A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

02/01/2016 13:01

Tempo de espera para atendimento nas UPAs dura em média 1h30

Ricardo Campos Jr.
Fila de espera na UPA Vila Almeida na manhã deste sábado (Foto: Marcos Ermínio)Fila de espera na UPA Vila Almeida na manhã deste sábado (Foto: Marcos Ermínio)

Em regime de plantão, as UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) de Campo Grande amanheceram cheias neste sábado (2). O tempo médio de espera para o atendimento adulto era de uma hora e meia. Vários pacientes procuraram os postos com sintomas de dengue, como febre alta e dores pelo corpo e, em razão do feriado, já foram preparados para enfrentar demora na consulta.

“Nós calculamos que iria demorar. Comparado com outros dias, está até vazio”, disse o pedreiro Wilson Batista Rosário, 38 anos, que acompanhava a irmã na UPA Coronel Antonino. Ela estava no local há três horas e só havia passado pela triagem.

“Por causa do feriado tem menos gente. Nós calculávamos que iríamos esperar um pouco mais”, diz o comerciante Orozino Alves da Silva, 59 anos.

Ele estava aguardando a esposa passar pelo atendimento também na UPA Coronel Antonino, mas estava preocupado que a demora fosse longa demais, já que ele tem um estabelecimento na Vila Nasser e tinha que abrir o local durante a tarde. “Há uns oito meses eu vim aqui e fiquei três horas esperando e desisti de ser atendido”, comenta.

Para o operador de máquinas Jorge Luiz Viana, 32 anos, a 1h30 que demorou para ser atendido está dentro da normalidade, levando em consideração a demora em outros dias. “Vim aqui um dia de tarde e eles estavam atendendo o pessoal que tinha chegado cedo”, comenta.

Em razão do feriado, Orozino imaginou que espera seria maior (Foto: Marcos Ermínio)Em razão do feriado, Orozino imaginou que espera seria maior (Foto: Marcos Ermínio)
Para Wilson, espera está curta se comparada a outros dias (Foto: Marcos Ermínio)Para Wilson, espera está curta se comparada a outros dias (Foto: Marcos Ermínio)

Na UPA Vila Almeida, os pacientes afirmam estar acostumados com a demora. Para a entregadora Silvana Maria de Souza, 42 anos, que estava acompanhando a filha, os atendentes informaram espera mínima de 1h30 para a triagem, sem contar o tempo para a consulta. “Aqui é sempre assim”, desabafa.

Para quem buscou atendimento infantil, por outro lado, os procedimentos eram mais rápidos. “Para criança está demorando menos e olha que é muita gente para ser atendido”, disse o militar Valdemir Ferreira de Matos, 69 anos.

Segundo informações da assessoria de imprensa da prefeitura, estão em regime de plantão para atendimento adulto, durante o dia todo, as UPAs Coronel Antonino, Vila Almeida e Universitário, além dos CRS (Centros Regionais de Saúde) Aero Rancho, Guanandy, Tiradentes, Coophavilla II, Moreninhas e Nova Bahia.

Para atendimento infantil, somente as três UPAs terão atendimento pediátrico pela manhã. Durante a tarde, o plantão será apenas na Vila Almeida e Coronel Antonino. Durante a noite, somente os postos do Aero Rancho, Tiradentes, Coophavilla II e Moreninhas não terão pediatras.

UPA Coronel Antonino teve espera média de 1h30 neste sábado, segundo pacientes (Foto: Marcos Ermínio)UPA Coronel Antonino teve espera média de 1h30 neste sábado, segundo pacientes (Foto: Marcos Ermínio)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions