A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 14 de Agosto de 2018

27/12/2016 18:58

‘Queria dar um susto nele’, diz assassino confesso de jornalista

O pedreiro aposentado João Rodrigues Lopes, 59, foi preso no início da noite na casa de um amigo

Anahi Zurutuza e Luana Rodrigues
Cena do crime, que aconteceu por volta das 10h30 (Foto: Rafael Ribeiro)Cena do crime, que aconteceu por volta das 10h30 (Foto: Rafael Ribeiro)

João Rodrigues Lopes, de 59 anos, foi preso no início da noite desta terça-feira (27) por matar o jornalista Nicodemos Moura Rodovalho de Alencar, 53 anos. “Queria dar um susto nele e acertei”, afirmou o assassino confesso sobre o motivo do crime.

De acordo com o delegado Valdir Rogério Benetti, da 2ª DP (Delegacia de Polícia), responsável pelas investigações, Lopes tinha um filho com a “pivô” do assassinato, identificada apenas como Francilene, de 19 anos, com quem Nicodemos teria um relacionamento.

A polícia ainda não sabe ao certo se a moça se relacionava com os dois ao mesmo tempo, mas apurou que Nicodemos supostamente perseguia a moça, que até registrou boletim de ocorrência, ainda segundo o delegado.

A jovem teria pedido ajuda a Lopes, que alegou ter a intenção de “dar um susto” em Nicodemos e não matar o jornalista.

João Lopes é pedreiro aposentado e foi preso na casa de um amigo no Jardim Colúmbia – no norte da Capital, mesma região onde o crime aconteceu. Ele tentou despistar a polícia deixando o carro, um VW Gol que usou para perseguir Nicodemos na manhã de hoje, na casa de outra pessoa, mas foi localizado e confessou ser o autor dos disparos.

Embora a polícia tenha divulgado que a vítima era casada e tinha dois filhos, a família garante que Nicodemos já havia se separado há anos. Segundo o sobrinho, Kristofer Pachelli Alencar, a família também não aprovava o relacionamento do tio com a moça.

Emboscada e morte - Nicodemos morreu depois de levar um tiro na cabeça, durante uma emboscada no bairro Nova Lima.

Mais cedo, testemunhas relataram aos investigadores do 2º DP que Nicodemos mantinha um relacionamento extraconjugal com uma jovem moradora do bairro e que João Lopes era quem ameaçava Nicodemos.

O crime aconteceu por volta das 10h30. Lopes teria armado uma emboscada contra o jornalista.

Testemunhas contaram que o homem pediu para a jovem ligar para Nicodemos e convidá-lo para ir a um bar. Ao chegar ao local e perceber que corria perigo, a vítima tentou fugir, mas foi perseguido e morto.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions