A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 24 de Setembro de 2018

15/02/2018 11:10

Três são presos por estupro de adolescente de 16 anos na Vila Nasser

Homens a drogaram e amarraram enquanto praticavam o ato; Deam foi acionada para dois casos semelhantes durante o Carnaval

Bruna Kaspary
Deam funciona 24h e fica na Casa da Mulher Brasileira (Foto: Saul Schramm)Deam funciona 24h e fica na Casa da Mulher Brasileira (Foto: Saul Schramm)

Três homens estão presos em Campo Grande por suspeita de estuprar uma adolescente de 16 anos, na tarde do domingo de Carnaval (11) na Vila Nasser. Segundo o registro policial, os suspeitos drogaram a menina e amarraram os pés e mãos para que ela não reagisse durante a violência.

De acordo com o relato da adolescente, ela e mais uma amiga estavam na residência de Rafael da Silva Santos, de 34 anos, quando Richard Leal Chagas, de 37 anos, ofereceu cocaína e, sob ameaça, colocou a droga no nariz dela. Segundo a garota, a amiga, assustada, fugiu e pulou o muro.

Logo em seguida, o dono da residência teria amarrado as mãos e pernas dela com um fio de antena de televisão. Após imobilizada, a adolescente informa que um terceiro indivíduo, Tony Vieira dos Santos, também de 37 anos, a violentou, enquanto os outros dois se masturbavam assistindo a tudo.

Em dado momento, segundo a adolescente, Rafael, que estaria armado a ameaçando, exigiu que ela o masturbasse. Se aproveitando de um momento de distração dos três, ela teria conseguido escapar, indo para a rua, onde conseguiu se soltar com ajuda de uma pessoa que passava pelo local.

Quando a Polícia Militar foi acionada, conseguiu prender Richard e Rafael, que estavam na frente da casa onde o estupro teria acontecido. Tony teria conseguido escapar, mas foi identificado pela vítima enquanto passava pela rua durante a busca policial.

Com ele foram encontrados 12 papelotes de cocaína, que ele afirma ter comprado por R$ 200 e seria entregue para outra pessoa, que ele não identificou. Os três foram presos em flagrante e tiveram a prisão preventiva decretada nessa manhã pela Justiça.

O caso foi registrado na Deam (Delegacia de Atendimento à Mulher). 

Segundo Caso – Somente nesse Carnaval, a Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher) foi acionada duas vezes para atender casos de estupro de vulnerável. O primeiro aconteceu na sexta-feira (9), no Coophavila.

O pai de uma menina de 14 anos flagrou a filha sendo abusada sexualmente pelo vizinho, que mora em um quarto da família que ele aluga. De acordo com o pai, ao escutar um barulho estranho na casa em frente ao quarto, que está desocupada, resolveu entrar para verificar.

No local ele encontrou o inquilino sentado com a adolescente no colo. Indignado, partiu para cima do vizinho, e a filha conseguiu fugir.

Ao ir atrás da menina, para socorrê-la, o pai deixou que o abusador deixasse fugir.

O idoso foi preso em flagrante pela polícia. Apesar de negar o crime, ele foi preso preventivamente.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions