A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

07/07/2016 09:38

Suspeito de morder e bater em bebê já tem 17 passagens pela polícia

Fernanda Mathias
Com marcas de agressão por todo o corpo, bebê está na Santa Casa, com a mãe (Foto:Direto das Ruas)Com marcas de agressão por todo o corpo, bebê está na Santa Casa, com a mãe (Foto:Direto das Ruas)

O suspeito de agredir a própria filha, um bebê de pouco mais de 40 dias, com tapas e mordidas, na noite da última terça-feira, já tem 17 passagens pela polícia, tanto em Bela Vista, onde morava anteriormente, quanto na Capital. Embora não haja condenação, há contra ele boletins de ocorrência por vários crimes, incluindo seqüestro e cárcere privado e violência doméstica.

A criança, de apenas um mês e 13 dias, foi atendida primeiro na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da Vila Ameida e depois levada para a Santa Casa, onde se encontra junto da mãe, uma mulher de 25 anos, que ontem (06) registrou ocorrência por lesão corporal dolosa, violência doméstica e supressão de documento particular.

Segundo a mãe, o homem, de 27 anos, teria dado um tapa na criança e a mordido por ter se irritado com o choro. Ela conseguiu fugir de casa, quando o marido saiu, e procurou ajuda. Um amigo que a socorreu conta que há um ano a mulher está com o agressor e foi agredida repetidas vezes, inclusive quando estava gestante, em uma ocasião teria sido socorrida por vizinhos no conjunto Parati.

No rosto da criança, marca de mordida e hematomas; pai alega que mordeu brincando e que o bebê tem a pele sensível (Foto: Direto das Ruas)No rosto da criança, marca de mordida e hematomas; pai alega que mordeu "brincando" e que o bebê tem a pele sensível (Foto: Direto das Ruas)

“Às vezes ela chegava com a boca sangrando”. Muito abalado, ele conta também que na semana passada, durante velório de um parente, o pai da menina não deixou que ninguém se aproximasse da criança, segundo ele, para que não notassem marcas de agressão. “É ele é um louco, sádico. Bate porque gosta, não bebe, não usa drogas”.

A denúncia de retenção de documentos foi feita porque o homem teria recolhido todos os documentos da esposa e a proibido de sair. Ainda de acordo com o amigo, ela só podia conversar com os pais ao telefone com o aparelho no modo viva voz e na presença dele.

O caso foi registrado na DEAM, por onde correm as investigações, mas pode ser desmembrado em dois, a agressão contra a mãe e a contra a criança deve seguir para a DPCA (Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente). O bebê foi levado para o IMOL (Instituto de Medicina e Odontologia Legal) onde foi feito o auto de constatação das lesões.

Ontem o pai da menina ligou para o Campo Grande News e alegou que não a agrediu, que a mordeu “brincando” e que as marcas ficaram na pele por ser sensível. Alegou, ainda, que a mãe da menina o acusou por sofrer de transtorno bipolar.

O nome do pai não é revelado para preservar a identidade da criança e da mãe, vítimas de violência.

* Matéria editada às 10h23 para acréscimo de informações

Mãe vai à polícia por agressões em bebê e pai diz que mordeu 'de brincadeira'
A mãe do bebê de um mês e 12 dias que deu entrada na Santa Casa, na madrugada desta quarta-feira (6), com marcas de mordidas e hematomas foi até a de...
Bebê é internada com hematomas e laudo apontará se houve agressão
Um bebê de apenas um mês e 12 dias deu entrada na madrugada desta quarta-feira (6) na Santa Casa de Campo Grande com hematomas supostamente causados ...
Águas Guariroba continua com campanha de renegociação de dívidas
Vai até o dia 29 deste mês a campanha "Fique em Dia", realizada pela Águas Guariroba para renegociar as dívidas que os consumidores têm com a empresa...
Prefeitura e TJ prorrogam renegociação de dívidas ajuizadas até 3ª
O programa de refinanciamento de dívidas da Prefeitura de Campo Grande foi prorrogado até o dia 19 de dezembro, a próxima terça-feira, no Centro de C...


Para o cidadão de bem é dificil de entender como uma pessoa tem 17 passagens pela policia e não ficou por lá. Mas a nossa justiça é assim mesmo. Quando alguem meter um tiro na boca dele com certeza teremos a persença dos Direitos Humanos
 
Alex André de Souza em 07/07/2016 18:53:36
Enquanto os nobres deputados federais e senadores, não tiveram a coragem de agir em defesa da sociedade e aprovarem uma lei de institua a Prisão Perpetua (com trabalhos forçados) para este tipo de criminoso, este tipo de barbárie continuará sendo manchetes diariamente nos jornais. Vale ressaltar, que crimes contra crianças indefesas no Mato Grosso do Sul está se tornando coisa corriqueira. Isto é uma vergonha! Desejo que alguém faça justiça por esta criança e que esse verme seja banido da sociedade.
 
Ezequiel em 07/07/2016 14:03:12
Que coincidência, eu também gosto de "brincar" assim. Alguém me passa o endereço do pai da criança, já que ele gosta desse tipo de brincadeira então não vai se importar de ficar um pouco rouxo. ¬¬
 
Esc em 07/07/2016 11:25:57
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions