A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

26/05/2011 11:00

Santa Casa está com 12 leitos de CTI inativos por falta de planejamento

Ítalo Milhomem

A Santa Casa de Campo Grande está com 12 leitos de CTI (Centro de Tratamento Intensivo) desativados por conta da falta de planejamento da direção do hospital na reforma do centro cirúrgico cardíaco e CTI III.

Segundo a presidente do Sindicato de Enfermagem de Mato Grosso do Sul, Helena Delgado, com a obra no centro cirúrgico seis pacientes do pós-operatório estão ocupando vagas do CTI Geral.

Outro ponto revelado por Helena é que as reformas do CTI III já foram concluídas, porém ainda não foi reativado nenhum dos seis leitos de tratamento intensivo.

“O hospital não se preparou para reformas e acabou prejudicando a população com o fechamento de leitos. O CTI III por mim já estaria ativado, mas eles (administração) não informam o motivo porque ele esta fechado, falam que é por falta de pessoal”, argumenta Helena.

Santa Casa casa vive com falta de leitos e pronto socorro vira CTI

Na última quarta-feira (25), sete pessoas em estado grave aguardavam na fila de uma vaga na CTI (Centro de Tratamento Intensivo) na Santa Casa de Campo Grande. Entre eles, o jovem Paulo Sérgio da Silva, de 25 anos, que faleceu no início da tarde de ontem (25), após ser baleado com dois tiros na cabeça em um bar na noite do dia 22 no bairro Taveirópoli, na Capital.

O jovem ficou por 18 horas na emergência do pronto socorro da Santa Casa recebendo oxigênio por pulsação manual por falta de aparelhos. Há apenas um único respirador mecânico para atender a sala de emergência do Pronto Socorro do Hospital.

Com todos os 21 leitos adultos do CTI Geral ocupados, os pacientes mais graves seis pacientes aguardavam vagas no respirador, dois com máscaras de oxigênio e um com respirador mecânico, conhecido como “ambu”, além outros três que estavam em observação. Todos recebiam os cuidados intensivos ainda na sala de emergência do pronto-socorro.

De acordo com assessoria da Santa Casa, até esta quarta-feira, 25 pessoas estavam espalhadas pela Santa Casa esperando uma vaga no CTI.

A sala de pós-operatório está com seis leitos a menos por conta da reforma do CTI Cardíaco, que tem outros oito leitos também inativos por conta da reforma.

A assessoria informou o pecuarista Antônio Moraes doou R$ 2 milhões para ampliação do número leitos no CTI Geral e para reativação da sala de transplante de coração, e que após as reformas os leitos inativos serão reativados.

O jovem Paulo Sérgio da Silva, que sofreu na fila de espera de uma vaga na CTI e que faleceu ontem (25) na Santa Casa está sendo velado Pró-Vida, localizado na avenida Bandeirantes, entre a rua 26 de agosto e avenida Afonso Pena. O corpo será enterrado no cemitério Memorial Parque, às 16 horas.

Durante discussão, adolescente de 17 anos é esfaqueado pelo amigo
Um jovem de 17 anos foi levado em estado grave para a Santa Casa após ser esfaqueado na noite deste sábado, na frente da casa em que mora no Bairro G...
Após furtar obra, ladrão é capturado por moradores e ferido a tiros
Marcio Estacio Duarte Teixeira, de 31 anos, foi socorrido a Santa Casa de Campo Grande após ser atingido por dois tiros na madrugada deste domingo (1...


Enquanto nossa saude está um caos estão querendo construir Aquario do pantanal para os ricos se divertirem , esquanto os pobres estão sofrendo em um leito de hospital.

Vergonha desse Estado
 
Luiz Carlos em 26/05/2011 03:03:09
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions