ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, QUARTA  20    CAMPO GRANDE 25º

Capital

Sem energia há 20 horas, moradores não abrem geladeira ou saem de casa

Queda de galho estourou fiação e interrompeu fornecimento no bairro da região oeste

Por Jones Mário e Fernanda Palheta | 20/10/2019 09:17
Ventania e chuvas derrubaram galho de imensa árvore na esquina das ruas Lívia com Boanerges Lopes (Foto: Marcos Maluf)
Ventania e chuvas derrubaram galho de imensa árvore na esquina das ruas Lívia com Boanerges Lopes (Foto: Marcos Maluf)

Moradores do bairro Santa Emília, região oeste de Campo Grande, estão sem energia elétrica desde 13h de sábado (19). Quem foi atingido pelo problema não está abrindo nem a geladeira de casa, com medo de perder os alimentos perecíveis.

As chuvas e ventanias derrubaram sobre a fiação galho de uma imensa árvore, na esquina da Rua Lívia com a Rua Boanerges Lopes. A queda estourou e espalhou cabos de energia pela via.

Segundo moradores da região, quatro quarteirões ainda estão sem luz. A Energisa foi acionada, mas, de acordo com quem reside na região, ainda não foi até o local.

A queda de energia tirou o sono do auxiliar administrativo Wanderson Nunes Dias, 37 anos, que queria dormir até mais tarde neste domingo (20). Sem poder ligar ventilador ou ar-condicionado, já estava em pé antes das 8h.

“Pior parte foi para dormir, não deu para ligar nem ar, nem ventilador, tanto que tô acordado essa hora. Normalmente acordo mais tarde. Não estamos nem abrindo a geladeira para não esquentar nada e tentar manter os alimentos”, contou.

Fios soltos em frente à garagem impedem saída de moradores (Foto: Marcos Maluf)
Fios soltos em frente à garagem impedem saída de moradores (Foto: Marcos Maluf)

Diabético, o aposentado Lourenço Ribeiro Rezende, 59, perdeu as doses de insulina que tinha para o fim de semana. O medicamento precisa ficar refrigerado. “Tinha comprado carne a mais para fazer, mas estou preocupado, porque vai estragar”, disse.

Com fios espalhados em frente a sua garagem, Rezende afirmou que teme sair de casa com o carro. Sua esposa precisou da carona do filho para ir ao trabalho hoje.

A dona de casa Rosemari Oliveira Ferreira, 53, também evita abrir o refrigerador desde a interrupção no fornecimento de energia. Com o problema, o jantar de sábado foi na casa da nora. “Vou comer à luz de velas?”, ironizou.

Conforme dados da estação automática do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), foram acumulados 6,6 milímetros de chuva entre 12h e 13h deste sábado (19), na Capital.

A reportagem procurou a Energisa, que não retornou até a publicação da matéria.

Problema persiste há 20 horas na região do bairro Santa Emília, zona oeste de Campo Grande (Foto: Marcos Maluf)
Problema persiste há 20 horas na região do bairro Santa Emília, zona oeste de Campo Grande (Foto: Marcos Maluf)
Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário