A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

28/04/2011 10:39

Sem acordo com o governo, Associação dos Cabos e Soldados se reúne amanhã

Fabiano Arruda

Após se reunir ontem com o governador André Puccinelli para discutir proposta de reajuste salarial, a ACSPMBM/MS (Associação dos Cabos e Soldados da Polícia Militar e Bombeiros) faz assembleia amanhã, às 8 horas, para discutir o que foi apresentado.

Segundo informações da associação, Puccinelli manteve a proposta à categoria de 5% para militares da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros de Mato Grosso do Sul, sem antecipação da tabela de 2013 para 2011.

A reivindicação da classe é a antecipação da tabela para este ano e um índice variante de 15% nos diferentes níveis de salários da categoria.

Na reunião de amanhã, segundo o vice-presidente da associação, Cláudio Souza, o principal objetivo do encontro é repassar aos militares a proposta de reajuste repassada pelo governador e que, por hora, não há intenção de protesto.

“Isso (proposta do governo) foi na contramão e um banho de água fria na tropa, pois pensávamos que ele (governador) atenderia nossas reivindicações ou pelo menos teria uma proposta melhor, pois 5% é um índice de miséria”, disparou Cláudio Souza.

O governo argumenta que o aumento de 5% já representaria um impacto de R$ 6 milhões na folha salarial do servidor público.

Uma nova reunião com o chefe do Executivo Estadual deve ser realizada na segunda-feira. A proposta final deverá ser encaminhada para votação na Assembleia Legislativa até o dia 15 de maio.

Puccinelli garante reajuste de 5% para os servidores públicos estaduais
Após uma negociação de duas horas, as categorias com data-base e 1º de maio, que representam cerca de 40 mil dos 55 mil servidores públicos, consegui...
Policiais militares querem reajuste de 15% e reunião com Puccinelli
Os policiais militares vão propor reajuste de 15% e antecipação da aplicação de tabela progressiva de vencimentos de 2013 para 2011. As propostas fo...
Promotoria e prefeitura firmam acordo para recuperar área de preservação
Foi celebrado entre o MPE (Ministério Público Estadual) e a prefeitura de Campo Grande acordo para recomposição da vegetação nativa da área de preser...
Concurso recebe inscrições para 83 vagas técnico-administrativas
Seguem abertas as inscrições para o concurso que oferece 83 vagas para técnico-administrativos em Educação na UFMS (Universidade Federal de Mato Gros...


esse aumento do governo é mesmo uma miséria não da nem para nada
 
ricardo vincoleto neto em 28/04/2011 11:34:59
ENGRAÇADO 5% PARA OS HOMENS QUE CUIDAM DA SEGURANÇA DA POPULAÇÃO NÃO DÁ, ONERA A FOLHA DE PAGAMENTO, AGORA ME RESPONDAM E OS NOSSOS LEGISLADORES?
QUAL A DIFERENÇA DE UM SOLDADO, CABO, INVESTIGADOR, AGENTES OU QUALQUER OUTRO POSTO, NÃO SÃO TODOS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS, NÃO PRESTAM SERVIÇO AO POVO?
PQ ELES QUE PRESTAM TALVEZ O SERVIÇO MAIS RELEVANTE E PERIGOSO, TEM QUE TER UM SALÁRIO DE MISÉRIA?
E O QUE SE DIZER DOS MÉDICOS E PROFESSORES?
TAMBÉM NÃO SÃO ÚTEIS A SOCIEDADE?
O DURO DE TUDO ISSO, É SABER QUE OS NOSSOS LEGISLADORES NÃO MANIFESTAM APOIO A ESSAS CLASSES, FICAM CALADOS E RECEBEM O MAIOR DE TODOS OS AUMENTOS, ISSO SIM DOE!!!
 
ADAIR RIGUEL em 28/04/2011 10:59:22
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions