgação)Armas apreendidas com Maurício em março (Foto: Divulgação)

Responsável pelo assassinato de dois irmãos e do filho de um deles, Maurício da Fonseca de Araújo, conhecido como ''Nenê do Los Angeles'' de 24 anos, é investigado pela polícia por ameaças a um quarto integrante da família das vítimas. Flagrado no mês passado com duas armas, o suspeito recebeu nova voz de prisão dentro do presídio, nesta semana.

Segundo o delegado Ricardo Meirelles, de 5 ª Delegacia de Polícia Civil, o primeiro caso foi registrado em 2009, quando “Nenê”, ainda adolescente, assassinou Ygor Damiano Petrovith Guimarães Fernandes, na época com 16 anos. A motivação, segundo a polícia, eram rixas antigas entre os dois.

Os anos se passaram e o pai do adolescente, Josenildo Guimarães Fernandes, começou a ameaçar Maurício, jurando vingança pela morte do filho. As discussões entre os dois, no entanto, terminou em outubro de 2017, quando “Nenê” matou o homem de 44 anos a tiros em um bar localizado na Rua Afonso Celso, no Jardim Los Angeles.

No ano seguinte, ele matou o irmão de Josenildo e tio do adolescente, Flávio Guimarães Fernandes, de 39 anos, com pelo menos quatro tiros em frente ao lava-jato que a vítima trabalhava na Rua Odorico Mendes, no Universitária 2. Segundo o delegado, a vítima era a única testemunha do assassinato do irmão, o que teria motivado o crime.

Depois do terceiro assassinato, “Nenê” passou a ameaçar o filho de Flávio de morte. Por conta disso, a polícia cumpriu no dia 18 de março mandado de busca e apreensão na casa do suspeito, que estava em liberdade condicional. Na data, dois revólveres calibre 38 foram encontrados e ele acabou preso em flagrante, antes de cometer um novo crime.

Na quarta-feira (10) a justiça determinou a prisão preventiva de Maurício pela morte de Josenildo, ele então recebeu voz de prisão dentro do presídio. A morte de Flávio e as ameaças ao filho dele continuam em investigação.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions