ACOMPANHE-NOS    
MAIO, SEGUNDA  10    CAMPO GRANDE 22º

Capital

Sindicato dos guardas civis de Campo Grande recebe registro de Ministério

Criação da entidade era questionada por sindicato que já existia em Campo Grande

Por Marta Ferreira | 12/04/2021 18:28
Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Teve capítulo importante nesta segunda-feira a batalha travada por entidades sindicais para representar legalmente os guardas civis metropolitanos. O setor do Ministério da Economia responsável por reconhecer organismos representativos dos trabalhadores deu “ok” ao registro do SINDGM (Sindicato Municipal dos Guardas Civis Metropolitanos).

 Publicação no Diário da União desta segunda-feira (12) arquiva impugnações feitas em 2017 contra a criação do sindicato. Com isso, defere o registro.

 O documento é assinado por Joatan Batista Gonçalves dos Reis, coordenador-geral de Registro Sindical no Ministério da Economia, que assumiu as funções da antiga pasta do trabalho desde o começo de 2019, no atual governo.

Briga judicial – Em janeiro deste ano, a Justiça do Trabalho havia sentenciado processo no qual a criação do SINDGM era questionada. O entendimento foi favorável ao estabelecimento de nova representação legal para os guardas, em detrimento das já existentes para representar servidores.

O Sisem (Sindicato dos Servidores e Funcionários Municipais de Campo Grande) queria manter os agentes de segurança em sua base sindical, mas perdeu a causa.

À época, o entendimento jurídico foi comemorado pela Guarda Municipal. A avaliação é que pautas específicas da categoria eram relegadas a segundo plano, entre elas um plano de cargos e carreiras próprio.

Em Campo Grande, são mil guardas civis metropolitanos.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário