A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

16/04/2016 12:00

Preso que ordenou ataques a ônibus será transferido para Dourados

Paulo Yafusso
Ataque a ônibus teria sido em retaliação ao curso realizado pelos agentes penitenciários, que passarão a trabalhar armados (Foto: Marcos Ermínio)Ataque a ônibus teria sido em retaliação ao curso realizado pelos agentes penitenciários, que passarão a trabalhar armados (Foto: Marcos Ermínio)

O mentor dos ataques a ônibus ocorridos na madrugada da última quinta-feira (14) em Campo Grande, deve ser transferido do Presídio de Segurança Máxima para o presídio de Segurança Máxima de Dourados, município a 220 quilômetros da capital. Enquanto aguarda a mudança de local, ele está sendo mantido isolado dos demais detentos.

O detento não teve o nome divulgado e não seria um dos lideres da facção que comanda os presídios em vários estados. Ele teria ordenado os ataques com o objetivo de ganhar espaço no grupo. A ação teria sido em retaliação ao curso de incursão rápida em presídios, que os agentes penitenciários estavam fazendo naquele dia.

O curso faz parte da preparação dos agentes penitenciários, que passarão a trabalhar armados e assumirão a escolta de presos, que atualmente é feito pela Polícia Militar.

Segundo a DGPC (Delegacia Geral da Polícia Civil), no total 12 pessoas estão sendo acusadas de participação nos ataques. Além do detento da Máxima, um homem que é foragido por ter mandado de prisão pela participação em outro crime, cinco menores e cinco maiores de idade, entre eles uma mulher.

Os adolescentes apreendidos foram encaminhados para a Unei (Unidade Educacional de Internação) Dom Bosco, localizado na saída para Três Lagoas.
Dois ônibus foram queimados, sendo um do consórcio Guaicurus, que detém a concessão para atuar no transporte coletivo urbano na capital, e outro que pertencia a uma igreja. O consórcio estima prejuízo de R$ 130 mil.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions