ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, TERÇA  25    CAMPO GRANDE 25º

Capital

Servidores do HU infectados com H1N1 já foram tratados e retornaram ao trabalho

Bruno Chaves | 18/07/2013 10:49

Todos os funcionários do HU (Hospital Universitário) da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), que foram infectados com o vírus H1N1, popularmente conhecido como gripe suína, já foram tratados e retornaram aos postos de trabalho.

Segundo a assessoria de imprensa da instituição, desde o mês passado, 102 funcionários apresentaram a síndrome gripal, que envolve todos os tipos de resfriados e gripes. Pessoas que tiveram sintomas como febre de início súbito, tosse e dores de garganta, no corpo ou nas articulações, foram incluídas nesse grupo.

Dos 102 funcionários que apresentaram os sintomas de gripes, apenas 47 foram afastados por síndrome gripal. Desses 47 afastados, seis tiveram confirmações de infecção de H1N1 por meio de exames.

De acordo com os médicos da Vigilância Epidemiológica do HU, todos os seis infectados com vírus foram tratados com o medicamento tamiflu e já retornaram as suas atividades. Eles não tiveram complicações. Atualmente, apenas cinco servidores estão afastados por síndrome gripal. Não existem suspeitas de que eles estejam com H1N1.

Ainda de acordo com a assessoria, todos os funcionários da instituição são orientados a procurarem o setor de Vigilância Epidemiologia, caso apresentem sintomas de gripe. O setor, que pertence ao Hospital Dia do HU, rastreia todos os funcionários para controlar a incidência de gripe no local. “Hoje, situação está completamente controlada”, afirma a assessoria.

Vacinas – Todos os servidores do HU, que mantêm contato direto com pacientes, foram imunizados com a vacina da H1N1. Ao todo, 1.050 doses foram distribuídas em abril deste ano.

Nos siga no Google Notícias