A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

20/01/2016 12:43

Saúde monitora terceira possível vítima do zika vírus em Campo Grande

Natalia Yahn
Mosquito que transmite zika vírus, dengue e febre chikungunya se prolifera em água parada. (Foto: Fernando Antunes)Mosquito que transmite zika vírus, dengue e febre chikungunya se prolifera em água parada. (Foto: Fernando Antunes)

Uma gestante seria mais uma vítima do zika vírus em Campo Grande. O caso dela é tratado como suspeito pela Sesau (Secretaria Municipal de Saúde Pública), segundo disse nesta quarta-feira (20) o titular da pasta, Ivandro Corrêa Fonseca.

Ele informou que a mulher está na fase final da gravidez e é atendida no CEDIP (Centro de Doenças Infecto-parasitárias), que funciona no Hospital Dia, no Bairro Nova Bahia.

A Sesau não confirmou se o bebê, que deve nascer nos próximos dias, está ou não com o vírus ou se tem microcefalia. "A paciente é acompanhada, mas o caso ainda é tratado como suspeito”, afirmou Fonseca.

Na Capital, a Sesau confirmou no dia 11 de janeiro o segundo caso de zika vírus em uma mulher grávida. A paciente foi atendida na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da Vila Almeida, mas o exame foi realizado no Instituto Osvaldo Cruz, no Rio de Janeiro. Atualmente, há 71 gestantes em Campo Grande com sintomas da doença.

Em novembro passado, o Ministério da Saúde confirmou que há uma relação entre o vírus zika e os casos de microcefalia em bebês registrados na região Nordeste do País. A doença é transmitida pelo mosquito Aedes aegypti, que também transmite dengue e a febre chikungunya.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions