A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

30/05/2012 14:38

Rodada de debates a reitoria da UFMS termina com protesto dos estudantes

Paula Vitorino
Estudantes e funcionários acompanharam último debate. (Fotos: Pedro Peralta)Estudantes e funcionários acompanharam último debate. (Fotos: Pedro Peralta)
Grupo de alunos colocou faixa em protesto a atual administração. Grupo de alunos colocou faixa em protesto a atual administração.

Fechando o ciclo de debates entre os candidatos a reitoria da UFMS, depois de 12 anos sem realizar esse tipo de encontro, acadêmicos, professores e funcionários lotaram o teatro Glauce Rocha, nesta manhã.

Em 3h30, os candidatos das duas chapas mostraram suas propostas e responderam perguntas dos presentes. A votação será no dia 19 de junho.

A eleição é disputada pela chapa encabeçada pela reitora Célia Maria Silva Correa Oliveira e pelo vice-reitor João Ricardo Filgueiras Tognini; e pela chapa do professor Antonio Carlos do Nascimento Osório e o vice-reitor Teodorico Alves Sobrinho.

Críticas - No terceiro momento do debate, aberto para perguntas, estudantes que são contra a permanência da atual administração ergueram faixa e protestaram contra as declarações da reitora Célia com vaias.

A mediação do debate precisou intervir, pedindo para a plateia não se manifestar, após a resposta da reitora sobre pergunta a respeito da falta de investimento no CCHS(Centro de Ciências Humanas e Sociais). Ela iniciou a fala dizendo que “não estamos na mesma universidade”, referindo-se ao fato de não concordar com as reclamações sobre a estrutura do bloco, e foi interrompida com gritos de protesto.

Propostas - A reitora Célia responde as críticas em relação aos investimentos apontando as reformas realizadas no campus, com 30% ainda em andamento.

“Revitalizamos as quadras, piscinas, o restaurante universitário e diversas reformas nos centros acadêmicos”, diz.

O professor Antonio Carlos rebateu dizendo que é possível fazer mais com os recursos que existem, mas falta planejamento para investir de forma igual em todas as áreas da universidade.

“Tem setores abandonados da faculdade. É andar pelo campus e ver. Precisamos de um plano de investimento, porque não adianta criar um prédio, abrir curso e não ter condições de manter”, frisa.

A UFMS conta com orçamento anual de R$ 393 milhões, unidades em 11 cidades e um universo de 15 mil votantes. A nova reitoria será definida em processo de consulta à comunidade acadêmica no dia 19 de junho.



o fato que ela tenha feito algumas coisas, não significa q tá tudo certo.. eles reformaram o corredor, mais ja esta cheio de goteiras e tdo +, o dinehro foi para o lixo e nao tem sala no CCHS, nem para o PROJELE.
parece o caso de campo grande em bastante asfalto e as praças de muitos bairros tão bem cuidadas, achar q tá ótimo... mais é só ir para um posto de saúde e se deparar com a falta de gestã
 
Mariana Ferro em 01/06/2012 06:54:13
Quem parabeniza a atual gestão da UFMS, provavelmente não senta nas cadeiras das salas de aula, porque do contrário, saberiam que o principal objetivo da instituição, deveria ser o ENSINO. E se essas pessoas que acreditam que projetos arquitetônicos por si só, são sinônimos de boa gestão, eu como aluna da UFMS digo que não! Os alunos precisam de ensino de qualidade, pesquisa e extensão.
 
Priscila Lemos em 31/05/2012 12:47:45
A atual adminstração está de parabéns porque voltamos a enxergar investimentos em todas as áreas! O governo anterior, por duas administrações, destruiu, abandonou a UFMS. É lógico que o trabalho de reestruturação é lento, em etapas. Sou funcionária há 16 anos desta instiuição e acompanhei de perto as melhorias que vem ocorrendo nos últimos quatro anos!
 
Ana Oliveira em 31/05/2012 11:05:58
A administração da UFMS está de parabéns. Quantos investimentos foram feitos? O que era antes e o que é hoje? Acho um absurdo esses estudantes que acham que, pelo fato de estarem na universidade (um ambiente de "cabeças pensantes"), devem criticar toda e qualquer forma de gestão, pelo simples fato de querer mostrar que tem sua opinião formada. Pensem um pouco no todo, e não apenas no seu lado.
 
Pedro P. F. de Souza em 31/05/2012 09:46:05
O abandono é notório. O forro das salas está caindo, podendo-se observar a própria estrutura do telhado. Bem como as carteiras velhas e gastas pelo uso, isso porque a Ilma. reitora tem investido em infra-estrutura. E o pior, a falta de professores em todos os cursos. A maioria do corpo docente é composto por professores voluntários, principalmente no CCHS.
 
Bruno Alves em 31/05/2012 07:42:04
Universidade não é somente ENSINO, mas, sim embasada em um tripé: ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO. Talvez, mais importante ainda, é além de ser o caminho para se obter um curso que permitirá ao profissional exercer sua função, é responsável pela tentativa de formação do indivíduo. Infelizmente alguns, se negam a se tornarem pessoas humanas mais íntegras e educadas.
 
Denis de Lima em 31/05/2012 03:55:10
Amigos, é inadmissível que se faça elogios à essa administração. E sim, nós estudantes nunca estaremos contentes. Não há uma administração justa e distribuída na UFMS. Sou acadêmico de Engenharia Ambiental desde 2008, é notável a falta de estrutura para cursos do CCET e CCHS. E vale lembrar que aumentar o número de acadêmicos e turmas não é sinônimo de ensino de qualidade!
 
Rubens Bragagnollo Filho em 30/05/2012 09:18:35
Situação complicada essa, a UFMS sempre foi abandonada, do que adianta fazer reformas, construir novos blocos se na primeira chuva o teto cai, tudo alaga, sou estudade entrei na universidade esse ano, no primeiro dia de aula me deparei com um lindo bloco, tudo novo maravilhoso, porém na primeira chuva que deu o teto quase cai na cabeça de uma colega, o bloco alagou e cade nossa reitora???????
 
Franciele Beltramelo em 30/05/2012 08:46:33
Se depender dos alunos do curso de História/CCHS, a Célia não será reeleita. Estou há 4 anos estudando na UFMS e sou testemunha do abandono em que se encontra o curso. Atualmente faltam professores especializados em História Antiga, História Moderna, História Medieval e Pesquisa Histórica. Temos até pedagogas dando aula no curso de História!
 
Maria Almeida em 30/05/2012 07:18:00
Caro Ronaldo Coelho, acredito que o senhor é quem anda muito desinformado a respeito das atuais condições da UFMS. Sou aluno da instituição desde o ano de 2007, do curso de Engenharia Ambiental e o que se vê é uma falta de estrutura voltada ao CCET e ao CCHS. Convido-o à dar uma volta no câmpus acompanhado de minha pessoa e tenho certeza absoluta que sua opinião irá mudar. Parabéns uma ova!
 
Diogo Mussi em 30/05/2012 06:55:20
Esses alunos são cegos ou estão fingindo, pois nunca foi investido tanto na UFMS, a Reitora esta de parabens esta aplicando os recursos de maneira correta, hoje os estudantes estão seguros quanto ao ensino e estrutura da UFMS. Parabens...
 
Ronaldo Coelho em 30/05/2012 05:35:00
Fui estudante da UFMS de 2000 a 2005.... e desde aquele tempo, defendo a instauração de uma CPI sobre a UFMS, para investigar a destinação dos recursos e probidade administrativas da instituição.... o que eu vi lá foi uma máfia de departamentos, professores de carreira cometendo infrações a torto e a direita e nada sendo feito ....
 
Roberto Inzagaki em 30/05/2012 05:20:00
O mais engraçado de tudo isso é que "informações" sobre a eleição da reitoria surgiram apenas essa semana no CCHS e FACOM, sendo que, pelo que se fala, há meses estão acontecendo.
Não tenho nenhuma informação sobre os projetos, tanto da atual reitoria quanto da chapa opositora.
Votar como? No escuro?
Brincadeira hein!!!!!
 
Marco Otavio em 30/05/2012 05:18:00
Pois é, quero ver se na hora de votar a estudantada comparece. Porque todo mundo achar ruim, reclama da reitoria, mas na hora de ir lá votar, os dirigentes do DCE e dos CA´s tem que ficar levando estudante a laço pra votar... E isso porque o peso dos votos de estudantes e técnicos ainda é pequeno, sem votação expressiva fica pior ainda...
 
Suellen Kemp em 30/05/2012 03:57:24
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions