A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

29/11/2017 12:01

Procurado desde 2014, serralheiro é preso por estuprar enteada

Na época a vítima tinha 8 anos e afirmou que a mãe incentivava os abusos

Geisy Garnes
O caso foi investigado em 2014 pela Depca (Foto: Paulo Francis)O caso foi investigado em 2014 pela Depca (Foto: Paulo Francis)

Equipes da Depca (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente) prenderam nesta quarta-feira (29) um homem de 33 anos pelo estupro da enteada. Os abusos foram denunciados em 2014, quando a vítima tinha 8 anos, e sempre aconteciam com o consentimento da mãe da menina, também indiciada pelo crime.

O serralheiro foi preso nesta manhã, enquanto trabalhava na obra de uma residência na Rua José Alencar, em Campo Grande. Segundo o delegado Paulo Sérgio Lauretto, o suspeito estava com mandado de prisão preventiva decretado pela justiça desde o dia 28 de setembro deste ano.

A justiça decidiu pela prisão do réu após várias tentativas de localizá-lo, todas sem sucesso. Conforme Lauretto, o serralheiro fugiu logo após o estupro ser descoberto e jamais compareceu a delegacia, ou as audiências na justiça. O caso chegou ao conhecimento da polícia durante um depoimento da menina sobre abusos cometidos pelo avô materno.

Com 8 anos a menina foi levada à delegacia para falar do estupro cometido pelo avô e acabou revelando que era forçada a ver cenas de sexo entre a mãe e o padrasto. A criança contou ainda que ela induzida pela própria mãe a praticar sexo oral no serralheiro e que foi estuprada por ele.

A mulher, hoje com 37 anos, foi indiciada e em depoimento negou o crime. O autor dos estupros no entanto nunca foi encontrado. O caso foi enviado à justiça e a mãe da menina responde em liberdade, já o homem, por ter “desaparecido”, teve a prisão decretada. Na época do crime, a criança foi retirada do convívio familiar pelo Conselho Tutelar.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions