ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
ABRIL, DOMINGO  21    CAMPO GRANDE 23º

Capital

Privação do convívio social na pandemia aumentou procura por curso de Psicologia

O aumento na efetivação das matrículas foi de 150% na Uniderp e de 20% na UCDB

Izabela Cavalcanti | 19/02/2023 11:34
Estudantes indo fazer o Enem na Uniderp (Foto: Paulo Francis)
Estudantes indo fazer o Enem na Uniderp (Foto: Paulo Francis)

A procura por cursos de Psicologia em Campo Grande aumentou significativamente em 1 ano. O que pode explicar o novo cenário é o reflexo do isolamento social vivido no período da pandemia do Coronavírus.

Na Uniderp, a alta das matrículas chegou a 150% e na UCDB (Universidade Católica Dom Bosco), 20%. Em Mato Grosso do Sul há cinco mil profissionais. Desses, a maioria é mulher.

“Acredito que os acontecimentos dos últimos anos, em especial a pandemia da covid-19, que limitou significativamente o convívio famílias, social e de trabalho, atingiu diretamente as relações interpessoais”, destaca a psicóloga e professora do curso de Psicologia da Uniderp, Maria Lucia Salamene de Oliveira Kroll.

A profissional ressalta sobre a importância da liberdade para não afetar a saúde mental. “O convívio social, o cotidiano, a liberdade, são muito importantes para a promoção da saúde mental. O período de isolamento obrigatório, para muitos potencializou sofrimentos psíquicos importantes, como por exemplo a depressão”, completa.

Ainda conforme a psicóloga, além das questões relacionadas à saúde mental, a Psicologia é uma profissão que possibilita um amplo campo de atuação para o profissional, podendo atuar em mais de 13 especializações, entre elas, a escolar, a clínica, a organizacional, a hospitalar, a psicologia do Trânsito, o que também impulsiona na hora da escolha do curso.

“O reconhecimento da Psicologia por parte da sociedade, como uma especialidade que possui métodos e técnicas adequadas para um efetivo tratamento de processos patológicos ou não, ligados à saúde mental, é um fator importante para o crescimento da Psicologia enquanto ciência e profissão”, enfatiza.

Dados – Os números mostram um aumento de casos de suicídios desde quando começou a pandemia. Segundo dados estatísticos da Sejusp (Secretária de Estado de Justiça e Segurança Pública), em janeiro de 2020 foram dez casos, no ano inteiro o número chegou a 172.

Em janeiro de 2021 foram 18 suicídios e no ano inteiro um total de 234. No primeiro mês de 2022 foram 22, sendo 210 no ano inteiro e em 2023 já são 24 registros.

Nos siga no Google Notícias