A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

31/08/2012 20:11

Professora é acusada de agredir crianças em escola de Campo Grande

Nyelder Rodrigues

Uma professora da Escola Municipal Consulesa Margarida Maksoud Trad, no bairro Estrela Dalva 1, em Campo Grande, foi denunciada por mães de estudantes por vários fatos, entre eles o crime de injúria racial.

Cinco mães foram a DEPCA (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e Adolescente) registrar boletim de ocorrência contra uma professora que durante as aulas, ofendia e castigava os alunos, que tem entre 6 e 8 anos.

De acordo com a delegada Regina Márcia Rodrigues de Brito Mota, cinco crianças foram ouvidas, confirmando as agressões e as palavras ofensivas, algumas de cunho racial. Nas agressões, segundo as crianças, a professora chegava a bater com o livro sobre a cabeça deles e usava o apagador como palmatória.

Um inquérito policial foi aberto para investigar os fatos relatados e a denúncia de injúria racial. A pena para este tipo de crime pode chegar a três anos de detenção.

A reportagem entrou em contato com a escola municipal, mas a direção não foi encontrada, voltando ao expediente na segunda-feira (3) logo pela manhã.

Terminal rodoviário de Campo Grande oferece cartões de Natal gratuitos
A rodoviária de Campo Grande, mais um ano, oferece gratuitamente cartões de Natal gratuitamente para os passageiros que passarem pelo local até o pró...
Universidade do MS recebe certificação de excelência em gestão
Será recebida pela UCDB (Universidade Católica Dom Bosco) em solenidade que acontece na próxima segunda-feira (18) o certificado de excelência em ges...
Águas Guariroba continua com campanha de renegociação de dívidas
Vai até o dia 29 deste mês a campanha "Fique em Dia", realizada pela Águas Guariroba para renegociar as dívidas que os consumidores têm com a empresa...
Prefeitura e TJ prorrogam renegociação de dívidas ajuizadas até 3ª
O programa de refinanciamento de dívidas da Prefeitura de Campo Grande foi prorrogado até o dia 19 de dezembro, a próxima terça-feira, no Centro de C...


Hoje os pais querem que os filhos sejam educados na escolas, filho se educa em casa, fazendo estágio em escola este ano decidi que não quero ser professora, as crianças parecem possuidas , antes do pais denunciar um professor deveria ficar uma semana em uma sala de aula para ver o comportamento de seu filho, é um horror, certamente teria surpresas e lamentáveis, ninguem merece uma sala de aula.
 
mari alves em 03/09/2012 12:41:03
No momento,eu me manifesto apenas com a minha indignação,acreditando que situações como essas hediondas e de má fé sejam realmente apuradas, pois eu acredito na minha colega de trabalho, e digo o quanto o Professor está só no clamor de seus gritos, pois a nossa sociedade, os nossos representantes políticos, não nos dão o valor merecido.É necessário rever este sistema para entender tais comentários
 
Antonia da Glória Gonçalves em 03/09/2012 12:40:45
Acho que é muito fácil acusar a professora agora, mas será que estes pais a atenderam quando foi solicitados a sua presença na escola, para conversar sobre o comportamentos de seus filhos. Fica minha pergunta o que vocês fizeram para ajudar seus filhos nesta situação. Afinal se todos fazerem sua parte provavelmente não teria chegado isso. Fica minha solidariedade a esta profissional da educação.
 
maria gouveia em 02/09/2012 12:03:12
Realmente o ato de agressões não se justifica, se realmente tiver ocorrido. contudo somente quem está na sala de aula conhece a realidade, sabe das difículdades que permeiam a educação nestes últimos tempos.
 
Elizangela Malaquais em 02/09/2012 11:23:01
Acusar é fácil... Qual é o papel da equipe técnica dar apoio é suporte, porém muitos profs já foram agredidos verbalmente e fisicamente por aluno e ao levar ao conhecimento da equipe nada é feito. Cabe ao professor sozinho, resolver, ter atitude. Incrível que hoje coordenador tem que atender pai/aluno/acompanhar planejamneto do prof. E a deficiência esta ai! sobrecarregado não da conta.
 
Marcelo Ramos em 02/09/2012 10:58:46
Fácil julgar, condenar sem ao menos entender o casa, ou melhor, vivenciar a situação de um professor em sala de aula. Famílias não educam e transferem essa tarefa a escola, que, defasada de ensinar tem que educar. Quantas coisas boas essa professora já fez mais nada foi reconhecido.
 
Alexandre Gonçalves em 02/09/2012 10:54:00
As pessoas estão condenando a professora, eu entendo que a atitude da professora não foi a mais adequada mas quanto ela deve ter aguentado para chegar a esse ponto e os pais desses "anjinhos" deviam antes de punir a professora conhecer os seus proprios filhos e como eles agem perante as outras pessoas e se enxergarem antes de julgar a professora.!!!!!!
 
Jorge Yamamaoto em 02/09/2012 10:43:08
Maraglai dos Santos Peres faco das suas palavras minhas. Perfeito comentario.
 
Marcelo Dib em 02/09/2012 10:37:02
Se realmente aconteceu tal fato, não justifica tal ação. Porém, temos que procurar analisar o contexto e não sairmos julgando e denegrindo imagens.Todo pai e mãe conhece seu filho e as familias com desculpas de sair cedo e trabalhar, não estão acompanhando seus filhos. Devemos cobrar rigidamente a responsabilidade da familia, com registros .Pais, vocês são os responsáveis pelos seus filhos.
 
Rose mary miranda tomi scaramuzzi em 02/09/2012 10:29:53
Escola é lugar de ensinar, família é responsável pela educação e transmissão de valores, os papéis inverteram-se com o passar dos anos e não é a toa q. dentre 65 países avaliados, nós ocupamos 53ª no ranking de uma das piores educação, segundo PISA.
 
Léa Cabral em 02/09/2012 10:21:45
Eu me preocupo com a situação porque o que leva a professora estar agindo assim e os alunos que nos sabemos que não é fácil tambem ficam com tralmas e ela sera que que esta bem particularmente que não esta com problemas é triste,pelo menos alguém da gestão dessa escola acompanha o trabalho dessa professora imagina o que ja nao aconteceu !!!! Enfim alunos e pronfessores estao pedindo socorro !!!!!
 
Elismar Fernandes Rocha em 02/09/2012 10:14:31
nada justifica tal atitude. principalmente de um educador.
 
valdenir alves da rocha em 02/09/2012 09:39:59
E quando for os alunos que agredirem os professores como faremos?
 
Anderson silva em 02/09/2012 09:11:06
Se a professora agrediu ou não, esses alunos eu não sei só sei que o problema da escola Consulesa, e muito mais profundo o conselho tutelar e a DPCA deveria investigar o comportamento e desde a Direção, pois pelo que eu já vi e sei as Diretoras não se falam, uma quer derrubar a outra, chegando ao ponto de tomarem decisões as escondidas uma da outra.
 
Rodrigo Arcuri em 02/09/2012 07:27:41
Sou a favor de menos alunos em sala de aula, salários mais justos para os professores, para que os mesmos não precisem se sobrecarregar trabalhando em mais de uma escola, porém, sou totalmente contra a violência, temos que cobrar do prefeito, tudo isso é culpa dele.
 
Angelica Lou em 02/09/2012 06:44:38
Sr. Maraglai dos Santos, se crianças de seis e oito anos conseguem ofender tanto um professor ele deve tomar as medidas cabíveis, chamar país, conselho, encaminhar para apoio psicológico etc. Mas nunca atentar contra o psicológico e muito menos o físico de uma criança. E se as condições de trabalho de um professor é ruim, não é culpa da criança, e sim dos nossos governantes.
 
Angelica Lou em 02/09/2012 06:41:12
Pelo que percebo as pessoas estão tentando justificar o ato da professora; senhores, estamos falando de crianças de seis a oito anos, pelo amor de Deus, as crianças nascem perfeitas, somos nós família e sociedade quem modelamos as crianças, nada justifica tal agressão, se a criança recebe amor ela terá amor para dar, afinal, nós só damos o que recebemos.
 
Angelica Louveira em 02/09/2012 06:34:34
Depois ficam os questionamentos?Ah, mas porque tanta violência? Ora, as vezes essa violência começa em casa, passa pela escola que deveria selecionar melhor seus professores. Onde já se viu uma professora fazer essa barbaridade com crianças e pagar cesta básica?Deveria ter sido mandada embora, crianças precisam de carinho e proteção!
 
ENAURA CAMPOS FREITAS em 02/09/2012 06:31:00
Olha essa escola ja tem fama de alunos violentos. mas deve ser mesmo por causa dos professores..pode perguntar para quem mora perto. é uma escola muito ruim. é briga com faca e etc........... quem mora perto sabe muit bem como é so fazer uma pesquisa. tdo isso começa com os professores.....
 
thiago souza em 01/09/2012 12:19:38
continuação: juizado, e pasmem ela continua dando aula, foi condenada a pagar 4 cestas básicas no valor de R$ 80,00 a uma instituição e acredito que deve continuar a agredir outras criançãs na mesma escola, "esse tipo de gente não deveria nem passar em frente a uma escola, quanto mais lecionar". O que nos restou foi a indignação, ou seja esse outro caso, vai acontecer o mesmo ou algo parecido.
 
fernanda vieira em 01/09/2012 11:44:14
Se essas mães educassem seus filhos quem sabe nossos professores teriam como dar aulas não estar educando filhos maus criados, sem educação. E triste ver que nossos professores não são respeitados pelo alunos sem um pingo de educação.
 
Eduardo Dutra em 01/09/2012 11:28:10
Pensem bem. Todos nós fomos alunos. A pergunta: Quando aluno teve razão?
 
Acir Zorzi em 01/09/2012 10:59:17
A EM Consulesa Margarida Maksoud tem bons Professores, profissionais dedicados, atende uma comunidade com crianças e adolescentes, tem problemas de indisciplina, porem não é uma péssima escola, e nem vista desta maneira. Hoje um profissional errou, porem não pode generalizar toda uma categoria. E cabe a ela a defesa... Como será este aluno? E antes de acusar devemos ver os dois lado
 
Lilian Blanco em 01/09/2012 10:52:47
Muito fácil agora condenarem a professora sem nem ao menos procurarem saber o que realmente aconteceu. Será que já se esqueceram do episódio de São Paulo, Escola Base...“Dezoito anos atrás, os donos da Escola de Educação Infantil Base, na zona sul de São Paulo, foram chamados de pedófilos. Sem toga, sem corte e sem qualquer chance de defesa, a opinião pública e a maioria dos veículos de imprensa acusaram, julgaram e condenaram Icushiro Shimada, Maria Aparecida Shimada, Mauricio Alvarenga e Paula Milhim Alvarenga.Chegou-se a noticiar que, antes de praticar as ações perversas, os quatro sócios cuidavam ainda de drogar as crianças e fotografá-las nuas. “Kombi era motel na escolinha do sexo”, estampou o extinto jornal Notícias Populares, editado pelo Grupo Folha. “Perua escolar carregava crianças para a orgia”, manchetou a também extinta Folha da Tarde.Na esfera jurídica, entretanto, a história tomou outros rumos. As acusações logo ruíram e todos os indícios foram apontados como inverídicos e infundados. Mas era tarde demais para os quatros inocentados. A escola, que já havia sido depredada pela população revoltada, teve que fechar as portas.”( http://ultimainstancia.uol.com.br- 1ª/9/12) Culpar aos professores pela violência de alguns alunos é com certeza o mais fácil, Sr. Thiago Souza... Nós estudamos e continuamos a estudar para que possamos atender a toda clientela estudantil o melhor possível, mas antes de tudo, precisamos praticamente educar alguns alunos, pois os mesmos não tem a postura de alunos, xingam, ofendem e algumas vezes agridem a seus professores, e nem por isso damos queixa dos maus-tratos, pois levamos em consideração a sua condição social e suas dificuldades familiares. Antes de falarem sobre a escola e/ou do professor procurem conhecer o dia a dia de um profissional da educação.
 
Maraglai dos Santos Peres em 01/09/2012 05:09:00
Escola de má fama, e outra quantas e quantas vezes as mães desses supostos alunos agredidos foram até a escola e se propuseram ver como estava o andamento dos mesmos dentro do âmbito escolar? Ou porque é criança não tem que ter respeito, educação?É extraordinariamente fácil por a culpa na classe de educadores e tentar tampar o sol com uma peneira!
 
jady benitez em 01/09/2012 04:33:29
Quantos comentários infundados, infelizmente vivemos em uma sociedade em que muitos pais não educam seus filhos e acham que a Educação em si , é de responsabilidade dos educadores! Os quais diariamente são submetidos as agressões de alunos, como mordidas, palavras ofensivas.
Pois julgar é tipico sem realmente conhecer os fatos realmente como procederam .
Resumindo Educação vem de berço!
 
jady benitez em 01/09/2012 04:27:28
Já dei aulas nessa escola. É uma clientela complicada devido a grande quantidade de bairros que atente e à grande diferença social entre as crianças. É necessário avaliar com calma a situação, pois o problema que levou a isso não foi deixado claro: será uma falha na formação da professora? uma falha no acompanhamento do trabalho dela que pode ter pedido ajuda e não ter sido atendida?
 
Douglas Sorgatto em 01/09/2012 03:57:00
Sou pai de 2 alunos da escola e percebo que muitas pessoas usam um fato isolado para criticar aquilo que não conhecem e não querem conhecer, muitos alunos da escola são problemáticos, por vários motivos, um deles é a omissão dos pais que não acompanham seus filhos, faltam as reuniões, não sabem nem o que significa Conselho Escolar e esperam que a escola faça o que os pais deveriam fazer.
 
Airton Santos em 01/09/2012 03:22:56
Não quero aqui defender a professora, pois nem a conheço e os indícios são contundentes, porém, quero fazer um alerta aos colegas professores, para que passemos também a registrar Boletins de Ocorrências, quando somos ofendidos em sala de aula.
É hora de tomarmos um posicionamento de defesa, pois as ofensas verbais que recebemos diariamente, não podem mais ficar impune. Só aluno tem direitos?
 
Hilda França em 01/09/2012 02:13:32
Muitos só falam da violência por parte da professora , mas e o mal comportamento dos alunos com os professores, a falta de respeito. Muitos alunos até agridem os professores e ninguém toma providencias. A educaçao o Brasil esta uma vergonha. Acho que deveria ter mais punição para os alunos que maltratam professores.
 
Daniela Silva Rodrigues em 01/09/2012 02:04:56
É fácil julgar quem está de fora, e dizer que a violência na escola existe por causa de professores com certeza é uma pessoa que nao acompanha os notíciarios, e educação vem de casa, para essa professora chegar a esse ponto os alunos dela são uns "anjinhos".
 
Renata Marques em 01/09/2012 01:36:13
sei que não posso falar muito pois não sei dos detalhes do caso. Mas sou professor por formação e policial militar por opção. Vejo diariamente alunos mal criados e mal educados dando trabalhos a professores, orientadores e direção em geral. Ai vem um professor que explode e tem essa atitude. Com certeza esta errada, mas tenho certeza que a professora tentou de tudo para solucionar esse problema.
 
Sérgio Marques de Alencar em 01/09/2012 01:24:59
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions