A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 21 de Abril de 2019

12/12/2018 12:48

TJMS aplica aumento e salário de magistrados vai para R$ 35 mil

O reajuste é reflexo do repasse nos salários dos ministros do Supremo Tribunal Federal, que de R$ 33.763 passaram a ganhar R$ 39.293,32

Geisy Garnes
Tribunal de Justiça aumentou salário dos magistrados. (Foto: Arquivo)Tribunal de Justiça aumentou salário dos magistrados. (Foto: Arquivo)

O TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) aderiu à onda de reajustes do setor público e aplicou o aumento de 16,37% no salário de desembargadores e juízes do Estado. A partir deste mês o vencimentos dos desembargadores passa de R$ 30.471,11 para R$ 35.462,22.

A resolução assinada pelo desembargador Divoncir Schreiner Maran, presidente da corte, é do dia 10 de dezembro, mas foi publicada no Diário da Justiça de Mato Grosso do Sul nesta quarta-feira (12). A mudança já é válida desde o dia 1º deste mês e os desembargadores passam a ganhar R$ 35.462,22.

A mesma porcentagem será aplicada aos juízes. Segundo o decreto, as despesas causadas pelo aumento “correrão à conta das dotações orçamentárias consignadas aos órgãos do Poder Judiciário estadual”.

O reajuste é reflexo do repasse nos salários dos ministros do Supremo Tribunal Federal, que de R$ 33.763 passaram a ganhar R$ 39.293,32 em novembro deste ano, conforme lei sancionada pelo presidente Michel Temer (MDB). A medida causou um efeito cascata no funcionalismo público, isso porque o salário do ministro é usado como teto dos salários.

Na semana passada, os vereadores de Campo Grande aprovaram um aumento de 26% no salário dos parlamentares municipais, vigente a partir de 2021. O valor, que hoje é de R$ R$ 15.031,76 deve passar para cerca de R$ 19 mil. Na assembleia legislativa, os deputados estaduais também tentam o reajuste.

O salário passariam dos atuais R$ 25.322,25 para R$ 29.469,92, com o aumento de 16,38%. Os parlamentares municipais ainda analisam o reajuste dos salários do prefeito Marquinhos Trad (PSD), do vice-prefeito e secretários do município.

No entanto ao Campo Grande News o Marquinho já revelou que não quer o aumento. “No meu salário, da vice e dos meus secretários eu não vou aplicar o aumento”, disse.



mas gente...e a crise? fala sério heim...
 
INGRID FERREIRA VIANNA em 13/12/2018 13:18:51
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions