ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, QUINTA  22    CAMPO GRANDE 31º

Capital

Primeiro corredor do transporte coletivo será limitado por tachões

Michel Faustino | 28/04/2015 16:43
Ordem de serviço foi assinada na tarde de hoje. (Foto: Fernando Antunes)
Ordem de serviço foi assinada na tarde de hoje. (Foto: Fernando Antunes)
Primeira etapa prevê recapeamento da Guia Lopes e posterior implantação do corredor exclusivo para ônibus. (Foto: Fernando Antunes)
Primeira etapa prevê recapeamento da Guia Lopes e posterior implantação do corredor exclusivo para ônibus. (Foto: Fernando Antunes)

O prefeito Gilmar Olarte (PP) assinou na tarde desta terça-feira (28) a ordem de serviço para o recapeamento do primeiro trecho do “Corredor Sudoeste do Transporte Coletivo”, previsto no Projeto de Mobilidade Urbana. Este trecho cobre uma extensão de 600 metros da rua Guia Lopes da Laguna, entre a avenida Afonso Pena e a rua Brilhante, onde também será implantado corredor exclusivo para ônibus. A obra está orçada em R$ 700.734,66, com previsão de ser concluída em 90 dias. Os serviços incluem sinalização horizontal e vertical, além da acessibilidade.

Segundo o titular da Seintrha (Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação), Valtemir Alves de Brito, o Kako, em todo o corredor haverá pistas exclusivas para os ônibus, delimitados por tachões, ou tartarugas, com exceção da Avenida Afonso Pena.

Segundo ele, o projeto total abrange 21,16 quilômetros, entre o Terminal Aero Rancho, na Avenida Marechal Deodoro e o Shopping Campo Grande, passando pelo transbordo Bandeirantes. “A Afonso Pena não passará por recapeamento porque há dois anos foi feito uma intervenção pelo Governo do Estado”, completou.

Durante a solenidade que contou com a presença de lideranças comunitárias, e grande parte dos secretários municipais, o prefeito Gilmar Olarte destacou a importância do projeto que classificou como “emblemático”.

“Esta etapa é muito importante porque é um marco nos avanços das melhorias, principalmente quanto a mobilidade. Após isso, vamos implementar as demais etapas a partir de maio”, estimou.

O projeto prevê outras duas etapas .O segundo lote de 2,3 quilômetros, tem custo estimado em R$ 4.262.756,76 milhões e compreende o trecho da rua Brilhante entre a Guia Lopes e o Terminal Bandeirantes.

A etapa seguinte é o da avenida Marechal Deodoro, 3,5 quilômetros do Terminal Aero Rancho até o Terminal Bandeirantes, que deve custar R$ 8.651.708,46. O corredor no trecho da Afonso Pena está orçado em R$ 3.163.287,91, abrangendo basicamente estações de embarque e desembarque, sinalização semafórico com sincronismo e controlador de velocidade.

O orçamento total é de R$ 116 milhões, prevendo ainda um viaduto no cruzamento da Avenida Interlagos com a Gury Marques, colocação de 500 abrigos em pontos de ônibus e quatro novos terminais de transbordo.

Melhoria - Para o diretor-presidente do Consórcio Guaicurus, João Rezende, os corredores do transporte coletivo vão garantir maior agilidade no transporte, com aumento da velocidade média dos ônibus em 36%, passando de 22 km/h para 30km/h.

“Os corredores vão possibilitar maior agilidade no transporte coletivo, o que por sua vez vai resultar em uma otimização no tempo de espera dos usuários e, é claro, sem contar na comodidate até mesmo para os próprios motoristas”, disse.

Nos siga no Google Notícias