ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
ABRIL, TERÇA  16    CAMPO GRANDE 23º

Capital

Roubo de veículos aumenta em duas semanas na Capital

Aline Queiroz e Viviane Oliveira | 30/03/2011 16:49

Quadrilhas que agem dentro e fora dos presídios coordenam ações

Mais um preso foi apresentado hoje por roubo de veículo. (Foto: João Garrigó)
Mais um preso foi apresentado hoje por roubo de veículo. (Foto: João Garrigó)

Em duas semanas houve aumento no número de roubos de veículos, segundo revelou o delegado da Defurv (Delegacia Especializada de Furtos e Roubos de Veículos), Geraldo Barbosa. Caminhonetes são o principal alvo das quadrilhas, que têm se diversificado e partido agora para carros e caminhão.

Levantamento que poderá apontar quantos veículos foram roubados é feito pela Defurv, que apresentou esta tarde mais dois presos. Eles são suspeitos de integrar os grupos de assaltantes.

Segundo a Polícia, Alex Júnior Cardoso, 30 anos, e Gilberto Júnior Galego, 28 anos, roubaram o caminhão de um homem de 62 anos, que estava em frente a uma agência bancária da Avenida Bandeirantes.

O assalto foi às 20h20 do dia 23 deste mês e contou com a participação de um adolescente, que está foragido.

O idoso foi rendido por Alex e Gilberto com uma arma de fogo. A vítima foi levada para as imediações do anel rodoviário, onde o adolescente manteve o dono do caminhão refém por aproximadamente uma hora.

Alex foi preso no mesmo dia do assalto, quando estava em Dourados com o caminhão. No veículo estavam duas adolescentes, de 13 e 14 anos.

Gilberto foi preso ontem, na casa onde morava no Jardim Noroeste. A casa foi usada como suporte para o assalto, assim como o carro de Gilberto.

As informações acerca do papel das garotas na ação são desencontradas. Elas disseram à Polícia que vendem droga na região do “Camelódromo” e neste local conheceram Gilberto.

Já Alex afirma que apenas daria uma carona às duas.

Alex responderá pelo roubo e Gilberto por formação de quadrilha e corrupção de menores.

Quadrilha - As investigações feitas pela Defurv apontam que quadrilhas de dentro e fora dos presídios “arquitetam” as ações.

Duas delas fizeram vítimas dois coronéis da PM (Polícia Militar), que tiveram caminhonetes roubadas.

O motivo do aumento dos assaltos é analisado pela Defurv.

O delegado não descarta a possibilidade do crescimento estar ligado à proximidade com o Dia das Mães, já que os bandidos presos precisam levantar dinheiro para dar presentes na data.

Nos siga no Google Notícias