A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 14 de Outubro de 2019

10/12/2012 18:31

Testemunhas reconhecem em foto suspeito de assaltar cliente em banco

Gabriel Neris e Helton Verão
Testemunha mostra bala que atravessou carro atingido por disparos (Fotos: Rodrigo Pazinato)Testemunha mostra bala que atravessou carro atingido por disparos (Fotos: Rodrigo Pazinato)
Bala atravessou veículo pelo vidro e pela tampa da carroceria (Foto: Rodrigo Pazinato)Bala atravessou veículo pelo vidro e pela tampa da carroceria (Foto: Rodrigo Pazinato)

Três testemunhas que viram a troca de tiros hoje (10) à tarde entre o policial civil Rodrigo Nunes de Roque, de 33 anos, e dois assaltantes, reconheceram pelo menos um deles após a exibição de fotos de alguns suspeitos durante depoimentos na Derf (Delegacia Especializada de Roubos e Furtos), em Campo Grande.

O assalto aconteceu dentro da agência bancária do HSBC, da avenida Afonso Pena, no bairro Amambaí. Um cliente, dono se um supermercado e correspondente bancário, iria depositar cerca de R$ 200 mil e foi abordado antes de chegar a porta giratória. O policial civil foi baleado no braço e também na perna.

Os bandidos trocaram tiros com Roque até a avenida Bandeirantes com a rua Terenos e fugiram com o dinheiro roubado numa motocicleta. Entre as testemunhas estão os comerciantes Josemiro Souza Batista, 53, e Nivaldo Pessoa Júnior, 51.

Conforme o delegado da Derf, Pedro Espíndola, o cliente que teve o dinheiro levado num malote é proprietário de um mercado e correspondente bancário, o que explica a alta quantidade de dinheiro. A polícia aguarda imagens do circuito interno do banco para ajudar na identificação dos bandidos.

Os tiros deixaram marcas em quatro veículos. Duas caminhonetes Mitsubishi L200, uma Parati e um Verona foram atingidos no estacionamento em frente à agência.

Homem é socorrido em festa com faca cravada nas costas e levado a hospital
Um homem de 39 anos deu entrada no pronto-socorro da Santa Casa de Campo Grande na tarde deste domingo (13) com uma faca cravada em suas costas, resu...
Subsecretaria abre inscrições para curso de Voluntariado em Campo Grande
A Subsecretaria de Políticas para a Juventude de Campo Grande realizará seleção de voluntários jovens para participarem de curso de voluntariado que ...


Condordo plenamente com Mateus. Os bancos na busca descabidapor lucro colocam clientes e funcionarios em condiçao de risco. MPE cade voçe ?
 
adelaido luiz em 11/12/2012 08:38:49
Estes crimes são simples de se exterminar, quando o criminoso rouba ou causa danos ao patrimônio de vítimas ou terceiros, o mesmo ao ser preso recebera a pena e só recebera seus benefícios (como visitas, redução de pena,licença temporária, etc...) somente com o pagamento dos danos causados as vítimas e terceiros ou a pena se estenderá até a quitação de seus débitos! Assim eu quero ver nego roubar qualquer que seja o tipo de patrimônio (creio que assim ficará só os ladrões de galinha!) ja que o mesmo pensará muito ja em vista que se não tiver como arcar com o custo do crime pode resultar em prisão perpétua! Não tenho faculdade, mas tenho certeza que sou muito mais inteligente que 98% dos atuais judiciários que votam as leis a serem aplicadas!
 
Alexandre de Souza em 10/12/2012 20:14:53
se é CORRESPONDENTE BANCÁRIO tem que TER CARRO FORTE PRA FAZER A COLETA DE DINHEIRO, e não sair por aí com dinheiro na mão. OS BANCOS SÓ LUCRAM NAS costas do povo, além de terem HORA REDUZIDA E POUCA MÃO DE OBRA PRA ATENDIMENTO DA POPULAÇÃO ele terceriza pros correspondentes bancários ficarem com o ONUS da situação e correndo risco de vida.
 
MATEUS COSTA em 10/12/2012 19:17:31
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions