A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 14 de Novembro de 2018

08/11/2018 14:28

Ténicos da Opas conhecem unidade dedicada à família na Capital

Prefeito Marquinhos Trad se reuniu com representantes de organização e Ministério da Saúde

Gabriel Neris e Mayara Bueno
Reunião contou com prefeito, secretários e membros da Opas e Ministério da Saúde (Foto: Mayara Bueno)Reunião contou com prefeito, secretários e membros da Opas e Ministério da Saúde (Foto: Mayara Bueno)

Técnicos da Opas (Organização Pan-Americana de Saúde), braço da OMS (Organização Mundial da Saúde), visitaram a Clínica da Família, no Bairro Nova Lima – região norte de Campo Grande –para conhecer o trabalho da Atenção Básica de Saúde desenvolvido pelo município, considerada por eles um exemplo de saúde básica ao lado de outras capitais, como Porto Alegre, Brasília e Teresina.

Segundo o consultor de Recursos Humanos para Saúde da Opas, Antônio Ribas, a Capital apresenta índices positivos, se tornando referência na questão de saúde básica. Agora, o objetivo é trocar experiências com municípios sobre este aspecto, ampliar as inovações tecnológicas utilizadas na saúde. Ele citou como exemplo o prontuário eletrônico utilizado na unidade do Nova Lima.

Entre as intenções do projeto estão à troca de informações sobre o trabalho desenvolvido, a emissão de recomendações e o que pode ser aperfeiçoado pelo poder público.

Webster Pereira, integrante do Departamento de Atenção Básica do Ministério da Saúde, acompanhou a visita e apontou que a capital sul-mato-grossense aumentou a cobertura de atendimento pelo SUS (Sistema Único de Saúde) de 30% para 60% em relação à Atenção Básica de Saúde e que tem como expectativa chegar aos 70%. “O modelo aproxima a saúde primária, de prevenção à família, ao invés de fortalecer apenas o modelo hospital”.

O prefeito Marquinhos Trad (PSD) considerou a visita como uma virtude em relação ao serviço oferecido à população. “Quer dizer que estamos fazendo como deve”, disse. A intenção da prefeitura é inaugurar a segunda unidade da Clínica da Família em março, a terceira até o fim do primeiro semestre de 2019 e que até em 2020 cada região urbana conte pelo menos com uma.

Conforme o secretário municipal de Saúde, Marcelo Vilela, a abertura da unidade no Nova Lima contribuiu para a redução de procura por atendimento na unidade de saúde do Nova Bahia. Também ressaltou sobre o aumento da cobertura do SUS e que muitas dependem exclusivamente desse modelo. “Temos que fortalecer a atenção primária, Campo Grande é muito de urgência”, disse ele. O secretário disse que as próximas unidades da Clínica da Família devem ser construídas no Parque do Sol e Buriti.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions