ACOMPANHE-NOS    
JULHO, DOMINGO  25    CAMPO GRANDE 29º

Capital

Restrições aumentam, mas aglomeração segue como em domingo normal

Ponto de encontro dos campo-grandenses reuniu dezenas de pessoas sem máscara

Por Clayton Neves e Bruna Marques | 14/03/2021 17:44
Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Mesmo com hospitais lotados evidenciando o pior momento da pandemia em Campo Grande, moradores ainda insistem em sair de casa e promover aglomerações em diversos pontos da cidade. Na tarde deste domingo (14), a Orla do Aeroporto, na Avenida Duque de Caxias, seguia com rotina de um domingo normal, como se não existisse covid-19.

No local, já considerado ponto de encontro dos campo-grandenses, dezenas de pessoas se reuniram para ver o sobe e desce dos aviões. Apesar dos índices da covid-19 em alta, quase ninguém usava máscara ou mantinha distanciamento de segurança.

Cansada de ficar em casa, dona Rosângela da Silva Gonçalves, de 62 anos, foi uma das que resolveu arriscar e ir até o ‘“point” na Avenida Duque de Caxias. Por causa da pressão alta, ela era uma das poucas que usava máscara entre as dezenas de pessoas que circulavam pela área. “Tenho pressão alta e fico com medo, mas já estava há 1 ano sem sair e decidi vir hoje”, confessa.

Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Técnica de enfermagem e asmática, Raira Alves, de 32 anos, teve de abandonar a profissão para não se expor ao vírus. Apesar de garantir que evita aglomerações e toma todos os cuidados contra a covid-19, ela, a mãe e a irmã não usavam máscara enquanto caminhavam na orla do aeroporto. “A gente fica com medo, mas acredito que quem aglomera em festa é quem mais pega o vírus”, justifica.

Aeroportuário, Altemar Souza, de 55 anos, se disse assustado com a quantidade de pessoas que estavam na Avenida. “É preocupante”, comentou. Ainda assim, nem ele nem a filha usavam máscara quando conversaram com nossa equipe de reportagem.

Para ele, o comércio na área é um dos motivos da aglomeração. “Precisava ter fiscalização”, comenta.

A partir das 20 horas de hoje, equipes de fiscalização prometem tolerância zero para as aglomerações depois das 20 horas, quando começa a valer o novo horário de toque de recolher na cidade. Até às 5 horas, a circulação de pessoas e funcionamento do comércio na cidade estão proibidos.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário