A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

18/03/2015 21:21

Procuradoria pede investigação da Funsat por créditos irregulares de R$ 676 mil

Daniel Machado

A Procuradoria Geral do Município, por meio do Procurador Fábio Castro Leandro, solicitou à Promotoria de Justiça de Campo Grande a abertura de inquérito de improbidade administrativa para apurar irregularidades na liberação de créditos da Funsat (Fundação Social do Trabalho de Campo Grande) que totalizam R$ 676.889,16.

Esses créditos fazem parte do Programa de Microcrédito Produtivo e Solidário (Credigente), voltado aos microempreendimentos e cooperativas de produção e trabalho.

O documento pede que sejam investigados o então coordenador do Programa, Ivan Neiva Júnior, e o ex-presidente da Funsat, Aldo Eurípedes Donizete, que entre 29 de junho de 2013 e 26 de maio de 2014 teriam liberado os R$ 676.889,16 para 181 beneficiários sem a aprovação do Comitê de Crédito, órgão colegiado com prerrogativa de conceder ou não o benefício.

Além disso, diz o documento, os créditos concedidos irregularmente somaram, em março de 2014, uma inadimplência na casa dos 49,48%, estratosférica para os padrões de microcrédito, que não devem ultrapassar os 3% dos valores liberados.

O Procurador também solicitou que sejam ouvidos no inquérito o atual diretor-presidente da Funsat, Cicero Avila de Lima, e Altemar Pereira de Moraes, coordenador do Credigente.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions