A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

23/05/2015 09:16

Promoção de 70% para fechar prédio causa tumulto em loja no Centro

Mariana Rodrigues
Cerca de 40 pessoas aguardavam para entrar na loja. (Foto: Marcelo Calazans)Cerca de 40 pessoas aguardavam para entrar na loja. (Foto: Marcelo Calazans)

Uma promoção para fechar o prédio da loja Romeira, localizada na Rua Dom Aquino, região central de Campo Grande, causou tumulto na manhã deste sábado (23). Consumidores alegaram que foi anunciado em um programa de tv descontos de 70% em todos os produtos, mas ao chegarem até o local, encontraram preços diferentes do que havia sido anunciado.

Alguns consumidores chegaram na loja às 4h30 da madrugada, para aproveitar a liquidação de móveis e eletrodomésticos, que começou às 9 horas. Mas enquanto aguardavam na fila, as cerca de 40 pessoas, viram que algumas mercadorias estavam com desconto menor do que o anunciado.

Cris Guimarães, manicure, 40 anos, conta que chegou de madrugada e se sentiu lesada com a situação, já que foi justamente para aproveitar a promoção. "Foi anunciado em um programa de televisão esse desconto, eu não iria vir aqui de madrugada se não fosse um desconto bom", comentou.

Outro consumidor, José Ernesto Collis Júnior, 26 anos, assistente jurídico, disse que irá buscar seus direitos, pois trabalha a semana inteira para pegar uma promoção e é enganado. José chegou a conversar com o gerente que, segundo ele, reconheceu o erro. "Durante o anúncio da promoção, foi frisado o valor de 70% de desconto, e o gerente reconheceu esse erro".

Atairço Rodrigues dsa Silva, 47 anos e José Ernesto Collis Júnior, 26 anos, se sentiram lesados por não encontrar os descontos anunciados. (Foto: Marcelo Calazans)Atairço Rodrigues dsa Silva, 47 anos e José Ernesto Collis Júnior, 26 anos, se sentiram lesados por não encontrar os descontos anunciados. (Foto: Marcelo Calazans)

Ao tirar satisfação com um vendedor da loja, o consumidor Atairço Rodrigues da Silva, 47 anos, corretor de imóveisalegou que foi ofendido por um dos funcionário, ao questionar sobre produtos que estavam saindo da loja antes do horário estipulado. Ele disse à reportagem do Campo Grande News, que ao indagar um vendedor que iria chamar a Decon (Delegacia do Consumidor), o mesmo, em tom de deboche, disse "que poderia chamar o presidente, a polícia, o prefeito e até Deus".

O gerente da loja, Onilson de Souza Molina, disse que a promoção está sendo feita desde o dia 20 deste mês, e que se trata de uma liquidação para acabar com o estoque, já que o prédio onde funciona a loja será entregue.

"Realmente foi focado na propaganda o desconto de 70%, mas o consumidor vai encontrar na loja descontos, produtos com descontos menores e maiores, isso vai depender do estado em que a mercadoria se encontra".

Segundo o gerente, tem produtos que chegam a apresentar até 90% de desconto, assim como outros que chegam a 60% de desconto. "A nossa intenção nunca foi de lesar o consumidor".

Com relação as mercadorias que estavam saindo da loja, ele alega que eram produtos que já haviam sido vendidos anteriormente. "Como a promoção começou no dia 20, há produtos que foram vendidos e ficaram na loja, e estão sendo levados hoje por quem comprou, não estamos dando vantagens para ninguém", acrescentou.

Pintor que causou confusão em banco veio para fugir de ameaça de morte
O alagoano de 26 anos, que mobilizou vários órgãos de segurança por suspeita de assalto a uma agência do Banco Bradesco, na Avenida Costa e Silva, sa...
Festa no Cidade Morena termina em confusão e jovem de 20 anos é baleado
Uma festa no Bairro Cidade Morena, região das Moreninhas, em Campo Grande, terminou com um jovem de 20 anos baleado na madrugada deste domingo (03). ...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions