ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MAIO, QUARTA  29    CAMPO GRANDE 10º

Capital

Travado no STF, debate sobre aborto tem mobilização hoje na Capital

PSOL questiona artigos do Código Penal que criminalizam a prática do aborto

Aline dos Santos | 06/08/2018 10:35
Supremo retomou hoje audiência pública sobre o aborto. (Foto: Carlos Moura/SCO/STF)
Supremo retomou hoje audiência pública sobre o aborto. (Foto: Carlos Moura/SCO/STF)

O debate travado no STF (Supremo Tribunal Federal), em Brasília, sobre o aborto, chega às ruas de Campo Grande nesta segunda-feira (dia 6). A partir das 17h, grupo contra descriminalização do aborto fará concentração na Praça do Rádio. A ação começa com entrega de panfleto no semáforo, discurso de representantes da sociedade e um show com músicas que tenham temática em prol da vida.

A assistente administrativo Katia Raniery Pereira da Silva Rocha, 29 anos, conta que ela e o marido tomaram a iniciativa de fazer a mobilização e, com autorização do bispo da igreja católica, convidaram representantes da sociedade e religiosos para o ato de protesto.

Segundo ela, ser contra o aborto não é apenas uma questão de fé, mas defender a Constituição Federal que assegura o direito à vida. Mãe de dois filhos, Katia conta que teve risco de aborto espontâneo com 12 semanas. Segundo ela, um médico tratou como caso perdido, mas com a ajuda de outros profissionais, “que lutam pela vida”, a gestação foi até os oito meses. Hoje, seu filho tem seis anos.

Aborto – A audiência pública no Supremo discute a descriminalização da interrupção voluntária da gestação até a 12ª semana da gravidez (3 meses).

A ministra Rosa Weber convocou a audiência devido à ADPF 442 (Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental), ajuizada pelo PSOL para questionar os artigos 124 e 126 do Código Penal, que criminalizam a prática do aborto. O debate começou na sexta-feira (dia 3) e foi retomado hoje no STF.

Nos siga no Google Notícias