A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 22 de Setembro de 2018

28/06/2018 10:04

Santa Casa inaugura 3 salas cirúrgicas para pequenos e médios procedimentos

Hospital passa a ter 21 salas cirurgias em operação; No ano passado, foram realizadas no hospital, 39.665 cirurgias, uma média de 140 por dia

Danielle Valentim e Kleber Clajus
No novo espaço, denominado “Day Clinic”, serão realizados procedimentos previamente agendados. (Foto: Saul Schramm)No novo espaço, denominado “Day Clinic”, serão realizados procedimentos previamente agendados. (Foto: Saul Schramm)

A Santa Casa inaugurou três novas salas cirúrgicas destinadas a procedimentos de pequena e média complexidade na manhã desta quinta-feira (28). Foram investidos na estrutura R$ 1,4 milhão de recursos próprios da unidade hospitalar. A expectativa é realizar 30 cirurgias por dia.

De acordo com o diretor-presidente da Santa Casa, Esacheu Nascimento, os atendimentos serão, preferencialmente, a planos particulares, mas não se descarta atendimento via SUS (Sistema único de Saúde).

“Aqui devem ser realizados transplante de córnea e cirurgias de pequeno e médio porte. O espaço antes era dedicado à oftalmologia, mas agora retorna ao atendimento de outras especialidades que requeiram recuperação [do paciente] entre duas e seis horas”, disse.

Depois da inauguração, o espaço deve passar por processo de esterilização e somente começará a operar na segunda-feira (2).

A coordenadora do bloco cirúrgico, Adriana Marques da Costa, contou que com essa nova estrutura a Santa Casa passa a ter 21 salas cirurgias em operação. No ano passado, foram realizadas no hospital 39.665 cirurgias, uma média de 140 por dia, entre eletivas e de emergência.

Ela explica que neste novo espaço, denominado “Day Clinic”, só vão ser realizados procedimentos previamente agendados, colaborando assim com a liberação de outras salas da instituição.

Transferência – O presidente da Santa Casa confirmou durante evento que na próxima semana serão transferidos cerca de 30 pacientes do setor de traumatologia, para a unidade do trauma.
O espaço ainda depende de repasse federal para que possa começar a funcionar efetivamente, tanto que os secretários de saúde do município Marcelo Vilela e do estado Carlos Alberto Coimbra estão em Brasília (DF) negociando a liberação.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions