A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 25 de Setembro de 2018

27/07/2018 07:24

Três vítimas do "tribunal do crime" são achadas amarradas e 4 são presos

O flagrante foi na madrugada desta sexta-feira (27), em um barraco na comunidade Morro do Mandela, no Morada do Sossego

Viviane Oliveira e Bruna Kaspary
Balança de precisão, arma, espadas e drogas foram apreendidos pela polícia (Foto: Saul Schramm)Balança de precisão, arma, espadas e drogas foram apreendidos pela polícia (Foto: Saul Schramm)

Denúncia anônima levou policiais do GOI (Grupo de Operações e Investigações) e do Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais) a resgatarem três vítimas do “tribunal do crime” que eram torturadas e julgadas. O flagrante foi na madrugada desta sexta-feira (27), em um barraco na comunidade Morro do Mandela, na região do Bairro Morada do Sossego, em Campo Grande.

Quatro suspeitos foram presos. Dilson Aparecido Marques dos Santos, 27 anos, Matheus Henrique Pontes de Souza, 22 anos, Clevan Silva dos Santos, 29 anos, e Arthur Moura Gonçalves, 24 anos, tentaram fugir, mas foram capturados. As vítimas de 23, 25 e 26 anos foram torturadas com pauladas no pés. Duas delas - dois irmãos - estavam com as mãos e pés amarrados.

A polícia apreendeu com os suspeitos carregadores de rádio, pistola 9 milímetros, espada de samurai afiada, balança de precisão, quatro munições, maconha, pedaços de paus e seis celulares, além de uma caminhonete Mitsubishi L-200 e uma motocicleta Honda Titan.

O local onde as vítimas eram julgadas é de difícil acesso e para chegar até lá sem chamar atenção, as equipes tiverem que deixar as viaturas no asfalto e seguirem a pé por 3,5 km. Mesmo assim, os suspeitos ainda tentaram fugir para uma área de mata e córrego quando perceberam a presença dos policiais.

Os autores foram presos em flagrante e levados à delegacia (Foto: divulgação)Os autores foram presos em flagrante e levados à delegacia (Foto: divulgação)
Irmãos com as mãos e o pés amarrados (Foto: divulgação)Irmãos com as mãos e o pés amarrados (Foto: divulgação)
Caminhonete apreendida como os criminosos (Foto: Saul Schramm)Caminhonete apreendida como os criminosos (Foto: Saul Schramm)

Questionadas, as vítimas relataram que eram julgadas porque cometeram roubos na região. Os autores são integrantes do PCC (Primeiro Comando da Capital). Todos têm passagens pela polícia. A suspeita é de que todos são da mesma facção.

Segundo a polícia, muitas vezes, o julgamento realizado pelo “disciplina” do grupo não ocorre apenas contra integrantes de fação rival, mas dentro do próprio grupo quando um dos membros "sai da linha". Os bandidos usavam rádio da polícia para se comunicar. Os equipamentos ainda não foram localizados. O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro.

Outro caso - Esse é o segundo caso registrado na Capital em menos de 24 horas. Na noite de ontem (26), Sandra Raquel Lescano Prieto, 25 anos, que seria executada pelo PCC por ser integrantes do CV (Comando Vermelho) facção rival, foi resgatada. O flagrante foi na Rua Poética, no Bairro Portal CaiobáO namorado dela, Carlos Eduardo da Silva, 29 anos, foi preso com uma pistola 9 milímetros que pertence ao Exército Brasileiro. 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions