A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

18/11/2011 19:20

Transferência de Nem e mais 3 traficantes terá operação sigilosa

Marta Ferreira

Presos no RJ, eles devem vir para o presídio federal de Campo Grande neste sábado

Nem deve ser transferido para Campo Grande neste sábado. (Foto: O Dia)Nem deve ser transferido para Campo Grande neste sábado. (Foto: O Dia)

Como é de praxe nesse tipo de operação, a transferência do Rio de Janeiro para Campo Grande dos traficantes Antônio Francisco Bonfim Lopes, o Nem, Anderson Rosa Mendonça, o Coelho, Valquir Garcia dos Santos, o Carré, e Flávio Melo dos Santos, vai ser feita de forma sigilosa.

Eles devem vir neste sábado, como anunciou o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, mas o horário é mantido em sigilo, segundo informações da Penitenciária de Segurança Máxima de Campo Grande e do Ministério da Justiça. O ministério informou, via assessoria de imprensa, que, por questões de segurança, esse tipo de operação precisa ser mantido em sigilo.

Os quatro, apontados como integrantes de uma quadrilha que chefia o tráfico na favela da Rocinha, ocupada pelas forças de segurança após a prisão os traficantes, vão ser transportados em um avião da Polícia Federal para Campo Grande. Nem, apontado como o manda-chuva do grupo, está no presídio de Bangu I, mas segundo a avaliação da Justiça do Rio, não pode ficar na região, e por isso a transferência foi solicitada e autorizada pela Justiça Federal.

Esse tipo de operação costuma envolver um esquema forte de segurança, com agentes do Depen (Departamento do Sistema Penitenciário) e policiais federais.

Em Campo Grande, desde que o presídio federal de segurança máxima foi inaugurado, em 2006, ele já recebeu presos “ilustres”, entre eles Fernandinho Beira-Mar, o colombiano Juan Carlos Abadía e o assaltante Antônio Jussivan Alves dos Santos, o Alemão, que liderou o maior assalto a banco realizado em Campo Grande. Todos esses já foram transferidos para outras unidades prisionais. Outro preso famoso, José Arcanjo Ribeiro, o Comendador, ainda está em Campo Grande.

Brinquedos feitos por detentos são doados para crianças em escola
Parceria feita entre a a Semed (Secretaria Municipal de Educação) e a Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) garantiu ne...
Falta de pagamento faz prefeitura suspender hemogramas na rede pública
A falta de pagamento para um fornecedor de insumos fez com que a prefeitura de Campo Grande suspendesse a partir desta quarta-feira (13) a realização...


Pow... tantos outros lugares, e eles só enxergam o nosso estado com o nome correto, quando querem enviar mai lixo pra cá?!...
 
Marcelo Max em 19/11/2011 12:44:20
É um absurdo! Um bandido desses parido no Rio é desovado no MS, e seus asseclas vêm todos prá cá, aumentando a violência por aqui.
Sem contar os gastos com essa escória humana que deveria ser desovada em alto mar dentro de um saco de lona recheado de pedras.
No mínimo deveriam construir um presidio federal no meio da selva amazônica, inacessível exceto pelo ar e deixar lá sem incomodar a ninguém.
 
Luiz Antonio Costa em 19/11/2011 09:00:44
Eu NEM quero ver... rsrs
 
Julio Andrade em 19/11/2011 01:36:53
Meu Deus, é muito bom saber que O estado do rio esta sem esses homens solto na rua, porém viram pra campo grande no presídio federal, e junto com eles viram os outros que ainda estão na rua e com certeza ficaram marginalizando nossa cidade que esta ficando boa por demais com o trabalho de nossos policias!
SE FORAM CAPTURADOS NO RIO DE JANEIRO, QUE FIQUEM POR LÁ MESMO!
 
Anderson Silva em 18/11/2011 09:21:59
Poderiam mandar este policial com o dedo no gatilho para ficar na sela dele... só de olhoo... garanto q ele nem dorme... kkkkk
 
andré luis em 18/11/2011 09:20:33
Incrível como o Rio de Janeiro gosta de fabricar bandidos, a grana do petróleo eles querem só para eles, mas os bandidos eles querem mandar pra cá. É brincadeira hem...
 
Geraldo Garcia em 18/11/2011 08:04:05
Não entendo, como Campo grande recebe só gente boa, Beira Mar e agora Nem ...rsrsrs !! Infelizmente é assim né..!
 
Ionaldo Costa bruno em 18/11/2011 07:50:12
Só isso que vem pra Campo Grande, bandidos influentes e perigosos. Não vem indústria, incentivo à educação e reforço à segurança pública.
Enquanto isso as força policiais continuam com seus contingentes reduzidos e a cidade se tornando um celeiro para os comparsas destes marginais.
Nisso, só a população que sofre, pois, governador, prefeito, secretário de segurança pública tem seus seguranças!!!
 
Wellington Sampaio em 18/11/2011 07:48:04
O problema é que atrás desses "ilustres"senhores do crime vem a corja que os sustentam, e por essa razão os cidadãos de bens e pagadores de impostos são obrigados a firarem presos atrás das grades de suas casas, para não serem assaltados, sequestrados....
O mais interessante é saber através da imprensa em rede, que essa vai ser uma operação "sigilosa"... Faz-me rir.
 
Nilva Maria em 18/11/2011 07:44:24
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions