A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

12/12/2013 15:53

Rival de traficante foi morto na Capital por ter furtado papelotes de cocaína

Bruno Chaves
Acusado de assassinato está preso, desde abril, por tráfico de drogas (Foto: Divulgação/PC)Acusado de assassinato está preso, desde abril, por tráfico de drogas (Foto: Divulgação/PC)

A morte de Nilson dos Santos, 42 anos, ocorrida no bairro Aero Rancho, em Campo Grande, no dia 2 de novembro de 2012, foi esclarecida por policiais da DEH (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Homicídios) nesta semana. Fuminho, como Nilson era conhecido, foi morto porque roubou alguns papelotes de cocaína do traficante Amilton Araújo, 22.

De acordo com a assessoria da Polícia Civil, o corpo da vítima foi encontrado na Avenida Engenheiro Luthero Lopes com sete perfurações provocadas a faca.

Depois de um ano de investigação, Amilton foi identificado como autor das facadas. Ele está detido no Presídio de Trânsito de Campo Grande desde abril deste ano quando foi autuado em flagrante por tráfico de drogas pela Denar (Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico).

Paraguaio, como é conhecido, confessou que matou Fuminho após ele ter subtraído alguns papelotes de cocaína. Os dois teriam entrando em um embate corporal quando Fuminho quebrou um dedo de Paraguaio. Este, por sua vez, voltou para casa, pegou uma faca e passou a procurar o rival pelo bairro.

Com a ajuda de um adolescente de 17 anos, Paraguaio encontrou Fuminho, surrou ele e o esfaqueou até a morte, de acordo com a Polícia Civil.

Interrogatório – Paraguai foi interrogado hoje (12) pelo delegado Edilson dos Santos Silva, titular da DEH. Segundo Edilson, o acusado contou com riqueza de detalhes como o crime ocorreu. “De acordo com o acusado, o adolescente infrator ajudou no crime, dando chutes no peito da vítima que ao cair foi esfaqueada”, disse.

O delegado revelou que uma cópia do inquérito que apurou a morte de Nilson dos Santos, o Fuminho, será entregue à Deaij (Delegacia Especializada de Atendimento à Infância e Juventude), que apurará a conduta do adolescente.

Já Amilton, o Paraguaio, que está preso por tráfico, também responderá por homicídio qualificado por motivo fútil.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions