A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 25 de Setembro de 2018

23/03/2018 16:00

RG com 10 digitais cadastradas entrega golpista que não tem 2 dedos

Uma mulher também foi presa; Ambos integravam quadrilha que tem como alvo, donos de terrenos

Danielle Valentim e Geisy Garnes
Fábio e Ana Flávia já passaram por audiência de custódia e tiveram a prisão preventiva decretada. (Foto: Geisy Garnes)Fábio e Ana Flávia já passaram por audiência de custódia e tiveram a prisão preventiva decretada. (Foto: Geisy Garnes)

Dupla integrante de uma quadrilha - atuante na falsificação de documentos e empréstimos de alto valor -, foi presa na última quarta-feira (21) durante tentativa de saque. Investigadores do Garras (Delegacia de Repressão a Roubo a Banco, Assaltos e Sequestros) foram acionados pela gerente do banco, que desconfiou da ação. O golpista foi descoberto após apresentar documento com dez digitais cadastradas no sistema da Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública), mesmo só tendo oito dedos.

Foram presos Fábio Lucas Sales, 37, e Ana Flávia de Souza, 26. Eles devem responder por estelionato, associação criminosa, e falsificação de documentos.

Como age o grupo? A quadrilha tem como alvo proprietários de terreno de alto valor. Assim que a vítima, em potencial, é escolhida, eles falsificam os documentos pessoais em nome dessas pessoas e, a partir disso, buscam empréstimos em agências bancárias. Para conseguir as quantias desejadas, sempre usam os terrenos das vítimas como garantia.

No último golpe, a quadrilha usou o nome de um advogado, que possui dois terrenos no Bairro Vilas Boas. Os criminosos conseguiram um empréstimo de R$ 400 mil. Inicialmente, sacaram R$ 260 mil e na última quarta-feira tentaram sacar o restante.

A gerente da agência localizada na Avenida Bandeirantes desconfiou do saque de alto valor e acionou a Polícia Civil. Fábio foi abordado, ainda dentro da agência, foi levado à delegacia de Polícia Civil e chegou a apresentar o documento em nome do advogado.

Descoberta - Durante checagem à documentação apresentada, os investigadores constataram que haviam dez digitais cadastradas no sistema da Sejusp, no entanto o suspeito só possui oito dedos. Diante da situação, Fábio confessou o crime e a descoberta da quadrilha ocorreu durante as investigações.

Os policiais prenderam Ana Flávia, no Bairro Nova Lima, quando ela chegava à oficina mecânica do marido, identificado como Valter da Silva Neto Dávalos. O casal era responsável por pegar o dinheiro dos empréstimos e fazer a partilha.

Valter não estava no local, mas já teve o mandado de prisão expedido e está foragido.

Fábio e Ana Flávia já passaram por audiência de custódia e tiveram a preventiva decretada. No carro da suspeita, a polícia encontrou diversos documentos e um celular com a foto do dinheiro.

Documentos encontrados no carro da suspeita. (Foto: Geisy Garnes) Documentos encontrados no carro da suspeita. (Foto: Geisy Garnes)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions