A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

19/11/2012 10:26

Promotor afirma que organização de show cometeu seis crimes

Paula Maciulevicius
Promotor Harfouche ressalta que a fiscalização será intensificada não só em festas como casas noturnas e bares. (Foto: Arquivo/Minamar Júnior)Promotor Harfouche ressalta que a fiscalização será intensificada não só em festas como casas noturnas e bares. (Foto: Arquivo/Minamar Júnior)

A organização do show do DJ David Güetta pode responder pelos crimes de desacato, desobediência de ordem judicial, resistência, lesão corporal e declaração falsa em documento público. O promotor da Vara da Infância e Juventude, Sérgio Harfouche, informou que deve entrar com a ação nas áreas administrativa, cível e criminal.

Na última sexta-feira, o show realizado no Jockey Club levou o promotor e mais 35 fiscais da promotoria, para controlar a entrada de adolescentes no evento.

A organização conseguiu na Justiça o alvará que garantia a entrada deles, desde que acompanhado dos pais ou responsáveis ou com autorização por escrito, com firma reconhecida em cartório e que não fosse vendida bebida alcoólica para menores. No entanto, cinco adolescentes embriagados foram retirados pelo promotor e os pais assinaram o termo se comprometendo a comparecer na promotoria.

Harfouche explica que cabe a promotoria da Vara de Infância e Juventude entrar com ação administrativa, pela desobediência ao alvará, que determinava o encerramento da festa as 4h da manhã. Os crimes de resistência, desacato, lesão corporal e falso documento serão encaminhados às promotorias competentes.

“Civilmente vou encaminhar denúncia para que eles indenizem o Estado por conta do tumulto causado”, completou o promotor. Isso devido ao deslocamento de policiais militares para trabalhar no show.

“A gente não quer obstruir a realização de eventos, mas quer que eles sejam seguros e que todos que participarem tenham apenas diversão e não transtornos”, afirmou Harfouche.

Na madrugada de sexta-feira, o promotor relatou que alertou a organização as 20h, de que o show teria que terminar as 4h da manhã. No decorrer da noite, Harfouche disse que tentou falar novamente com a organização, mas ninguém atendeu ao telefone.

“Fui ao bangalô falar com um dos proprietários, dando a última oportunidade de encerrar a festa no horário. Houve resistência e agressão aos policiais. Eu até evitei de entrar com a PM lá, como eles agrediram, vão responder também pela lesão corporal”, explicou. A atitude relatada pelo promotor de um dos organizadores leva o Ministério Público Estadual a denunciá-los também pelos crimes de desacato e resistência e lesão corporal contra os policiais militares.

A assessoria jurídica nega agressões aos policiais e afirma que PM estava lá para garantir segurança da população. (Foto: João Garrigó)A assessoria jurídica nega agressões aos policiais e afirma que PM estava lá para garantir segurança da população. (Foto: João Garrigó)

Já quando a falsa comunicação em documento público é porque a organização informou que esperava primeiramente 7 mil pessoas e depois, dois dias antes da festa, 12 mil. Números inferiores ao público que compareceu a festa.

Sobre a venda de bebidas alcoólicas, o promotor enfatiza que a promotoria notificou todos os funcionários que trabalharam na noite para que não servissem bebida alcoólica aos adolescentes e que seriam obrigados a exigir RG.

“Se alguém compra bebida e dá para o adolescente, também o trabalho do evento, dos seguranças, de impedir”.

Os hospitais também foram notificados de que teriam de informar à promotoria casos de coma alcoólico de adolescentes, informando como chegaram ao hospital e onde estavam.

A assessoria jurídica da Move, nega que houve agressões por parte do sócio aos policiais. “Se houve, não foi por parte de ninguém da Move”, afirmou o advogado Fábio de Melo Ferraz. “A versão que chegou é que o público que estava no bagalô se sentiu ameaçado e a confusão se deu por isso”, justificou o advogado.

Com a relação ao alvará, a assessoria acrescentou que a promotoria não precisava comunicar e que a organização tinha ciência de que o alvará permitia a festa até 4h. “O cumprimento ou descumprimento cabe sanções administrativas”, disse Fábio que reforçou que o show não encerrou antes por questão de segurança.

Em relação ao efetivo da Polícia Militar destacado para cobrir o evento, a assessoria afirmou que foi para garantir a segurança da população. “Eles fizeram um trabalho muito bem feito, vamos agora fazer a defesa”, finalizou.

O promotor Sérgio Harfouche ressalta que a fiscalização quanto à entrada de menores será intensificada não só em festas como casas noturnas e bares. “Agora vai ser assim, não tem hora e nem dia. Isso vale para as casas também. Quem devia estar fazendo isso é o conselho, mas eu penso que se nem o promotor com 35 fiscais conseguiu, imagina um conselho”.



Quero dizer a todos que desrespeitaram com palavras a atitude do Promotor, espero que cada um procure saber mais sobre a Constituição do País pois todos estão errados e é por pessoas como essas que a sociedade esta do jeito que da e a proposito o Promotor foi correto e espero que vcs pensem direito, porque é facil falar de alguem que vc naum conhece, . Fica a dica, respeito lei ordem progresso.

PARABÉNS DR SERGIO HARFOUCHE QUE DEUS TE ILUMINE E TE GUARDE DE HOMEM INSENSATO E MAU.
 
Fabiano Galhardo em 21/11/2012 00:14:48
No mais, aos DESINFORMADOS fica a dica: FALEM MENOS!
E às nossas AUTORIDADES fica o apelo: SIGAM O EXEMPLO ou, pelo menos, NÃO ATRAPALHEM!
 
Josiany Costa em 20/11/2012 20:07:33
E qto ao teor do alvará judicial concedido pelo Juízo da Infância, para a realização do show, pq os organizadores do evento nem o comentam?
(muuuiiiitos grilos...........)
Muita besteira está sendo dita e, pior, muita retaliação injusta e impensada sendo praticada contra um membro do MPE que, a despeito dos comentários dos menos informados, não apareceu agora e nem precisaria sair em busca de holofotes, pois já teve e tem seu trabalho reconhecido nacionalmente. Aliás, é um membro atuante dessa instituição há quase 20 anos e, felizmente, não se cansa de procurar esvaziar-se no cumprimento da sua função. Felizmente tbém, ele não é único Promotor q trabalha: parabéns ao pessoal do meio ambiente, do idoso, do gaeco e a todos os outros q ao se deitar, dormem, sabendo q têm dado o seu melhor!
 
Josiany Costa em 20/11/2012 20:06:12
Quantos dos críticos à atuação do Promotor de Justiça conhecem a Portaria nº 001/2007, publicada pela Vara da Infância, Juventude e Idoso, da nossa Capital?
E qto aos arts. 81 e 243 do ECA, já leram?
E o Decreto nº 6.117/2007 e as demais leis que englobam a Política Nacional sobre o Álcool, têm conhecimento de q existem?
E qtos sabem que a defesa dos interesses difusos e coletivos da infância e juventude da Capital, está entre as atribuições do Promotor em questão?....
(grilos.........)
 
Josiany Costa em 20/11/2012 19:52:06
Nao deveriam se preocupar apenas com isso,e as drogas que entraram lá?quem estava lá pra fiscalizar isso?aonde as pessoas iam tinha cheiro de maconha.Os adolescentes irem nesses tipos de festa e inteiramente responsabilidade de seus pais.E apesar de tudo,o evento estava bem organizado,não houve brigas.Eu só vi pessoas se divertindo o tempo todo.
 
Angela Samara em 20/11/2012 11:09:24
A cidade ja não tem quase evento algum, quando tem vem as "autoridades" querendo estragar tudo. Cuidem do dia a dia criminal nos bairros ,nas avenidas da cidade e não nos shows privados né..oras..claro que temos q ter responsabilidades com os menores PRINCIPALMENTE, mas cabem aos pais esta responsabilidade. Tomara que os grandes artistas não desistam de Campo Grande,pois quem sabe um dia ainda teremos um grande show de verdade por aqui,como Madonna,Coldplay,Red Hot Chilli Peppers..que bom seria.
 
Katia Lima em 20/11/2012 10:07:43
Existe pessoas que não gostam de se divertir, e que se acha superior aos outros, portanto se não gosta tem quem gosta, e portanto não de palpites a um evento nacional com este porte, sendo que o estado em si não atrai eventos desse tipo, e vários países a fora esses eventos duram mais que um dia e é seguido, aqui não tem shows para jovens. Então pare de atormentar e querer acabar com todos os eventos de campo grande. obrigado.
 
fabiano alves de souza em 20/11/2012 09:56:57
Esta não é a função de Promotor de Justiça, temos órgãos para fiscalização no local de eventos, está querendo aparecer. Quer dizer que o organizador de eventos tb tem que fiscalizar o maior que compra bebida e dá para o menor ingerir e proibir tal ato? Acho que este cidadão precisa se preocupar menos com holofotes. O Patati e Patatá estão morrendo de inveja.........
 
MAURO MENEZES em 20/11/2012 09:56:30
Tá certíssimo o sr promotor .....que sirva de exemplo e que nao para por ai essas fiscalizaçoes e que cada vez seja mais ostensiva .....para repreender esses jovens que nao querem saber de nada ...apenas de encher a cara de cachaça....se fosse eu nem a festa eu teria autorizado ...quando nao se sabe aproveitar uam momento é melhor nem ter nada . parabens mais uma vez ....
 
ROGERIO CARVALHO em 20/11/2012 09:38:57
Todos os comentários merecem respeito tanto positivo como negativo, se Deus permitiu que o homem fizesse sua escolha, quem somos nós para impor ao homem sua vontade, porém, quando escolhemos e falamos o que não tem licitude, pagamos um preço muito alto pela nossa escolhas, então o que é bom para seus filho, poder ser um câncer em face inicial para seu filho, como drogas, gravidez, etc..., então o que o Promotor fez, deveria ser FEITO SIM que é fiscalizar, não só ele mas conselho tutelar..., enfim os órgãos competentes para cumprir sua função, para que pais irresponsável QUE NÃO TEM LIMITE E NEM CONTROLE COM SEUS FILHOS, não culpe os órgãos responsável pela falta de atuação. A culpa é sua responsavel legal de mostrar valores aos seus filhos tão escasos nessa geração.
 
Rosangela Quintana em 20/11/2012 09:33:28
O MPE/MS não é perfeito, mas eu posso garantir que ele não é constituído por "cartas marcadas" e por pessoas que querem aparecer, embora haja alguns que não mereçam compor tal nobre instituição. Se uma ação civil pública não deu certo, ou a persecução penal não prosperou, lembre-se que é o Poder Judiciário que decidiu.
Parabéns a promotoria pela iniciativa. Se cada uma fizer sua parte na educação e proteção das crianças e adolescentes, teremos adultos melhores e mais conscientes.
 
Johnny Alves de Moura e SIlva em 20/11/2012 09:05:19
Senhor promotor, satisfação imensa saber que há esperança na busca por dias melhores em tempos em que o mundo é dado como caso perdido. O trabalho é árduo mas dignifica a alma. Quem tem filhos e juízo sabe que suas ações são muito coerentes para a manutenção da ordem na sociedade campo-grandense (que vem rareando). Parabéns e obrigado por atuar de forma exemplar em prol da sociedade como um todo.
 
Fabio Pellegrini em 20/11/2012 08:40:32
Atitude, isso aí, tem que ter atitude.
Se os pais não dominam alguém tem que dominar, proibir, cuidar.
Os jovens andam muito liberal ultimamente e a culpa é de quem?
Pais compram bebidas e dão pros filhos tomarem isso é normal,
o que mais se vê!
Mas se uma atitude dessa não for tomada, a tendência é só piorar!
Shows não precisam ser proibidos, as pessoas que tem que
ter consciência de seus atos!
 
Aline Gois de Souza em 20/11/2012 07:56:20
NOSSA PORQUE TANTA POLEMICA A FESTA JA ACABOU NAO HOUVE NENHUM INCIDENTE PARA CAUSAR TANTO ALVOROÇO,VAMOS NOS PREOCUPAR COM AS DROGAS QUE ESTAO AI NA CARA DO MINISTERIO PUBLICO ELES FINGE QUE NAO VE,VAMOS DEIXAR ISSO DE LADO E VAMOS SIM SE PREOCUPAR COM O QUE INTERESSA, AAFFFFF.
 
AGNALDO ESPINOSA em 20/11/2012 07:52:10
O promotor que aparecer mais que o David Guetta !!!! Fui ao show com minha irmã que é menor de idade, estava tudo muito bem organizado, até para mim pediam identidade na hora de entregar bebida, do camarote eu vi a ação que o promotor e polícias fizeram, entraram no camarote e arrumaram uma maior confusão no bangalo, alias a unica confusão que eu vi na festa.
 
Márcia Almeida em 20/11/2012 00:04:26
Parabéns ao promotor Dr.Sergio pelo trabalho realizado a fim de proteger a infância e adolescentes de Campo Grande, infelizmente esse papel deveria ser dos pais, mas muitos deles não conseguem nem sequer segurar seus filhos menores em casa, impor limites e conscientizá-los.Bebidas, drogas, excessos estão tornando nossos jovens alvo fácil do vício. Olhem a situação de nosso país...os bandidos estão querendo se impor sobre o Estado democrático, matando cidadãos de bem, tudo isso por causa da maldita droga, Pais.... acordem ....abram os olhos ...nossos filhos é o nosso maior tesouro.
 
rita de cassia em 19/11/2012 23:32:10
Tem tanto comentario absurdo que é até dificil comentar
1º Cada um tem que fazer sua parte, a Move deve controlar a venda de bebidas a menores e a entrada ja que foi autorizado, o que é possivel sim de fazer como houve um comentario a respeito das festas em são paulo, é só ter vontade. o responsavel não fornecer a bebida pro menor, os pais ensinarem em casa, é só ter bom senso.
2º O promotor esta de parabens por sair de casa pra ir fiscalizar a festa, e estar merecendo o salario, ao contrario de outros funcionarios publicos, mas vamos tentar controlar um pouco o estrelismo, não sou da area e nunca ouvi falar do Dr Sergio, e quando vem um evento de porte internacional acontece tudo isso?meio suspeito não acha?
3º E um show desses acabar 4h? sem Cabimento né? nem festa de formatura acaba 4h!
 
Adriano Fernandes da Silva em 19/11/2012 23:16:09
promotor pq vc n vai no casarao sertanejo ve se tem menor ou então da um pulo la no aero porto de campo grande nos domingo depois das 10:00 da noite lá anda cheio de menor, agora so pq teve um show de grande nome ele veio mostrar seu trabslha quantos shows teve aqui em campo grande e mau falava de vista grossa como esse do show do GUETTA.
 
Gustavo França em 19/11/2012 21:55:37
UMA MELANCIA G.....I.....G......A.....N.......T.......E.....NA CACHOLA DO APARECIDINHO PROMOTOR HARMOUCHE DA SILVA SAURO RESOLVERIA TODO ESSE IMPASSE......IMBRÓGLIO......... VÁ VISITAR A PERIFERIA SR . PROMOTOR , FILIE-SE NO PARTIDO QUE LHE AGRADA .... E NÃO ESQUEÇA QUE A TV . MORENA IRÁ FAZER O SHOW DA VIRADA E VC COMO MEU SERVIDOR ...( SOU CONTRIBUINTE) E SEU SALÁRIO DEPENDE DE MEUS IMPOSTOS ..., VÁ E FIQUE FISCALIZANDO OS PSEUDOS ...m e n o r e s ...E SE NÃO LHE AGRADAR LEVE-OS PARA SUA CASA .... SORTE E QUE VC NÃO ESQUEÇA O Q SEU PAI DISSE-LHE ..............
 
frederico zeolla em 19/11/2012 21:48:03
Fiz questão de ler todos os comentários.Não discordo do promotor.Mas gostaria de dizer que uma vez que começou a preocupação, acredito que tal não devesse ser somente em eventos promovidos pela Move.É muito válido dar uma voltinha pra ver o que acontece em shows sertanejos e bares da cidades.Ninguém pede documento na entrada e sequer ao vender bebida alcoólica.Ja que a lei deve ser aplicada, que seja a todos.O que percebo é que nada de novo pode vir a Campo Grande,e pior que aqui é chamada de capital.Se a entrada de menores era acompanhada por responsáveis, e os mesmos beberam até cair, quem sera que é culpado?Estive no evento.Foi maravilhoso.Inesquecível.E vi que a lei estava sendo cumprida.O que ta faltando é essa galera parar de achar que pra se divirtir tem que ficar chapado.
 
itala Souza em 19/11/2012 21:37:51
Engraçado como pessoas aplaudem o promotor pelos defeitos e não pelas qualidades do trabalho dele. Ora, evidente que ele tem méritos, como todos os têm. O errado é que sempre, a toda hora, vende ilusões e facilidades para a população, como se tudo fosse fácil e somente ele tivesse razão. Pré-julga, critica sem fundamento legal, fala em cometimento de crimes sem embasamento e depois, em regra, tudo o que fala não se confirma. O show teve problemas? Teve. Mas teve muito mais coisa boa, alegria, descontração, o que é importante na formação de todos. Mais do que procurar culpados é ajudar na correção de equívocos e ajudar a melhorar.. E acho ridículo promotor, o que for, ficar indo em festa para fiscalizar como se fosse xerife. Isto é papel de outros órgão, até para preservar a isenção.
 
Adriano Bastos em 19/11/2012 21:26:41
O estado quer ser indenisado, mas e quem teve por obrigação de passar pelo local q estava com muito tumulto, iremos ser indenisados???
 
Guilherme Do Nascimento em 19/11/2012 20:59:31
Parabéns Dr. Sergio...Belissima atuação, essa discussão se dá pela sua presença e determinação no cumprimento da lei...o qual estamos saturados de presenciar a negligencia de ação do poder público...num estado caótico e desprovido de ordem...
 
Rodrigo Brandão Carvalho em 19/11/2012 20:55:46
Concordo com o Promotor esse show estava lotado de adolescentes bebendo e usando drogas, dou aula para essa molecada , mas a culpa não é dos adolescentes e sim dos delinquentes dos pais que até falsificam documentos para os filhos entrarem! Será que não deveriam ser os pais a se preocuparem com seus filhos?????
 
Clenice Matheus em 19/11/2012 20:15:12
Eu já fiz uma denuncia com relação a venda de bebidas para menores em SHOW. Pois tenho adolescente, que saiu para determinado show sem permissão para beber e retornou praticamente em coma alcoólica.
Parabens a promotoria.
AGIU De acordo com a LEI.
 
Diego Marques em 19/11/2012 19:59:37
Parabéns ao Promotor. A lei deve ser cumprida!!!! Que isto também ocorra nos Shows realizados no parque das nações onde existe até "comércio de maconha"- trafico.
 
Vivian Ré Poppi em 19/11/2012 19:56:11
Genteeee.. Ele do queria ir no David Guetta..(de graça)
 
Valéria Oliveira em 19/11/2012 19:55:45
Completo absurdo o que essa vem desse senhor, a mulecada bebe em casa,na rua,até nos colégios, vem dizer que ele vai conseguir controlar? quer aparecer! Por que num vai ai tentar educar a mulecada com menos condições?oferecer cultura e lazer,pois eles sim precisam numa cidade onde não tem! e quando tem algum evento de graça vira um inferno, ou o 'legal" é ficar fumando e "tomando" terere na Afonso Pena,com a garrafa de vodka escondida. Foi nesse evento quem quis e podia pagar.
 
Carlos Correa em 19/11/2012 19:55:34
Parabéns Promotor. Mas preocupe-se também com os menores que estão nas ruas e não só com os que namoram em escada de acesso ao Shopping Campo Grande e os que vão à shows, que esses tem pai$ para cuidar deles.
 
RODRIGO DA COSTA em 19/11/2012 19:31:41
Adriano Barros, qualquer estudante de 1° ano de Direito ainda tem muito o que aprender, procure saber mais do promotor a quem está se referindo e saberá que não tem coerência na sua fala, qualquer leitor de jornal sabe que o promotor não vai atrás de jornal nenhum mas que os jornais ao saberem da repercussão de seu trabalho vão atrás dele. Leia mais, e conheça os projetos e trabalhos do promotor e ai meu querido, você saberá que existe mudança, Ex: o promotor possui um projeto nas escolas, e nos primeiros meses de atuação desse projeto no nosso estado de MS, a violência nas escolas reduziu em 60%. Resultado rápido que trás muito orgulho ao estado! Já trabalhei com o Dr. há muito tempo e pude constatar isso de perto.
 
Christina Cesco em 19/11/2012 18:44:52
Acho que, está correto em proibir a entrada de menores, criança deve ficar em casa jogando video game.

Agora, criar confusão por conta de horário, quantidade de pessoas, etc.
É por isso que não temos shows na nossa cidade, ainda mais shows internacionais. É uma pena que pessoas tão instruidas pensem de forma tão pequena.
 
Diogo Xavier em 19/11/2012 18:39:25
Demis Guedes Soares concordo suuuuupeeer com seu comentário!!! (em 19/11/2012 16:23:14) é isso ae .... Bora trabalhaaaaa galeraaaa!!! Porque criticar o trabalho dos os outros todo mundo ta sabendo neeeeeeeeée..
 
Christina Cesco em 19/11/2012 18:22:38
São muitos comentários absurdos. O correto, seria colocar classificação etária nesse tipos de show. Menores de dezoito anos não deveriam estar lá. Agora todos criticam a atitude da Polícia, do Promotor, mas, se um menor desses sai dirigindo e mata alguém ou causa um acidente no trânsito todos ficam indignados. Vamos acabar com esse discurso de liberdade. Se você não pode ser responsável pelos seus atos, fica em casa. Parece que beber é a coisa mais natural do mundo. O que se vê, são adolescentes bêbados, fumando e se achando o máximo. Se continuar desse jeito, que futuro esse País terá? Só acarretará o aumento de presídios, despesas com a saúde pública, pois, enquanto uma pessoa precisa de atendimento na Santa Casa, quem tem a prioridade são esses jovens que não têm limites.
Acorda povo.
 
Willames Soares em 19/11/2012 17:05:20
Parabenizo mil vezes o Dr. Sérgio Arfouche! Excelente promotor que tive a honra de trabalhar anos atrás e que se pudesse acompanharia por onde fosse. Infelizmente a maioria da população está tão acostumada com "vamos dar um jeitinho" "vista grossa" prá tudo, que quando aparece alguém de caráter ilibado, com conhecimento específico, um verdadeiro salva vidas como esse promotor, sou obrigada a ler coisas que ferem meus olhos e me deixa indignada. O mais incrível que pude notar nos comentários acima é que a maioria são de mulheres, se são mães ou não, não devem possuir o tal instinto materno. Parabéns mil vezes Dr. Sérgio. É de autoridades assim que o Brasil está precisando. Quem dera se S. Excia pudesse ser multiplicado!
 
Ivoneide Azevedo em 19/11/2012 16:52:03
Gostaria de informar aos comentaristas do site que o Promotor Dr. Harfouche, citado na reportagem logo acima é Promotor da Infância e Juventude, infelizmente ele é só um e pode permanecer a apenas uma promotoria deste estado, então as questões aqui levantadas que falam sobre Jogo do Bicho, local de construção de prédios da Plaenge (Promotoria Ambiental), não são assuntos a respeito da área em que o Promotor atua, então é impossível que ele faça este serviço, mas caso ele fosse promotor desta área, pelo pouco que vi em seus trabalhos, tenho certeza que faria da melhor forma possível. Quanto a área de sua atuação Infância e Juventude (menores de 18 anos - adolescentes) é nítido que o Promotor tem aplicado a lei da melhor forma possível! Parabéns Doutor. O senhor é um exemplo a ser seguido.
 
Maria Santos em 19/11/2012 16:51:50
Parabens Promotor SERGIO.... cumprindo o seu papel Efetivamente. Os que estao lhe criticando, certamente terao filhos adolescente um dia, e aí...... vão te procurar pedindo ajuda.... pois os filhos adolescente poderão sair de casa um dia e não voltar mais...Parabéns Dr.... e, pais, cuidem dos seus filhos, nao critiquem que apenas esta querendo ver o seu bem no futuro. pensem!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
 
humberto fernandes em 19/11/2012 16:49:09
É isso aí promotor, bota pra quebrar!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
 
Thomas Almeida de Souza de Oliveira em 19/11/2012 16:35:31
Dr é isso aí! eu avisei qdo a PM declarou ter destacado 25 homens. isso nao é nada pra um evento como o que aconteceu. tem que ser mais rigoroso com o cumprmento de alvarás e punir todos. dono do bar da festa, organizador, produtor e ate o artista. ou melhor, pra que ter bebida alcolica num evento deste, loado de jovens que sairam depois com os carros e alcoolizados?
 
Luciano Marques em 19/11/2012 16:26:55
CAMPOGRANDENSES, QUAL O PROBLEMA DE VCS?
Reclamam que juízes e promotores ganham muito, que só sabem ficar atrás de uma mesa investigando ou decidindo a vida dos outros.
Agora, quando se prestam à, de noite, ir a um evento buscando coibir violações à lei, vcs ficam reclamando? qual é? se satisfazem com o que afinal?
Isso é hipocrisia de vcs...quando um agente do Estado não age, reclamam..quando age, atacam-no sob a alegação de que quer holofote! Isto é ridículo.
Quem dera se todo agente público "arremangasse " as mangas da camisa e saísse a campo desempenhando e honrando seus salários que são pagos com dinheiro público...
Vcs, população, deveriam reclamar menos e fiscalizar mais o cumprimento das leis.
Exmº Promotor, meus cumprimentos e parabéns pela iniciativa.
E tenho dito.
 
Demis Guedes Soares em 19/11/2012 16:23:14
Essas exigências cobradas pelo promotor são ridículas, todos os shows são iguais não tem como evitar tumulto, menores estão em qualquer lugar é não a problemas em eles comparecerem no show, e esse é o serviço dos policiais proteger a população e evitar tragédias o Evento é um lazer, e a rua é o perigo!
 
Jhonnathan Macedo em 19/11/2012 16:02:43
Faço das palavras do Tiago Amaral as minhas!

Parabéns Doutor, precisamos de mais autoridades como o senhor que ao invés de ficarem assinando papéis sentados em cadeiras confortáveis no ar condicionado, saem de seus gabinetes e realmente trabalham buscando o melhor para a sociedade de acordo com a Lei.
 
Pedro Barros em 19/11/2012 15:47:55
Meus Comprimentos ao Ministério Público Estadual, que tem exercido o seu trabalho com excelência, se todos os órgãos executassem seu serviço com a mesma excelência certamente o índice de criminalidade em Campo Grande seria reduzido.

Vamos lutar por uma cidade melhor!!!
 
Pedro Barros em 19/11/2012 15:42:58
Tá de Parabéns o DR. Sérgio, há muitos leigos no direito que deixam seus comentários sem saber se quer o que estão dizendo, não sou doutor em direito e tenho muito pouco entendimento da área, mas posso dizer como pessoa que atua no meio, que isso que ele esta fazendo é de muita importância para essa sociedade hipócrita, onde o que se tem valor são os "Corruptos do nosso país" e não um promotor que queira trabalhar como o Dr. Sérgio, é isso mesmo doutor, se os pais não fazem sua parte, se os organizadores desses eventos não fazem sua parte, ta aí as penalidades que as leis impõem, mas que devem ser cumpridas, e o PROMOTOR ta de parabéns em faze-las cumprir....Se houvesse pelos menos mais uns dois ou três como o SR.em nossa cidade! Mas infelizmente né não tem!!!
 
Fabricio Souza em 19/11/2012 15:33:20
Não devemos questionar quem possui a razão, se o promotor, os adolescentes ou os pais pensam estar corretos ou não, isso não vem ao caso, porque o individuo sempre defenderá o que é de seu interesse.
Por este motivo a questão aqui a ser discutida deve ser sobre a Legislação, pois todos possuem seus Direitos e Deveres, vivemos em um país democrata, onde existe liberdade de escolha, mas esta liberdade de escolha e ação possui limites que são determinados pela Legislação Brasileira, possuímos leis em nosso país, que foram estabelecidas para serem RESPEITADAS e CUMPRIDAS!
Já ouvi muito sobre este promotor e sobre seu trabalho, tudo o que tenho a dizer é PARABÉNS PROMOTOR, o SENHOR TEM O NOSSO APOIO. Continue exercendo a Lei! As demais autoridades devem ter orgulho de trabalhar junto ao senhor!
 
Maria Santos em 19/11/2012 15:26:08
E pra que fala que não tem como fiscalizar, estive em um show esse fim de semana em são paulo, quando você ia ao bar a primeira vez, eles conferiam seu RG e davam uma pulseira de +18. O segurança flagrou um menor(sem a pulseira) com um copo de cerveja na mão, e o encaminhou ao posto da PM que ficava dentro do evento pra que fosse tomada a atitude cabivel. Garanto que esse vai pensar duas vezes antes de beber, pelo menos em local publico.
 
Flavio Carvalho em 19/11/2012 15:24:21
Não sou contra o MP e muito menos o Dr. Sérgio. Mas, com relação aos menores que vão nessas festas, acredito que a direção do evento não tem culpa, uma vez que tomaram as medidas necessárias quanto à identificação dos menores na entrada. Mas, como saber quais desses menores bebem? Isso é berço. Se bebem é porque têm o respaldo dos pais e não vai ser a direção, o MP ou quem quer que seja que vai coibir o uso de bebidas pois, independente de festas, o que se vê habitualmente são jovens nas ruas, no trânsito, bem alterados. Se os pais não conseguem manter seus filhos, como exigir que outros o façam?
 
Lara Cardoso em 19/11/2012 14:18:55
O que falta em Campo Grande/MS é cultura apropriada. A praça desportiva do Belmar Fidalgo apaga as luzes às 20:45h, é um absurdo uma cidade que não tem quase nada pra fazer de saudável fechar as portas da praça desportiva do centro da cidade antes das 22:00h. Só pra se ter uma noção o aterro do flamengo no Rio de Janeiro não tem horas para abrir e nem fechar, e aqui no interior do Brasil eles... Ah! Isto é que tem mudar, o incentivo às boas práticas e não a retaliação do direito do cidadão. Acorda Campo Grande/MS.
 
Régis Marlo Martins Pereira em 19/11/2012 14:16:58
O PROMOTOR ESTÁ CERTINHO É O PAPEL DELE, OS PAIS E RESPONSÁVEIS É QUE TEM CUMPRIR COM SUAS OBRIGAÇÕES PORQUE SE CADA UM ASSIM FIZER, NÃO TEREMOS MAIS CRIANÇAS E ADOLESCENTES SE ENVOLVENDO COM DROGAS, MARGINALIDADE OU ATÉ MESMO SENDO VÍTIMAS DE PESSOAS RUINS QUE FREQUENTAM EVENTOS COMO ESSE. CADA UM TEM QUE FAZER SUA PARTE...
 
ana gomes em 19/11/2012 13:51:35
Já que ir à luta dos direitos e cumprimento de deveres não estão surtindo efeitos, busca-se então a Justiça!! E é isso que esse competente Promotor está fazendo, parabéns a ele. Se não se respeitam as normas, deve-se buscar a Justiça SIM. E depois ainda querem reclamar que as festas de Campo Grande só dão problema, mas é claro, as pessoas aqui não sabem respeitar normas. E depois ainda querem ter direito à reclamar. Acho bom. Quem sabe assim aprendem.
 
Priscila Barcelos em 19/11/2012 13:29:44
PARABENS AO PROMOTOR É ISSO AI MESMO .!!!!! VAMOS COMEÇAS A COLOCAR ORDEM NAS COISAS QUE ANDA MUITO DESORDENADA.....DEMOROU PRA ACONTECER ISSO ...ESPERO QUE CONTINUE E COM MAIS RIGOR...NAO DÁ MOLEZA PRA ESSA MOLECADA E ADULTO TAMBEM ......LEI É PRA SER CUMPRIDA SEJA PRA QUEM FOR !!!!
 
ROGERIO CARVALHO em 19/11/2012 13:29:03
Campo Grande realmente é uma provincia.Esse promotor não tem mais o que fazer?Os pais são responsáveis pelos filhos, se autorizou a ida ao evento aresponsabilidade é dele.
Agora, o poder público tem obrigação de garantir a segurança de todos os cidadãos,os policiais que lá estiveram para garantir a segurança ,não fizeram mas que obrigação.Td mundo paga impostos para ter segurança em todos os lugares.
 
neiva pereira em 19/11/2012 13:23:22
A verdade é que nossa cidade não tem um local decente ou apropriado para eventos de grande porte.Segundo que fiscalizar uma multidão é um serviço inviavel.Se de fato a intenção era menores não ingerirem bebida alcoolica, em hipotese nenhuma deveriam permitir sua presença nestes eventos, pois podem ter certeza eles iram beber sim!Menor é cabeça fraca e neste locais o motivador da euforia é bebida.Em minha profissão, levamos menores para sua casa alcoolizados e o que vemos são pais que quando não aceitam a situação, não tem dominio sobre seus filhos.
 
anderson lopes em 19/11/2012 13:18:26
Vão tudo trabalhar! O que o promotor fez ou deixou de fazer é problema dele. Tudo que possa ser feito para coibir o uso de álcool e principalmente drogas que estava cheio la na festa é válido, seja no David Guëtta ou nas feiras ou nas ruas... bora trabalhar e cuide da sua vida!!!!!
 
Roberto Almeida em 19/11/2012 13:10:58
Esta de parabéns o Promotor!! imagima se não houvesse esta fiscalizaçao o que seria então....
 
eliana caetano em 19/11/2012 12:57:03
Concordo plenamente com a atuação do promotor Harfouche, ele está de parabéns. mas os pais tem que fazer o seu papel, têm que deixar de serem omissos e não deixarem a educação dos seus filhos nas mãos da escola e da promotoria, não permitir que seus filhos se embreaguem e participem de festas na qual a idade não permite. Mas uma vez parabéns ao MP.
 
Maria Nazaeno em 19/11/2012 12:54:15
O Dr. Sérgio é exemplar, um herói. Todos jovens que questionam e são contra as atitudes do promotor, deveriam antes de criticar, acompanhar todo trabalho que o promotor tem feito, até mesmo para proteger "esses críticos" sem experiências. Pelo que tenho visto, o Dr. Sérgio faz o que pode para ter uma sociedade melhor e disciplinada, e todos deveriam acompanhar melhor o trabalho árduo que ele faz. A meu ver ele é um dos maiores e melhores lutadores pela ordem e paz de nosso estado. Parabéns a ele!
 
Jorge Gonçalves em 19/11/2012 12:25:31
Ah na boa, meu vestido encharcooouuu por causa dele... que raiva!!! Fica em csa vai...
 
Mônica Zaleski em 19/11/2012 12:20:30
Nao pode mais se promover nenhum evento aqui em Campo grande, Tudo gera implicancia , tem algo por de tras disso tudo. com certeza.
 
rumildo melgarejo em 19/11/2012 12:16:28
Mito 1: O doutor NÃO quer se aparecer, ele é um dos poucos promotores que dentro da sua atribuição procura realmente fazer algo que faça a diferença para a sociedade.

Mito 2: A fiscalização irá fazer parte da rotina dessa cidade e NÃO SERÁ para acabar com os shows e eventos, mas sim, para deixá-los mais seguros e conforme a Lei, o que somente atrairá mais pessoas interessadas em fazer eventos desse porte e ainda maior para a Capital.

Mito 3: Festas sertanejas, ruas com menores usando drogas, esse papel todo é da PM em ficalizá-los, é especificamente função da Segurança do Poder Público e, quanto ao MP, é apenas uma de suas enormes diversas atribuições.

OBS: Leiam o CPP, o ECA e a Lei Orgãnica do MP antes de qualquer comentário desnecessário.

Acorde sociedade! Desperta tú que dormes!
 
Renato Oliveira em 19/11/2012 12:13:54
Qualquer estudante de 1º ano de direito sabe da inconsistência da fala do Promotor.. Ele lança balões de ensaio na imprensa e, depois, não consegue, juridicamente, sustentar o que fala.. Para ele vale a notícia, não o direito.. Se quer agir, investiga primeiro, colhe informações com cautela e depois, sem alarde, sem holofote, sem entrevista coletiva, faz seu papel.. Podem marcar o que estou dizendo: no final, nada, absolutamente nada do que ele precipitamente falou, vai se confirmar..
 
Adriano Barros em 19/11/2012 12:05:01
concordo com o sr. antonio garcia que educação se traz de casa, e digo mais... esses eventos são proibidos para menores por que está na lei do país certo? então os pais que assinam autorizações para os filhos frequentarem tais eventos estão autorizando os mesmos a descumprirem a lei correto? seria o mesmo que incentivarem os filhos a andarem as margens da lei; depois não podem ter direito a reclamar se o filho virar assaltante, traficante ou outra coisa qualquer pois eles mesmos estão autorizando os filhos a descumprirem a lei.
 
joão vilela em 19/11/2012 12:04:17
Já está querendo aparecer demais em Sr Promotor! Sem cabimento, se for para ser assim é necessário em TODOS eventos de Campo Grande, inclusive nas feiras dos bairros que o consumo de bebidas é exagerado por menores!
 
André Serra em 19/11/2012 11:58:18
Esse pessoal leigo não sabem que o Ministério Público possui vários membros (promotores) que atuam em áreas distintas. O Dr. Sérgio, atua na infância e juventude e indubitavelmente é o ÚNICO promotor que atua de forma intensa e correta, existem muitos promotores, porem ficam em seus gabinetes tranquilos. Agora, quando se tem um promotor como o Dr. Sérgio, que tenta coibir os menores que é a área de sua atuação, tem gente leiga criticando. Para quem não sabe o Dr. Sérgio opinou pelo indeferimento do alvará desse show, porem, NÃO é ele quem diz a última palavra e sim o juízo responsável. Portanto, antes de falarem procurem estudar antes e saber sobre o assunto. Parabéns Doutor a sua parte está fazendo, podia muito bem está em casa dormindo como os demais membros do Ministério Público!!
 
Tiago Amaral em 19/11/2012 11:57:52
Vários comentários de menores aqui, diversos leigos em Direito, que não sabem o que estão comentando.
Antes de comentarem, por favor, pesquisem mais acerca do assunto, estudem mais sobre as atribuições do Ministério Público do nosso Estado, e ainda, de como ele se subdivide.
Por fim, PARABENIZO ao Promotor, por seu excelente papel em nossa sociedade, o qual é um dos poucos promotores que faz parte da 'resistência' do MP em prol dos valores e princípios que defendem a nossa sociedade, Capital e estado.
Abraços, Deus o abençoe para prosseguir com suas notáveis iniciativas que fazem de nossa cidade, uma Morena cada dia mais bela.
PS. Ainda há muito a se fazer, mas tudo que é grande, um dia começou pequeno.
Elogios justos e digno ao Sr. Promotor.
 
Jorge Barbosa em 19/11/2012 11:56:17
quer se aparecer. não vejo e muito menos escuto falar que promotores comparecem em eventos de musica sertaneja. só para citar exemplo: na gravação do DVD da Maria Cecilia e Rodolfo, menores se esbaldavam na cachaça e não vi nem comentarios no dia seguinte sobre alguém da justiça que pelo menos compareceu no local. a marcação em cima de festas de musica eletronica e funk não é de hj, como se só nesses tipos de festas rolassem barbaridades...
 
marcelo borges em 19/11/2012 11:44:26
Aqui em Campo Grande não pode ter mais evento nenhum ? Ah, por favor né ? Em todos os eventos, querem proibir, querem interferir, querem se meter aonde nem são chamados, quando possui um lugar que não atrapalhe ''os moradores'', querem proibir. Em todos lugares existe menores de idade, eu sou menor e entro em todas as festas ;) :*
 
Danyella Ribeiro em 19/11/2012 11:35:52
Por favor né. Esse negócio de menores consumindo bebida alcoolica no evento é responsabilidade do adulto responsável por ele, justamente pra poder entrar mo evento já era obrigatório estar acompanhado de um adulto. Eu mesma, fui ao show e ainda levei 2 subrinhas menores de idade, e nenhuma delas consumiu bebida alcoolica porque eu fui responsavel, e na fila kilométrica dos menores, ele estavam vetando a entrada de qualquer menor que estivesse sem autorização e sem a compania de um responsavél. E além do mais, os pais sabiam dos riscos e a hora que esse tipo de evento acabaria, intao se nem eles mesmos se preocuparam com isso né. Um evento desse porte terminar as 4:00 da manha é ridiculo, os pais que fossem buscar seus filhos no horario em que eles achassem correto.
 
Carina Pereira em 19/11/2012 11:35:13
A preocupação é muito válida, porém existem outras situações mais graves, como por exemplos, os menores que se drogam em nossas ruas, que comentem crimes etc.
 
Fabiana Rocha em 19/11/2012 11:31:39
" AGORA VAI SER ASSIM!!!! " Puxa vida! O Estatuto (ECA) já completou 22 anos e agora a promotoria resolve agir? E as drogas? Vão continuar sem internação adquada? Por que o presidente do Conselho Estadual Antidrogas (ele) não cuidou disso?
 
Mauricio Coutinho em 19/11/2012 11:28:23
realmente o MP podia fazer valer a lei e proibir a Plaenge de construir em nascentes e corrégos, e não só intervir na bebedeira alheia..
 
Deocleciano Rover em 19/11/2012 11:27:37
Fala sério: pq o Ministério Público não fiscaliza a jogatina (Jogo do Bicho) que corre solta nesta cidade e Estado?? Incoerência o MP se mostrar tão dedicado em obstar eventos e ao mesmo tempo ser inerte, silente, quando ao crime ordanizado (Jogo do Bicho), por exemplo. Ví um video interessante no youtube sobre uma denúncia contra o Ministério Público de MS. Só o título que não tem mto a ver. É só digitar no youtube: ELISA SAMUDIO ESTÁ VIVA E POSTA VIDEO NO YOUTUBE PARA PROVAR.
 
Ricardo Cardozo em 19/11/2012 11:23:41
Promotor quem causou confusão foi o senhor com sua equipe, se vcs não tivessem lá tudo correria na maior tranquilidade, MAS A VONTADE DE HOLOFOTES É MAIOR...
 
paulo cruz em 19/11/2012 11:16:16
Quero parabenizar o ilustre membro do Ministério Público Estadual, Dr. Sérgio Harfouche por sua dedicação à essa causa. Aos poucos, temos visto os valores da nossa sociedade ruírem, exatamente por conta de pais ignorantes, que permitem que seus filhos menores frequentem esse tipo de ambiente, bem como pela omissão do poder público em coibir a participação e o consumo de drogas e bebida alcoólica por esses menores. As estatísticas estão aí a apontar que os crimes de trânsito estão relacionados a falta de fiscalização de bares, casas noturnas e de shows, como esse do DJ David Guetta. Iniciativas como a do Dr. Harfouche devem ser incentivadas e receber a aprovação de nossa sociedade, sob pena de vivermos à mercê dos mercenários (e asseclas) que promovem esses shows.
 
Anivaldo Cardozo em 19/11/2012 11:12:34
Atitude besta desse senhor, esta procurando pelo em OVO, acho que deveria ver outras atitudes que acontecem em festa sertaneja.Ridiculo isso
 
Gabriel Marchese Rodrigues em 19/11/2012 11:12:02
CARAMBA COMO ESSE PROMOTOR GOSTA DE APARECER, DAQUI A POUCO CAMPO GRANDE NÃO TEM MAIS EVENTOS, ETA CARA CHATO JA PARTICIPEI DE UMA AUDIENCIA DE FAMILIA COM ELE , ELE SE ACHA O DONO DO MUNDO...
 
valquiria costa em 19/11/2012 11:11:46
Eeeeeeeeeeeeeeeeeeeee tá querendo aparecer!
 
Philipe Neves em 19/11/2012 11:07:55
Só os pais mesmo pra acharem que seus filhos querido vão em uma festas dessas pra ficar tomando refrigerante ou aguá a noite toda e são poucos que fazem isso , e desculpa os cara trazem o melhor DJ do mundo pra Campo Grande e querem que a festa acabe as 4:00 da manhã, POR FAVOR.....
 
Luciano Petiz em 19/11/2012 11:03:31
Gostaria de convidar o promotor Sr Harfouche, para nos dias de feiras livres nos bairros ele esteja presente, quem sabe ele consiga acabar com o consumo de bebida alcoolica por menores,( feiras: Rouxinois, Universitaria,Moreninhas...) se ele conseguir ai sim eu serei o primeiro a elogia-lo. Para e pensa... sera que esse promotor acha que em um evento como este; onde tinha mais de 30 mil pessoas, a organizaçao vai evitar que menores consuma bebida alcolica? e so pra se aparecer mesmo. quem tem esse dever e os "pais" nao me canso de falar essa "EDUCAÇAO QUEM TEM QUE SER RESPONSAVEL E OS PAIS", entao porque nao proibiu o evento de vender bebidas alcolicas? ai sim ele teria razoes para acabar com o evento. se continuar assim, nao teremos mais grandes eventos em nossa querida Campo Grande
 
Antonio Garcia em 19/11/2012 11:01:52
Tem mais um sertanejo semana que vem...em fevereiro mais um dj..então mete bronca em todos eu vou fiscalizar se tem algum promotor lá!!nestes próximos.
 
Sergio Lima em 19/11/2012 10:52:34
Ministério Publico estadual aqui em campo grande ms e muito fraco e omisso, tudo carta marcada, tudo dependente, sem compromisso nenhum com a sociedade, alguém me diz uma ação que eles foram vitoriosos??? agora vem querer pagar de corretos com o sucesso dos outros.
 
waldirney rocha em 19/11/2012 10:49:24
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions