A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Novembro de 2019

09/11/2019 11:36

Secretário diz que obras no sábado não atrapalharam comércio ou trânsito

Rudi Fiorese foi verificar as retiradas dos postes neste sábado e disse que o movimento estava bom no centro da cidade

Leonardo Rocha
No dia 6, postes começaram a ser retirados da área central (Foto: Arquivo)No dia 6, postes começaram a ser retirados da área central (Foto: Arquivo)

O secretário municipal de Infraestrutura, Rudi Fiorese, disse que percorreu a área central neste sábado (09) e que na sua avaliação as intervenções na Rua 14 de Julho, para remoção de fios e postes, não está atrapalhando o trânsito e comércio local. Ele ressaltou que as interdições são pontuais e não em toda extensão da via urbana.

“Estou percorrendo o centro da cidade e aqui o trânsito está normal, existe sim um trabalho feito pela (empresa) Energisa para remoção de postes, para atender o projeto do Reviva, mas são em alguns locais pontuais. As calçadas estão movimentadas, ou seja, não atrapalhou o comércio”, disse ele ao Campo Grande News.

A Rua 14 de Julho amanheceu com obras na parte elétrica e semáforos fora do ar nos cruzamentos com a Barão do Rio Branco e Dom Aquino.

Durante esta manhã, uma fila de veículos estava deixando o trânsito travado na via pública por volta das 10 horas. Além disso, pedestres que precisam cruzar os dois lados da 14 também contribuem para deixar a confusão com riscos de acidente.

Devido este contexto, a CDL (Câmara de Dirigentes Logistas), por meio do seu presidente, Adelaido Vila, emitiu uma nota pública contra a intervenção neste sábado, pós pagamento dos trabalhadores.

Planejamento - Em nota, a Energisa destacou que todo planejamento para execução da obra foi estruturada para minimizar o impacto aos lojistas e que o serviço realizado nesta manhã (09), na área central, era necessário para não comprometer o fornecimento de energia.

“A distribuidora afirma ainda que os serviços programados na obra de requalificação da Rua 14 de Julho acontecem em horários estratégicos para não afetar o comércio da região. A Energisa pede desculpas pelo transtorno e informa que irá procurar diretamente o CDL para alinhar outros ajustes”, informa a empresa.

A Energisa começou na quarta-feira passada a retirar fiação aérea e postes na 14 de Julho, depois de ativar a rede subterrânea. Ao todo, serão 96 ao longo da via, sete só na primeira quadra, entre a Avenida Fernando Côrrea da Costa e Rua 26 de Agosto. No lugar, são plantadas 180 árvores, para colorir a 14 com ipês e jacarandá mimoso.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions