A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 25 de Abril de 2019

21/12/2018 15:47

Presos com eletrônicos e agrotóxicos do PY, dupla é multada em R$ 16 mil

Produtos haviam sido carregados em Ponta Porã com destino a Goiânia, GO

Adriano Fernandes
No carro estavam 800 embalagens de agrotóxicos. (Foto: DivulgaçãoPM) No carro estavam 800 embalagens de agrotóxicos. (Foto: DivulgaçãoPM)

A Polícia Militar apreendeu dois veículos carregados com eletrônicos e 800 quilos de agrotóxicos contrabandeados do Paraguai, durante abordagens policiais nas regiões dos bairros Aero Rancho e Guanandi, nesta sexta-feira (21) em Campo Grande.

Presos, Antonio Geando Guimaraes, de 36 anos e Thiago Silva Eiras, de 39, foram ainda autuados em R$ 16 mil por crime ambiental, referente ao transporte dos produtos nocivos ao meio ambiente.

Os agentes da Força Tática do 10º BPM (Batalhão da Polícia Militar) montaram cerco em dois dos cruzamentos dos bairros, a partir de informações levantadas pelo setor de inteligência da Polícia Militar que apuraram que duas picapes estariam vindo do Paraguai, carregadas com contrabando.

A primeira Strada, branca a ser abordada era conduzida por Thiago no cruzamento das Ruas Campestre com Thirson de Almeida, no Bairro Aero Rancho. No carro foram localizados um Iphone 10, um tablet Optimus, GPS Foston, dois pneus, uma caixa amplificada, além de uma impressora multifuncional e um ar condicionado.

Strada onde estava os agrotóxicos tinha sinais de adulteração. (Foto: DivulgaçãoPM) Strada onde estava os agrotóxicos tinha sinais de adulteração. (Foto: DivulgaçãoPM)

Já Antonio também seguia em uma Strada, prata, abordado na Avenida Ernesto Geisel no cruzamento com a Tulio Alves Quito, no Bairro Guanandi. Na picape foram encontrados mais 800 embalagens (equivalente a 800 quilos) de agrotóxicos que haviam sido carregadas em Ponta Porã com destino à Goiânia, GO.

Pelo transporte o suspeito receberia R$1,5 mil. O veículo tinha sinais de adulteração. Questionado pelos policiais, Thiago também admitiu que receberia mais R$ 1,5 mil para ser o batedor dos agrotóxicos até GO. Esta era a segunda viagem da dupla contrabandeando os produtos.

Os dois suspeitos e o material apreendido foram encaminhados para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) da Vila Piratininga. Pelo transporte ilegal dos agrotóxicos cada um dos suspeitos foi multado pela PMA (Polícia Militar Ambiental) em R$ 8 mil.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions