A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

12/04/2015 16:53

Protesto começa com meia hora de atraso e 4 mil manifestantes

Priscilla Peres, Leonardo Rocha e Michel Faustino
Manifestantes pedem a saída da presidente Dilma do poder. (Foto: Marcelo Calazans)Manifestantes pedem a saída da presidente Dilma do poder. (Foto: Marcelo Calazans)
Clubes de motociclistas também participam do protesto. (Foto: Fernando Antunes)Clubes de motociclistas também participam do protesto. (Foto: Fernando Antunes)

Cerca de 4 mil manifestantes saíram da concentração na praça do Rádio Clube, em passeada pela avenida Afonso Pena. O protesto começou com meia hora de atraso, às 16h30, e seguirá até as proximidades da avenida Dr. Paulo Coelho Machado.

A organização fica a cargos dos movimentos "Chega de Impostos" e "Pátria Livre", que irá distribuir 600 bandeiras pelo trajéto. A segurança foi reforçada em toda a extensão da avenida por onde os manifestantes vão passar e a cada esquina tem uma viatura com dois policiais.

Do Centro até próximo a avenida Via Parque, as ruas laterais a avenida Afonso Pena foram bloqueadas, para impedir o tráfego de veículos que não participam do protesto. A interdição foi feita pela Agetran (Agência Municipal de Trânsito), que também impede a passagem de ônibus, que estão desviando o caminho.

De acordo com a assessoria da Agetran, o movimento está sendo considerado fraco, por isso a expectativa é que as linhas voltem a transitar tão logo termine a passeata, que deve durar duas horas. Como não houve um planejamento antecipado quanto ao desvio das linhas de ônibus, a opção para quem não deseja aguardar o fim do protesto para voltar para casa, é tentar viabilizar alguma linha nas ruas paralelas a Afonso Pena.

A maioria dos manifestantes veste a camisa do Brasil ou roupa verde e amarela. As placas e bandeiras pedem a o impeachment de Dilma Rousseff (PT), o fim da corrupção e a redução de impostos. Alguns, mais extremistas, desejam que o PT (Partido dos Trabalhadores) seja extinto da política brasileira.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions