A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

29/03/2016 21:10

Segurança de banco morre após colega deixar arma cair no chão e disparar

Nyelder Rodrigues

Morreu no fim da tarde desta terça-feira (29) o segurança Celso de Jesus Gomes, 40, atingido na testa por um tiro enquanto trabalhava na agência do banco Itaú da avenida Coronel Antonino, no bairro de mesmo nome, em Campo Grande. O disparo veio da arma de um colega de serviço, que teria deixado o revólver calibre 38 cair no chão com o tambor aberto no momento em que iria passá-lo para Celso.

O suposto acidente aconteceu por volta das 15h, sendo Celso socorrido pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e levado para a Santa Casa de Campo Grande, onde não resistiu ao ferimento e morreu.

O colega de trabalho que teria deixado a arma cair, Arivaldo Gadea Marcelino, também de 40 anos, foi detido em flagrante por homicídio culposo. Há também o agravante de imprudência de regra profissional.

Segundo registrou a equipe de motopatrulhamento da PM (Polícia Militar) que atendeu o caso, uma equipe do Samu já fazia o socorro a vítima quando eles chegaram ao local, encontrando também Arivaldo sentado em um banquinho ao lado de Celso. A arma estava sob o banquinho, com a boca do cano apontada para uma direção contrária onde a vítima estava caída.

Os policias chegaram perto de Arivaldo, retirando a arma de perto dele e desmuniciando-a. Em conversa com Arivaldo, ele afirmou que o disparo foi acidental, já que a arma escorregou de sua mão no momento em que Celso seguia em sua direção para pegar o revólver. Colegas de trabalho dos seguranças afirmaram que não viram como o disparo aconteceu, ouvindo apenas o barulho do tiro.

Uma testemunha também afirmou que o segurança tentou mexer no revólver após o suposto acidente, sendo então impedido por ela. A perícia chegou a ser acionada para ir ao local, porém, como houve descaracterização da cena do crime, foi necessário apenas realização de exame residuográfico em Arivaldo. O caso está na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro.

Inicialmente, houve a informação que uma mulher também teria sido atingida pelo disparo, o que não foi confirmado até então. Segundo a assessoria de imprensa da Santa Casa, Celso deu entrada em estado gravíssimo no hospital, às 17h.

Vigilante é atingido na cabeça por suposto disparo acidental de arma
Um homem, que trabalha como vigilante bancário, foi atingido por um tiro e encaminhado em estado grave para a Santa Casa de Campo Grande, no fim da t...
Terminal rodoviário de Campo Grande oferece cartões de Natal gratuitos
A rodoviária de Campo Grande, mais um ano, oferece gratuitamente cartões de Natal gratuitamente para os passageiros que passarem pelo local até o pró...
Universidade do MS recebe certificação de excelência em gestão
Será recebida pela UCDB (Universidade Católica Dom Bosco) em solenidade que acontece na próxima segunda-feira (18) o certificado de excelência em ges...


Tambor aberto? diferente da pistola que uma munição fica alojada na câmara, se o tambor estava aberto não teria como disparar, a menos que no momento da queda o tambor se fechou o cão bateu no chão e disparou. Revólveres modernos são bem seguros se comparados aos antigos, em que o percursor batia vazio, nos modernos tanto no percursor flutuante ou fixo no cão existe a trava, que somente ocorrerá o disparo com o acionamento total do gatilho.

 
Luciano Bandeira em 30/03/2016 10:40:12
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions