ACOMPANHE-NOS    
MAIO, QUARTA  27    CAMPO GRANDE 25º

Capital

Rede Municipal de Educação disponibiliza atividades online

As aulas estão suspensas desde o dia 18 de março e só devem voltar em 6 de maio

Por Lucia Morel | 06/04/2020 18:23

A Reme (Rede Municipal de Ensino) disponibiliza a partir desta terça-feira as atividades domiciliares, via internet, para os 108 mil alunos das escolas públicas municipais. As aulas estão suspensas desde o dia 18 de março e só devem voltar em 6 de maio.

Segundo a Prefeitura de Campo Grande, são cadernos com atividades curriculares do 4º ao 9º ano, além dos cadernos de experiências, direcionados aos alunos do berçário e também aos alunos da EJA (Educação de Jovens e Adultos) e que valem pelos próximos 15 dias letivos não presenciais.

A secretária municipal de Educação, Elza Fernandes, explicou que a realização das atividades é obrigatória para os alunos do 4º ao 9º ano. “Os alunos terão que entregar as tarefas porque elas irão contar como presença neste período”, disse.

Quanto às crianças do berçário ao grupo 3, não há obrigatoriedade de entrega, já que elas têm como objetivo promover a interação entre os pais e os filhos. “Vamos disponibilizar este material também porque não queremos que estes alunos se distanciem muito da realidade escolar”, completou.

ALUNOS ESPECIAIS - Os cadernos de atividades trazem conteúdos e exercícios respectivos a cada ano e, no total, contemplam todos os componentes, tais como Língua Portuguesa, Matemática, História, Geografia, Geografia Regional, Ciências, Arte, Educação Física e Língua Inglesa, entre outras.

Mas para os alunos especiais, o superintendente de Gestão das Políticas Educacionais (Suped) da Reme, Waldir Leonel, explica que “nossa equipe ainda está finalizando a adaptação dos conteúdos para os alunos da Educação Especial”.

Isso porque, segundo ele, tais atividades demandam um tempo maio, mas afirma que material poderá ser acessado a partir da próxima segunda-feira (13) pelos responsáveis.

 ACESSO – Segundo a Semed (Secretaria Municipal de Educação), os pais que não têm acesso à internet, poderão solicitar à escola a impressão. Segundo a secretária Elza Fernandes, as unidades irão organizar os dias e horários de atendimento aos pais para a entrega dos cadernos com o objetivo de evitar aglomerações.

“É fundamental que os responsáveis busquem contato com as unidades, por meio das redes sociais e canais de comunicação disponibilizados por elas, antes de se dirigirem às escolas”, afirma.

O professor será o responsável pela orientação e esclarecimento de dúvidas dos alunos pelo aplicativo WhatsApp ou outro canal disponibilizado pela escola, onde criará grupos que serão como salas de aula. Serão utilizados os telefones dos pais dos alunos de suas respectivas turmas.

Já quem tem acesso, poderá acessar o site e selecionar os cadernos de acordo com o ano em que o filho estuda. Quem não quiser imprimir, pode responder as atividades em um caderno de uso pessoal ou utilizado pelo aluno em sala de aula, já que as atividades estão em um arquivo PDF, impossibilitando que as respostas sejam registradas diretamente nele.

Aqui, você acessa a página de atividades.